web analytics

Jornalista investigativa dá seu parecer sobre o documentário recém lançado, “Bob Lazar: Area 51 and Flying Saucers”

Como prometido ontem, baixo está uma avaliação do documentário dirigido por Jeremy Corbell, “Bob Lazar: Area 51 and Flying Saucers”, um filme sobreBob Lazar e suas alegações de ter trabalhado numa base secreta do governo dos EUA, estudando naves alienígenas que foram resgatadas de acidentes:

Jornalista investigativa dá seu parecer sobre o documentário recém lançado, “Bob Lazar: Area 51 and Flying Saucers”

Bob Lazar, diz ter trabalhado em engenharia reversa de naves alienígenas.

Eu fui na estréia ontem à noite (4) do documentário de Jeremy Corbell sobre Bob Lazar. O auditório (dos anos 1930 localizado no centro de Los Angeles), um edifício muito bizarro que foi renovado arquitetonicamente, contém um hotel, restaurante e teatro adjacente e foi um local historicamente significativo para realizar um evento como esse, com capacidade para 1600. Parece que o evento estava esgotado! Mal conseguimos encontrar um assento.

O que me impressionou desde o início foi a ENERGIA DA MULTIDÃO. Eles eram apaixonados e focados. Todos estavam lá, NÃO PARA JEREMY OU SEU FILME, mas sim para apoiar BOB LAZAR e a verdadeira verdade de sua história. Em essência, divulgação, revelando a presença ALIENÍGENA e a visitação ao Planeta Terra. Estávamos todos lá para apoiar o reconhecimento do filme sobre a vida e a luta de Bob Lazar para dizer a verdade sobre o trabalho em uma instalação super secreta da tecnologia alienígena.

Era tudo sobre a presença alienígena. O que foi palpável foi a energia a energia quase histérica na multidão… Eles queriam a verdade para fora e eles queriam isso agora. Eu acredito que essa é a razão pela qual Jeremy não deixaria essa multidão fazer perguntas. Ele os silenciou. Ele os ameaçou quando eles tentaram falar. Seu entusiasmo foi ensurdecedor! Eles não iriam apoiar isto por menos que a verdade. Eles estavam lá por Bob. Pela verdade que ele contou todos esses anos atrás. Para ficar ao lado dele e com ele. Foi palpável.

Eles estavam, eu podia sentir isso, à beira de tumultos. Um movimento errado e eles o fariam. Isso é uma revolução. E os poderosos sabem disso.

Meu parceiro e eu sentimos, quando acordamos na manhã seguinte, que tínhamos sido expostos a alguma substância química que nos deixou sedentos. Nossas bocas pareciam algodão … Eu nunca me sinto assim. Eu não fumo maconha. Eu compreendo, de falar com os outros, que isso pode fazer você se sentir assim. Eu não sei. Tudo o que posso dizer é que nós dois sentimos isso.

Eu acredito que foi algo colocado nos dutos de ar ou uma arma do tipo scaler jogada na multidão naquele local. O que quer que fosse, supostamente deveria subjugar a energia das pessoas.

Ficou claro desde o início da sessão de Perguntas & Respostas que Jeremy Corbell não tinha intenção de tirar dúvidas da multidão, apesar do fato de que todos nós tínhamos vindo de longe e pagamos um bom dinheiro para estar lá, pessoalmente. Em vez disso, ele tirou perguntas de seu celular, do Instagram ou twitter … e das pessoas, as quais ele disse que conhecia como se fossem seus ‘irmãos’

O que foi surpreendente é que Bob Lazar não tinha mais certeza de que havia “visto um alienígena”, mas eles imediatamente esclareceram, como se antecipando a pergunta na mente do público, que o cadáver que ele tinha visto foi numa FOTOGRAFIA EM UM DOCUMENTO DE INSTRUÇÕES. Não importa, que anos antes na famosa entrevista em vídeo do Projeto Camelot com seu amigo John Lear, John havia relatado em detalhes como Bob tinha vindo a ele uma noite e disse as famosas palavras: “John, você nunca saberá como é ver seu primeiro alienígena.”

De repente, lá no palco, Bob admitiu que não conseguia mais lembrar de ter visto seu primeiro alienígena. Ele não tinha certeza do que ele tinha visto. E mais, tudo o que ele se importava era descobrir a verdade sobre a tecnologia. Os alienígenas podiam esperar. Mas a tecnologia, Bob sentia, poderia salvar a humanidade.

Como ocorre, os alienígenas não podem esperar e eles não o fazem. Não em todos esses anos. Eles estão abduzindo e comendo humanos e usando-os em um programa de engenharia genética desde pelo menos a década de 1940, e provavelmente por muito mais tempo. Eles fizeram um acordo com Eisenhower. Isso é conhecido. Humanos em troca de tecnologia. Um negócio sujo. E no processo, aqueles que eles permitem viver são programados para não se concentrarem nos próprios alienígenas. Como as crianças, elas ficam deslumbradas apenas com a tecnologia. Suas mentes são apagadas e elas não se lembram. Exceto por alguns poucos.

Eles preferem que pensemos apenas na tecnologia. E o que isso poderia significar para a humanidade. Energia de ponto zero, energia do vácuo. Energia suficiente para abastecer todos os lares ou a necessidade do planeta para muito tempo. Isso é tudo que importa, de acordo com Bob Lazar. E de acordo com seus mestres.

Mas não é o suficiente. As pessoas despertaram. Elas estavam lá naquela noite em massa. Elas estão acordadas e não vão suportar isso. Elas exigirão graus cada vez maiores de verdade. E, em breve, elas, assim como os parisienses, não suportarão mais as mentiras. E, claro, aqueles que estão no poder sabem disso. É por isso que eles estão arrastando seu espetáculo de cão e pônei que chamamos de divulgação. E, em tempo, isto vai acabar. E, com um pouco de ajuda de nós mesmos e de nossos ‘amigos’ humanos e alienígenas, obteremos a verdade real no meio de suas meias verdades, como quando John Lear disse no meu show. Olha, eles planejaram isso o tempo todo. Eles sabiam que precisariam de alguém, alguém para levar a queda quando os humanos começassem a acordar e exigissem saber a verdade. Eles precisariam de um cara, como Bob Lazar. Talentoso e educado com todo o conhecimento correto que também era um rebelde de coração. Alguém que teria feito coisas para se rebelar em seu passado e continuaria a fazer as coisas, fora da caixa da convencionalidade. Então eles poderiam desinformar e desacreditá-lo, se necessário. Então ninguém iria acreditar nele. Então eles poderiam evitar contar toda a verdade sobre a presença alienígena, independentemente dos vazamentos.

Mas eles não consideraram a nós. As pessoas. Não Jeremy, não suas ‘crenças’ extraordinárias, mas seus conhecimentos extraordinários de que viria à tona em um momento em que aqueles no poder decidiram divulgar sua versão do desacobertamento, enquanto todo o tempo tentando afastar-se das verdadeiras verdades duras e sujas. Eles não contavam com a inteligência emocional das massas. Nem sequer com a multidão naquela noite no centro de Los Angeles. Eles estavam à beira de algo que nem mesmo os que estavam no poder tinham previsto ou poderiam suportar. E não, Jeremy, não é sobre você ou seu cinema que só conseguiu aborrecer muitas pessoas pelo que prometeu, mas nunca entregou o prometido. É tudo sobre um herói americano e um soldado da verdade. E nós estamos aqui por ele. E nós sabemos quem ele é e o que ele fez pela humanidade. E nós não vamos esquecer. Nós lembraremos.

(Fonte)

Sobre Kerry Kessidi

Kerry Cassidy é a CEO/Fundadora do Projeto Camelot. Kerry é uma cineasta documentária/jornalista investigativa e conhecida apresentadora do Projeto Camelot TV, transmitindo shows semanais ao vivo no Youtube. Kerry viaja pelo mundo conduzindo entrevistas e documentando o testemunho de denunciantes com autorizações super secretas, bem como autores, pesquisadores e ‘experienciadores’, cobrindo conspirações, o programa espacial secreto, projetos negros, ETs, kundalini e ascensão e energia livre. Ela fala em conferências ao redor do mundo e é considerada uma das líderes do movimento do desacobertamento.


n3m3

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh