web analytics

Nova anomalia de radar ocorre nos EUA – desta vez perto de Roswell


Nos últimos meses, uma série de misteriosas anomalias encontradas em sistemas de radar civis tem confundido os observadores e pode sugerir que a Força Aérea dos EUA esteja testando algo que eles não querem que o público veja.

* Conteúdo da matéria com veracidade comprovada, de fontes originais fidedignas. (Em se tratando de tese ou opinião científica, só pode ser garantida a veracidade da declaração da pessoa envolvida, e não o fato por ela declarado.)

Nova anomalia de radar ocorre nos EUA - desta vez perto de Roswell

As anomalias começaram em dezembro de 2018, quando uma formação de nuvens estranhamente densa apareceu no radar meteorológico em Indiana, Illinois e Kentucky. Alguns dias depois, anomalias de radar semelhantes foram observadas no Maine e na Flórida, e no mês passado o mesmo fenômeno apareceu na Austrália.

Enquanto a maioria dos observadores está confiante de que essas anomalias são um novo tipo de chaff, uma contramedida anti-radar implantada por aviões militares para enganar o radar, a frequência e a distribuição dessas anomalias em todo o mundo é um tanto intrigante. O que está sendo escondido à plena vista de todos?

A mais recente anomalia de radar apareceu em 5 de março de 2019, por volta das 12h20, horário local, em céu parcialmente nublado, sem precipitação em nenhum ponto do radar meteorológico. A anomalia apareceu como uma nuvem grande e quase sempre estacionária nos céus, a oeste da Base da Força Aérea de Cannon, no estado do Novo México (EUA), a cerca de 160 quilômetros ao norte de Roswell, curiosamente.

Como Tyler Rogoway, do site The War Zone, aponta, a Cannon Air Force Base é o lar do Comando de Operações Especiais da Força Aérea (de sigla em inglês, AFSOC) que opera uma série de veículos aéreos não tripulados como o MQ-1 Predator, MQ-9 Reaper, RQ -11 Raven, Scan Eagle e Wasp III. O AFSOC realiza operações de infiltração e exfiltração para as Forças Especiais dos EUA, bem como missões de vigilância e reconhecimento e até mesmo guerra psicológica.

Anomalia no radar no estado do Novo México, EUA.

Embora os testes de novas aeronaves e tecnologias aeroespaciais não sejam nada novo para o deserto, essa nuvem e outras semelhantes nos últimos meses mostram um comportamento que normalmente não é visto em sistemas conhecidos de contramedidas. Essas nuvens têm persistido por muito mais tempo do que as conhecidas contramedidas, de alguma forma, permanecem em seu lugar, ao contrário do chaff tradicional, que tendem a ser transportadas pelo vento mais facilmente.

Um par de Lancers B-1B utilizam chaff e flares durante um exercício militar.

Essas anomalias de radar poderiam ser apenas a Força Aérea testando novas contramedidas, embora esses testes estejam sendo conduzidos acima de áreas civis, como nos casos da Austrália e de Indiana. A Força Aérea está escondendo algo mais estranho que um novo tipo de chaff dentro dessas nuvens?

…Até agora, a Base da Força Aérea de Cannon ainda não respondeu aos pedidos de comentários sobre o incidente.

(Fonte)

n3m3

…E se você ainda não acessou nossa página principal, está perdendo um universo de informações.

Visite também nosso site associado, otimundo.com, para mais artigos interessantes, clicando aqui!

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh