web analytics

Importante informação para a comunidade OVNI/UFO – por Sean Cahill


(Se um membro da família ou um ente querido lhe pediu para ler isto, eles estão tentando ajudá-lo a entender algumas histórias recentes fantásticas, mas verdadeiras, para que possamos todos determinar nosso futuro juntos.)

Se você está lendo este artigo nos primeiros dias ou meses depois que foi publicado, você provavelmente faz parte de um subconjunto muito pequeno da população, também conhecida como A Comunidade dos OVNIs. Se você é o presidente do seu fã-clube local do Stanton Friedman ou fica ansioso quando não assiste um episódio da série Alienígenas do Passado, então você está envolvido, investido ou de alguma forma aceita de um mundo maior além de sua percepção direta. Você pode estar ativamente interessado em informações novas e verificadas em relação aos fenômenos de OVNIs (FANIs) ou OSNIs. Você pode estar interessado nas implicações filosóficas de certas teorias estabelecidas ou hipóteses fantasiosas. Você pode estar interessado em consciência, meditação e cultura do despertar. Você pode se inclinar em uma direção mais esotérica ou oculta, trazendo a fé e talvez até mesmo a religião para apoiar um pano de fundo de evidências histórias e geológicas menos relatadas. Alguns chegam ao ponto de relatar fenômenos pessoais não verificáveis ​​ou comunicação. Eu sei que muitos de nós experimentamos cada uma das coisas que mencionei e muitas mais. Estamos equipados de maneira única.

Quando a gênese deste artigo se espalhou em minha mente, foi como uma repreensão à maior comunidade dos ‘OVNIs’. Em dezembro de 2017, ocorreu o evento “D” Desacobertamento, que todos estavam implorando. A autoridade cognitiva sob o disfarce de Luis Elizondo revelou certos detalhes importantes desclassificados sobre o Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais (de sigla em inglês, AATIP) Esse foi o momento em que vi a maior comunidade de OVNIs começar a experimentar a dissonância cognitiva de mente fechada que assola nossa sociedade em geral. Com isso, a comunidade “OVNI” foi maltratada e abusada por todos os lados. Os membros têm estado sujeitos a desinformação, assédio, assassinato de caráter e, colocado de forma simples… espionagem psicológica e táticas de controle geralmente reservadas ao “inimigo”.

Não podemos mencionar como a comunidade tem sido abusada por aqueles responsáveis ​​por nos manter seguros e manter nossos segredos seguros sem mencionar como ela foi abusada internamente;

Charlatões. Mentirosos. Vigaristas e sejamos honestos: mentalmente doentes. Há muitos que pregam de uma maneira tão semelhante a um pregador em uma tenda, que você pode sentir o cheiro de alcatrão e penas no futuro. Alguns começaram sendo verdadeiros que simplesmente amavam demais a atenção. Eles são humanos.

Mas eu não quero começar uma briga. Então, vou suavizar meu tom e tentar dobrar minha repreensão em um apelo.

Precisamos da sua ajuda.

Nunca haverá um desacobertamento com “D” maiúsculo como a população maior quer e espera. Aqueles que estudam os fenômenos mais amplos além do YouTube e dos programas de televisão populares sabem que há mais do que uma federação interplanetária de pequenos homens verdes em máquinas de porcas e parafusos que pousarão um dia ao lado da fanfarra no gramado da Casa Branca.

Mas existem máquinas de porcas e parafusos… e nem todas elas são “nossas”. Então vamos começar por aí.

O incidente Tic-Tac de 2004 na costa da Califórnia provocou outra investigação do governo sobre OVNIs. Eu tive sorte o suficiente para não ter que questionar qualquer parte da realidade desse incidente, porque eu estava lá, eu estava prestando atenção e antes daquela semana eu já era um fã dos OVNIs. Eu tinha visto algumas coisas, gostava de ficção científica e gostava de especular sobre o nosso vasto universo. Depois daquela semana e a reação daqueles acima de mim na minha cadeia de comando, eu decidi que não havia OVNIs e tudo era um projeto de defesa avançado de origem local (humana). Não está interessado, caso encerrado.

Em dezembro de 2017, quando vi a mesma filmagem de câmera em um artigo do New York Times que foi compartilhada conosco em 2004, eu sabia que tinha errado. O ano de 2017 foi uma espécie de grande ano. Em janeiro, antes que Elizondo mudasse o jogo para sempre, a CIA divulgou mais de 12 milhões de páginas de dados desclassificados sob o CREST (CIA Records Search Tool). Estes incluem “coleções especiais, como arquivos de programas de visualização remota STARGATE”.

Há muito mais do que apenas o conhecido programa STARGATE; pesquisas conduzidas em conjunto com o Fort Meade do Exército, o Instituto Monroe e supervisionadas em muitas áreas pelo Dr. Hal Puthoff, do Stanford Research Institute, desenham um esboço de indivíduos dedicados tentando entender alguns fenômenos muito comuns, mas muito sutis e elusivos.

Isto também mostra como nosso governo (EUA) obterá sucesso em um programa, somente para depois parecer desativá-lo e reformulá-lo sob um véu de sigilo. Não é de surpreender que o site archive.gov ainda siga a linha em sua descrição do original Projeto Blue Book que:

Já que o Projeto BLUE BOOK foi desativado, nada aconteceu para indicar que a Força Aérea deveria retomar a investigação de OVNIs. Por causa do custo considerável para a Força Aérea no passado, e do financiamento apertado das necessidades da Força Aérea hoje, não há probabilidade de a Força Aérea se envolver novamente com a investigação sobre OVNIs.

Isso é totalmente falso e ridículo.

Por práticas precedentes e passadas, devemos fazer a suposição racional de que os dados foram coletados, classificados e expandidos exponencialmente, isolados e compartimentados ao longo das décadas. Era importante demais para serem compartilhados. Era muito perigoso. Era muito indescritível. Foi embaraçoso o modo como nos tratou. Eles precisavam controla-lo por eles mesmos e até que pudessem tinham que manter segredo. Sabemos que isso soa verdadeiro porque conhecemos a natureza paranoica e assustadora da humanidade. Eu segurarei a tocha e o bastão, não você … e você deveria ir primeiro também.

Vamos conversar sobre segredos…

A única razão pela qual o Projeto Manhattan foi desclassificado foi que o tamanho das explosões das bombas e a consequente devastação era grande demais para se esconder. Embora a física nuclear seja bastante complicada, sem uma rede mundial de funcionários trabalhando 24 horas por dia para salvaguardar o material físsil, o número de armas nucleares usadas contra nossa própria espécie certamente seria mais de duas.

Agora imagine um objeto capaz de acelerar a uma grande fração da velocidade da luz dentro da atmosfera da Terra e impactar … qualquer coisa. Para muitos de nós, é aí que a imaginação se desfaz. Uma bala calibre .45 viajará a aproximadamente 901 km/h. Um corpo humano pode parar uma bala calibre .45 muito bem, mas geralmente com resultados indesejáveis.

Um grão de areia viajando a 99% da velocidade da luz tem cerca de 16,5 quilotons de força energética. Essa é uma explosão que compara em intensidade à bomba atômica lançada em Hiroshima.

Você vai desculpar a metáfora simples, mas se você jogar um papel de doce pela janela do seu (OVNI) Tic-Tac na hora errada, poderá obliterar uma vasta área metropolitana.

O (OVNI) Tic-Tac do caso Nimitz tinha aproximadamente 30 pés (cerca de 9 m) de comprimento. Um objeto grande e sólido superou o melhor da nossa tecnologia de defesa nas águas de casa onde aprimoramos nossas habilidades. “Eles” (aqueles que controlam o objeto) exibem confiança aparentemente absoluta em sua tecnologia e capacidade de manobrar e controlar o espaço de batalha. Com algumas exceções notáveis, eles também parecem geralmente alheios à nossa presença.

Melhor… mais forte, mais rápido… com a confiança de um mestre do ambiente e a presença de espírito para não nos prejudicar de forma óbvia.

Se fosse apenas o vídeo do Tic-Tac e do Comandante Fravor e outros, teríamos uma anomalia; uma falha. Mas com os vídeos Gimbal e Go Fast que se seguiram depois de Elizondo, Puthoff e uma série de outros influentes funcionários da inteligência, cientistas e pesquisadores estabelecidos juntaram-se à To the Stars Academy de Tom Delonge, parecia que algo muito importante estava se aglutinando em público.

Na grande mídia, é fácil encontrar o artigo ‘Thing in the sky debunked‘ (Coisa no céu é desbancada) escrito frequentemente no seu site afiliado de notícias locais. Se você cavar um pouco mais fundo na Internet, de repente você está em um território de culto com conversas sobre entidades canalizadas e uma coleção de espécies que disputam o controle deste planeta e suas pirâmides, terras planas e zoológicos alienígenas.

O fato triste ou fantasticamente inacreditável é que a verdade está em algum lugar no meio e que será incrivelmente fácil para as pessoas a dispensarem se ela não for apresentada de uma maneira que faça sentido.

“Mas eu pensei que o governo já determinou …”

Projeto Sign da Força Aérea dos EUA, 1947–1949

O relatório final do Projeto Sign, publicado no início de 1949, afirmava que, embora alguns OVNIs parecessem representar aeronaves reais, não havia dados suficientes para determinar sua origem.

O Projeto Sign esteve ativo de 1947 a 1949. Alguns dos funcionários do Sign, incluindo o diretor Robert Sneider, favoreceram a hipótese extraterrestre como a melhor explicação para os relatos de OVNIs. Eles prepararam a Estimativa da Situação argumentando sobre o caso deles. Esta hipótese foi finalmente rejeitada por oficiais de alta patente, e o Projeto Sign foi dissolvido e substituído pelo Projeto Grudge. (fonte)

Projeto Grudge, 1949

O projeto terminou formalmente em dezembro de 1949, mas continuou em uma capacidade mínima até o final de 1951.

Como o Projeto Sign, o Grudge achava que o vasto volume de relatos de OVNIs poderia ser explicado como nuvens, estrelas, aeronaves convencionais ou coisas semelhantes identificadas incorretamente. No entanto, diferentemente do Sign, que achava que alguns OVNIs poderiam ter uma resposta extraordinária, o pessoal do Grudge achava que a minoria restante de relatos poderia ser explicada como fenômenos normais. Grudge começou uma campanha de relações públicas para explicar suas conclusões ao público em geral. (fonte)

Carta de Promulgação dos Chefes de Estado Maior, Dezembro de 1953

O Regulamento nº 146 da Joint dos Chefes do Estado Maior considerou crime os militares discutirem relatórios sigilosos sobre OVNIs com pessoas não autorizadas. Os violadores enfrentaram até dois anos de prisão e/ou multas de até US $ 10.000. (fonte)

Projeto Blue Book da Força Aérea dos EUA, 1952–1969

Estudou “objetos voadores não identificados” (OVNIs), conduzidos pela Força Aérea dos Estados Unidos. (fonte)

A investigação mais conhecida é simplesmente grande demais para ser capturada em um breve parágrafo. Dezessete anos de estudo, 12.000 relatórios, inúmeros oficiais encarregados e o que parece ser uma constante obstrução e interferência dirigida ao seu líder científico, o Dr. J. Allen Hyneck, um astrônomo respeitado que seguiu em busca de mais campo de OVNIs após o cancelamento do Projeto Blue Book.

O Comitê Condon, 1966–1968

O Comitê de Condon era o nome informal do Projeto OVNI da Universidade do Colorado, um grupo financiado pela Força Aérea dos Estados Unidos, de 1966 a 1968, na Universidade do Colorado para estudar objetos voadores não identificados sob a direção do físico Edward Condon. O resultado de seu trabalho, formalmente intitulado ”
Scientific Study of Unidentified Flying Objects” (Estudo Científico de Objetos Voadores Não Identificados), e conhecido como Relatório Condon, apareceu em 1968.

“Conclusões e Recomendações”, Condon escreveu: “Nossa conclusão geral é que nada vem do estudo de OVNIs nos últimos 21 anos que adicionou ao conhecimento científico. A consideração cuidadosa do registro, como ele está disponível para nós, nos leva a concluir que um extenso estudo dos OVNIs provavelmente não pode ser justificado na expectativa de que a ciência será promovida por meio disso.

Mesmo antes de sua conclusão, a Força Aérea pediu à Academia Nacional de Ciências que “fornecesse uma avaliação independente do escopo, da metodologia e das descobertas” do Comitê. Um painel presidido pelo astrônomo Gerald M. Clemence de Yale estudou o Relatório por seis semanas e concluiu que “com base no conhecimento atual a explicação menos provável dos OVNIs é a hipótese de visitas extraterrestres por seres inteligentes” e que “nenhuma alta prioridade em investigações de OVNIs são garantidas pelos dados das últimas duas décadas. (fonte)

Vamos resumir isso. Em 1947, Kenneth Arnold começa tudo com o seu avistamento perto do Monte Rainier. O governo dos EUA inicia então 21 anos de intenso estudo do fenômeno. É simples ver as batalhas internas pela ideologia, o que é possível, perceptível e as implicações.

Mesmo um investigador casual pode formar a opinião de que os responsáveis ​​têm o hábito de descontar o trabalho dos especialistas que contratam em favor de suas próprias “crenças”. Vemos como os que estão no comando trataram as avaliações honestas de Hynek, Puthoff e Elizondo. Ainda hoje, como relatado por Elizondo, alguns na cadeia de comando acreditam (por sua própria fé pessoal, aparentemente) que seus demônios religiosos específicos estão por trás do fenômeno e, portanto, devem ser deixados em paz. Estamos em 2019, a propósito.

Três projetos com montes de evidências coletadas, depoimentos de testemunhas oculares que foram julgadas por assassinato ou roubo, indubitavelmente levariam a uma condenação. Milhares e milhares de relatórios de observadores treinados, militares, policiais, bombeiros e acadêmicos apareceram. Relatórios de assédio de ativos nucleares continuaram desde então.

Podemos supor que nos anos intermediários, entre 1970 e 2017, numerosas outras investigações sobre os fenômenos foram conduzidas sob o manto do sigilo. Já mencionamos o ATTIP e, desde essa revelação, uma breve lista de tópicos estudados se dividiu. Temos indicações de outro programa denominado AAWSA (Advanced Aerospace Weapon Systems Application). Deve-se notar que agora, a céu aberto, esses programas terminaram sem sucessores.

Por que eu coloquei tudo isso para uma comunidade que já sabe tudo isso? Porque eu estou me abrindo para o escrutínio do que eu posso ter deixado de fora ou errado? Porque muitos de nós já alteramos nossa visão de mundo para tentar entender o que está acontecendo. Sem uma compreensão gradual, muito disso pode soar como o discurso de maníacos. Como você pode ver, o argumento de que não podemos lidar com a verdade é nuançado. A verdadeira questão é: o que você vai fazer da verdade?

Precisamos encontrar uma maneira de compartilhar o escopo deste novo mundo com nossos entes queridos. Embora muitos na comunidade tenham sido altamente críticos em relação aos meus colegas, sei que é porque estão desesperados por encontrar a verdade, desesperados por compreensão e desesperados por serem ouvidos. O Desacobertamento aconteceu. A confirmação está chegando. Quando os confusos e assustados entre nós se voltarem para a comunidade ovnilógica/ufológica para entenderem, onde você estará? Você vai dar uma mão, um coração e mente abertos? Ou você vai lucrar com esses sentimentos egoístas de ‘eu avisei?’

Infelizmente, a ciência tradicional provavelmente ficará de fora das primeiras rodadas da Confirmação. Muitos não estão, compreensivelmente, dispostos a arriscar seus meios de subsistência e reputações em dados sutis que muitas vezes não podem ser replicados de acordo com o método científico. Além disso, a ciência cultural tem um ponto cego onde ela decide se uma coisa que não era verdadeira antes demonstrou ser aceita. Ou seja, é um processo gradual, levou uma década para muitos, mesmo em ciência estabelecida, acreditarem que os irmãos Wright realmente voaram. O ponto de inflexão na arena dos Fenômenos Aéreos Não Identificados está aqui.

As pessoas com quem nos importamos se voltarão para nós. Você tem a chance de mudar as coisas. Você tem a chance de fazer aquilo que foi difícil para você, mais fácil para aqueles que você ama. Se todos nós fizermos isso, podemos sobreviver através dessas revelações intactas e mais fortes para isso.

Escolha sabiamente.

(Fonte)


Um belo artigo para aqueles que ainda relutam em acreditar na veracidade do fenômeno dos OVNIs. O processo do Desacobertamento deste fenômeno já começou. Reitero o que o autor escreveu ao final: “Escolha sabiamente”.

n3m3

…E se você ainda não acessou nossa página principal, está perdendo um universo de informações.

Visite também nosso site associado, otimundo.com, para mais artigos interessantes, clicando aqui!

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh