“Misterioso” sinal de sonar próximo ao Titanic é identificado

Tempo de leitura: 2 min.

Um misterioso sinal no sonar que foi detectado perto dos destroços afundados do Titanic décadas atrás foi finalmente identificado.

https://codigooculto.com/noticias-sorprendentes/identifican-misterioso-blip-sonar-detectado-titanic/
Vista da proa do naufrágio do RMS Titanic, fotografada em junho de 2004. (Domínio público)

Paul Henry Nargeolet mergulhou nos destroços do Titanic mais vezes do que a maioria dos mergulhadores. Mais de 30 vezes no total, na verdade. Em uma dessas viagens, em 1998, ele gravou um misterioso sinal de sonar perto do local do naufrágio.

Nas décadas desde então, ninguém foi capaz de determinar o que era esse sinal, se seria outro naufrágio, algum tipo de característica geológica ou algo totalmente novo.

Mistério resolvido

Agora, em 2022, o mistério foi finalmente resolvido. Em uma expedição ao naufrágio do Titanic no início deste ano, Nargeolet e seus colegas pesquisadores conseguiram documentar um recife de águas profundas repleto de vida marinha, a cerca de 2.900 metros de profundidade.

Nargeolet disse:

“Não sabíamos o que iríamos descobrir. No sonar, isso poderia ter sido uma série de coisas, incluindo a possibilidade de que fosse outro naufrágio. Eu tenho procurado uma oportunidade para explorar este grande objeto que apareceu no sonar há muito tempo. Foi incrível explorar esta área e encontrar esta fascinante formação vulcânica repleta de tanta vida.”

Encontro inesperado

Os pesquisadores observaram esponjas, corais, peixes, lagostas e muito mais no topo da cordilheira de basalto, que foi provisoriamente chamada de Cordilheira Nargeolet-Fanning em homenagem a Nargeolet e Oisín Fanning, especialista da missão na expedição.

Fanning disse:

“Quando ouvi sobre a possibilidade de um mergulho para desvendar o mistério do que foi visto no sonar em 1998, sabia que queria fazer parte do esforço.”

Embora leve algum tempo para revisar todas as imagens e vídeos do mergulho mais recente, a equipe deseja compartilhar suas descobertas com outros cientistas para melhorar nossa compreensão da vida no fundo do mar.

Uma interessante linha de pesquisa visa determinar como os tipos de vida, a concentração de organismos e a composição do ecossistema em geral variam entre o cume Nargeolet-Fanning e o famoso naufrágio do qual se aproxima.

Steve Ross, cientista marinho e líder de expedição da Universidade da Carolina do Norte, disse em um comunicado:

“As semelhanças e diferenças nos ajudarão a entender melhor nossos ambientes de águas profundas.”

A vida no fundo do mar

Os pesquisadores também coletaram inúmeras amostras de água que podem ser submetidas a processos de análise de DNA ambiental para entender melhor as espécies encontradas nessa crista recém-descoberta.

Modelos de computador também serão usados ​​para descobrir como a vida sobrevive onde está: isso está relacionado aos esforços contínuos dos cientistas para descobrirem mais sobre como as esponjas e os corais conseguem se espalhar tão longe no oceano. Tudo isso contribui para mais pesquisas sobre o impacto das mudanças climáticas nos oceanos e como esses ecossistemas delicados podem se adaptar e sobreviver à medida que as águas esquentam.

Murray Roberts, biólogo marinho da Universidade de Edimburgo, Reino Unido, disse em um comunicado:

“Precisamos compartilhar essas informações com a comunidade científica e os formuladores de políticas para garantir que esses ecossistemas vulneráveis ​​recebam o cuidado e a proteção que merecem”.

No vídeo a seguir você pode ouvir mais detalhes do ambiente do mar profundo que eles testemunharam enquanto mergulhavam em seu submersível tripulado chamado “Titan”.

[Para instruções de como ativar a legenda em português do(s) vídeo(s) abaixo, embora esta não seja precisa, clique aqui.]

(Fonte)


Imaginem então o que pode existir abaixo das crostas geladas de algumas das luas de Júpiter e Saturno.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!