web analytics

Pesquisadores de OVNIs acreditam – e a ciência está começando a acreditar


Trish Bishop disse que ele apareceu como se fosse um holograma – depois sólido – de repente, na borda da floresta atrás de sua casa em Kissimmee, Flórida – EUA.

* Conteúdo da matéria ainda necessitando informações adicionais ou provas mais concretas para constatar a veracidade dos fatos, mesmo se vindo de fontes fidedignas. (Missão do OVNI Hoje)

Pesquisadores de OVNIs acreditam - e a ciência está começando a acreditar
Trish Bishop mostra o local no quintal de sua casa em Kissimmee, em 1 de fevereiro de 2019, onde alega ter testemunhado um alienígena e um OVNI pairando a 3 metros acima do solo em março de 2013. (Rich Pope/Orlando Sentinel)

Era uma quinta-feira de março em 2013, com o brilho da tarde deixando o dia atrás das árvores. Ela disse que ele era alto, pelo menos 1,90 m, talvez 100 kg e certamente musculoso, vestindo um uniforme de cor bege, botas e luvas.

Paralisada de medo, ela disse que viu o que ela acreditava ser um alienígena parecendo subir degraus invisíveis, parando muitas vezes para olhar de relance para ela de onde ela estava sentada na varanda de trás.

Quando ele estava a cerca de 3 metros do chão, ele virou as costas para ela e entrou – ‘em um OVNI?’ ela pensou – e se foi.

Bishop ficou surpresa. “Eu tenho um alienígena no meu quintal”, ela pensou.

Seria quatro anos antes dela contar a história a alguém, antes de descobrir a Mutual Unidentified Flying Objects Network (MUFON), uma organização nacional de 50 anos, e enviar seu relatório sob o número 84886 no capítulo local da Flórida.

Mas ela se preocupou: quem acreditaria nela?

Hoje em dia, mais pessoas do que você pensa.

Em restaurantes e salas de reunião nos Estados Unidos, grupos da MUFON ainda se reúnem todos os meses para discutir casos como o dela, com o entusiasmo que uma vez dominou o país durante a Guerra Fria, quando os avistamentos de OVNIs ainda causaram impacto na primeira página.

O grupo Space Coast, formado por alguns ex-funcionários e engenheiros da NASA, tem 118 membros, o maior do estado. Nos EUA, são 3.500, com escritórios adicionais em 42 países.

Por muitos anos, eles estavam sozinhos entretendo as teorias sobre OVNIs. Não mais.

Nos últimos dois anos, cientistas, políticos e profissionais estão cada vez mais dispostos a tocar no assunto que é tabu, e talvez dar um pouco de crédito àqueles que acreditam.

Em dezembro de 2017, o New York Times descobriu que os EUA haviam chegado ao ponto de financiar um projeto secreto de US$ 22 milhões para estudar alegações de OVNIs.

Desde então, respeitados pesquisadores, do presidente do departamento de astronomia da Universidade de Harvard, a pelo menos um cientista da NASA, apresentaram teorias, ainda que controversas, que sugerem um estudo mais detalhado do papel que os extraterrestres podem desempenhar em certos fenômenos.

O que mudou, disse Robert Powell, membro do conselho executivo da
Scientific Coalition for Ufology (Coalizão Científica para Ovnilogia), sem fins lucrativos, é a nossa compreensão do universo. À medida que os cientistas descobriram mais exoplanetas semelhantes à Terra e começaram a investigar as opções de viagem interestelar – uma ideia inclui o uso de uma sonda em forma de microchip, impulsionada a laser – a conversa está mudando.

Powell disse:

Ainda pensamos em nós mesmos, como espécie, como o centro de tudo.

Uma vez que você … pelo menos comece a discutir viagens interestelares, você tem que admitir que, se há vida inteligente lá fora, então eles têm que ser capazes de fazer viagens interestelares também.


A ciência pesa

O desafio com OVNIs e avistamentos de alienígenas sempre foi a falta de provas. Bishop disse que estava com muito medo de tirar uma foto de seu alienígena. Pouca ou nenhuma evidência consequencial existe em outros casos.

A psicologia pode explicar um pouco disso. Explicações comuns incluem uma pessoa projetando seus desejos inconscientes em algo, ou uma predisposição para acreditar em teorias conspiratórias informando o que uma pessoa pensa que viu, disse Alvin Wang, professor de psicologia da Universidade da Flórida Central.

As pessoas que acreditam ter testemunhado algo podem procurar outras pessoas que reafirmam essa crença, como “estar em uma câmara de eco”, disse Wang.

Ele ainda disse:

As pessoas tendem a se apegar a isto, particularmente se isto se encaixa em sua visão de mundo e em seu sistema de crenças de que existem outros seres que habitam o universo. E eles recebem … apoio de confirmação, quando são membros da comunidade que acreditam em OVNIs.

(Fonte)


Bem, talvez Wang deveria tirar seu traseiro de sua confortável cadeira na universidade, e falar com este piloto, perguntando ao militar profissional altamente treinado se ele se apegou à sua crença em alienígenas quando avistou um OVNI real:

n3m3

…E se você ainda não acessou nossa página principal, está perdendo um universo de informações.

Visite também nosso site associado, otimundo.com, para mais artigos interessantes, clicando aqui!

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh