Chefe de programa OVNI do Canadá: “Eles sempre estiveram aqui”

Tempo de leitura: 4 min.

Tudo iniciou alguns anos antes da “Corrida Espacial” começar entre as duas nações rivais: os EUA e a União Soviética. O mundo ficou chocado com os avistamentos diários de OVNIs, e as histórias de contato alienígena inundaram os jornais.

Chefe de programa OVNI do Canadá: "Eles sempre estiveram aqui"
Chefe de programa OVNI do Canadá: "Eles sempre estiveram aqui"
Wilbert Brockhouse Smith (1910-1962) Crédito: Grant Cameron

Foi a era de dois tipos de pessoas: o primeiro eram grupos de pessoas afins, por exemplo, engenheiros, cientistas e inventores que descartavam qualquer contato alienígena e histórias de discos voadores, enquanto o segundo grupo era dos contatados que alegavam ter estado nos OVNIs. Esses grupos nunca se alinharam, mas Wilbert Brockhouse Smith (1910-1962), um engenheiro canadense, foi a única linha de conexão entre esses dois grupos.

O Sr. Smith trabalhou como engenheiro de rádio sênior para o Departamento de Transporte do governo canadense no final dos anos 1940 e 1950. Ele foi o responsável pela comunicação por rádio entre o Canadá e os Estados Unidos naquela época. Pouquíssimas pessoas sabem que o Sr. Smith convenceu o governo canadense a estabelecer um programa de monitoramento de OVNIs que eventualmente detectou o estranho fenômeno aéreo que, segundo ele, não era terrestre. Ao perguntar aos americanos sobre a existência de OVNIs, ele recebeu uma resposta deles de que o governo dos EUA havia colocado esse assunto em sua maior preocupação, e era ainda mais secreto do que a bomba atômica.

Wilbert Smith disse:

“Uma das coisas mais importantes que tive que perceber é que não estamos sozinhos. A raça humana na forma de homem se estende por todo o universo e é incrivelmente antiga. Além disso, sua aparição na forma física é apenas uma de suas muitas manifestações ao longo do caminho do progresso. Este planeta foi colonizado muitas vezes por pessoas de outros lugares e nossa atual raça humana é irmã de sangue dessas pessoas. É de se admirar que eles estejam interessados ​​em nós.”

Além disso, de acordo com o pesquisador Grant Cameron, o Sr. Smith desempenhou um papel importante no estabelecimento da Rádio Ottawa usada pelos espiões canadenses e também no rastreamento de comunicações soviéticas secretas.

Em 1950, o programa canadense de estudo de OVNIs, Projeto Magnet, foi estabelecido pela Transport Canada sob a supervisão do Sr. Smith. O governo financiou o projeto por quatro anos, mas ele recebeu financiamento informal depois. Em 1952, ele montou um observatório em Shirley’s Bay para estudar as descobertas de avistamentos de OVNIs sob o Projeto Magnet. Smith tinha um interesse pessoal em geomagnetismo, o que o levou a concluir que os OVNIs eram de origem extraterrestre, impulsionados por forças magnéticas e, na verdade, de universos paralelos.

Smith disse:

“É minha opinião que as pessoas de outros lugares escolhem todos os tipos de métodos para entrar em contato conosco, e sua tecnologia e compreensão são muito melhores do que as nossas; eles podem usar métodos que achamos bastante incompreensíveis.”

Curiosamente, ele acreditava que os OVNIs eram controlados por meio de poderes físicos, e tais declarações constrangeram o Departamento de Transportes. Em 1952, quando a grande onda de OVNIs atingiu a mídia, o Sr. Smith afirmou que a Força Aérea dos Estados Unidos abateu um OVNI perto de Washington, DC, recuperou suas peças e o deixou emprestar uma delas. Quando questionado se havia devolvido a peça à USAF, ele respondeu que a peça foi para um grupo muito mais altamente secreto (não era FBI nem CIA), cuja identidade ele não poderia revelar.

Chefe de programa OVNI do Canadá: "Eles sempre estiveram aqui"
Parece então, que estamos à frente de uma probabilidade substancial da existência real de veículos extraterrestres, independentemente se eles se encaixam ou não em nosso esquema das coisas. Tais veículos necessariamente devem usar uma tecnologia consideravelmente mais avançada da que temos. Assim, é submetido que o próximo passo nesta investigação deveria ser um esforço substancial em direção à aquisição da maior quantidade possível desta tecnologia a qual seria, sem dúvida, de grande valor para nós.

-W. B. Smith

Crédito: Biblioteca e Arquivos do Canadá

Surpreendentemente, o Sr. Smith também acreditava firmemente em alienígenas. Em 1961, ele fez um discurso no Vancouver Area UFO Club, onde alegou ter estado em contato com alienígenas, referindo-se a eles como “os meninos do lado superior“. Além disso, ele disse que os alienígenas explicaram a ele que a velocidade da luz não é constante e que o tempo funciona de maneira diferente no universo, não um tique-taque cronológico que as pessoas possam imaginar na Terra, mas uma “função de campo” que mudava em todo o universo, e que pode ser alterado. (fonte)

Suas naves, como lhe disseram, eram sustentadas pelo campo gravitacional da Terra. Os campos ao redor de suas naves, acrescentou, criavam áreas que reduziam áreas que enfraqueciam a força dos objetos que entravam em contato com eles, respondendo pela destruição de naves militares terrestres que voaram muito perto delas. Isso explicou, entre outros fenômenos, a queda de um jato militar em maio de 1956 no convento de Villa St. Louis em Orleans – o jato, disse Smith, voou para um “vórtice muito forte de ligação reduzida“, fazendo com que se partisse.

Quando explosões nucleares aconteceram, ele acrescentou, vórtices instáveis ​​semelhantes foram formados. Seu amigo não identificado, que também estava em comunicação com “essas pessoas de fora”, afirmou ter falado com um deles, Tyla, um coletor de lixo cujo dever era limpar a sujeira radioativa deixada por tais explosões feitas pelo homem. Tyla, de acordo com Smith, pegou o material, transportou-o a bordo de sua nave, tornou-o inativo e depois o despejou em um local remoto da Terra. Tyla teria dito a um amigo em 1948 que despejaria sua próxima carga perto de Ottawa em um momento apropriado para que muitas pessoas pudessem observá-la.

Em 21 de novembro de 1950, o Sr. Smith escreveu um memorando que foi classificado como ‘Top Secret‘ (Ultra Secreto), mas depois foi recuperado dos Arquivos da Universidade de Ottawa. De acordo com o memorando, o governo canadense levava a sério os OVNIs e vinha construindo uma tecnologia secreta usando radiação oceânica, radioatividade atmosférica e geomagnetismo. Ele ainda escreveu que seu trabalho em geomagnética e a energia na qual os discos voadores operam estavam conectados. (fonte)

Ao resumir os avistamentos relatados em 1952, o Sr. Smith relatou:

“[Os OVNIs têm] 30 metros ou mais de diâmetro; eles podem viajar a velocidades de vários milhares de quilômetros por hora; eles podem atingir altitudes bem acima daquelas que deveriam suportar aeronaves ou balões convencionais, e amplo poder e força parecem estar disponíveis para todas as manobras necessárias.”

O Projeto Magnet foi descontinuado poucos dias depois. O Ottawa Journal relatou que os cientistas insistem: “não há provas de que discos voadores existam, mas eles admitem honrosamente que não há provas de que todos os objetos estranhos e errantes relatados no céu sejam aberrações da imaginação ou da atmosfera”.

Antes de sua morte por câncer, o Sr. Smith pediu à esposa que escondesse todas as suas pesquisas e arquivos confidenciais, pois temia que caíssem em mãos erradas. “Eles virão saquear todo o meu trabalho”, proclamou Smith.

Smith em 27 de dezembro de 1962 e, como previu logo depois disso, os soviéticos, americanos e canadenses abordaram sua esposa. (fonte)

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares..

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!