Lixo espacial da China cai nas Filipinas

Tempo de leitura: 2 min.

Aconteceu novamente. A ABC News relata que detritos de outro dos foguetes de carga pesada Long March 5B da China foram descobertos no mar ao largo da costa das Filipinas.

Lixo espacial da China cai nas Filipinas
Foto ilustrativa – não relacionada ao artigo – de outro pedaço de lixo espacial que cruzou o céu do México em fevereiro deste ano.

Acredita-se que os restos do foguete sejam os do Long March 5B, lançado do Centro de Lançamento Espacial Wenchang, na ilha de Hainan, na semana passada, que supostamente carregava uma carga útil com materiais de laboratório para a estação espacial chinesa Tiangong.

Esta não é a primeira vez que as Filipinas são ameaçadas por lixo espacial chinês. Agora, segundo a ABC, funcionários da Agência Espacial das Filipinas estão pressionando as autoridades em Manila a ratificar os tratados da ONU sobre lixo espacial. Se esses tratados forem assinados, os cidadãos da nação insular poderão buscar restituição por qualquer ferimento ou dano causado pela queda de destroços de foguetes.

Considerando que as Filipinas estão sob a rota espacial direta da China, é justo que as autoridades se preocupem. De fato, em agosto, o país foi tecnicamente atingido duas vezes pelo lixo do Long March 5B – uma vez no início do lançamento do foguete e outra no final.

Um funcionário disse ao jornal filipino The Inquirer na época:

“Isso mostra que o risco é maior para nós, porque estamos sob a rota de voo da maioria dos lançamentos de foguetes chineses.”

Embora nenhum dos recentes acidentes do Long March 5B perto da ilha realmente tenha atingido a terra, eles poderiam ter. Afinal, eles já fizeram isso antes. Um núcleo de foguete extinto atingiu a África Ocidental na primavera passada e, mais recentemente, um pedaço de um foguete Long March 2D – um foguete diferente, mas aparentemente igualmente caótico – caiu em um campo chinês. E embora nenhuma vida tenha sido tirada pela queda do lixo espacial até agora, certamente há um risco, e os especialistas até alertaram que há dez por cento de risco de que o lixo cósmico em queda cause baixas humanas na próxima década.

De sua parte, a China ainda não expressou qualquer preocupação legítima com seus foguetes extremamente erráticos. E como ainda há muito para haver no caminho da governança internacional para garantir que toda e qualquer nação espacial mantenha detritos potencialmente perigosos sob controle, parece ter pouco incentivo para mudar seus caminhos.

(Fonte)


E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares..

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!

hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!