web analytics

Agora que um buraco negro foi fotografado, o que aqueles que negavam sua existência farão?

“Os buracos negros são os objetos mais misteriosos do universo. Nós vimos o que pensávamos ser invisível. Tiramos uma foto de um buraco negro.”

* Conteúdo da matéria com veracidade comprovada, de fontes originais fidedignas. (Em se tratando de tese ou opinião científica, só pode ser garantida a veracidade da declaração da pessoa envolvida, e não o fato por ela declarado.) (Missão do OVNI Hoje)

Agora que um buraco negro foi fotografado, o que aqueles que negavam sua existência farão?

Sheperd Doeleman, diretor do Telescópio Event Horizon (EHT) – uma rede de oito radiotelescópios em todo o mundo que capturou a imagem de um buraco negro – revelou a fotografia em 10 de abril em uma conferência de imprensa com os principais cientistas e astrônomos esperando para ver a prova definitiva daquilo que eles todos acreditavam com base em fé, indicadores e modelos científicos – que existem buracos negros.

Ou será mesmo que existem?

Espere, você diz … você não viu a foto? Claro, mas existem dezenas de milhares de fotografias da Terra do espaço exterior mostrando que ela é um globo. Alguma delas convenceu os terraplanistas?

Conheça Laura Mersini-Houghton, autora de “Backreaction of Hawking radiation on a gravitationally collapsing star I: Black holes?”, um artigo que ela escreveu em 2014, em que ela usou duas teorias aparentemente conflitantes para provar que buracos negros não existem, porque eles não podem vir a existir em primeiro lugar. Mersini-Houghton é professora de física na Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill:

Este trabalho investiga a reação reversa da radiação de Hawking no interior de uma estrela gravitacionalmente colapsada, em um vácuo inicial de Hartle-Hawking. Isso mostra que, devido à radiação Hawking de energia negativa no interior, o colapso da estrela pára em um raio finito, antes que a singularidade e o horizonte de eventos de um buraco negro tenham uma chance de se formar. Ou seja, a estrela salta em vez de desmoronar em um buraco negro.

Um comunicado de imprensa da faculdade intitulado “Carolina’s Laura Mersini-Houghton shows that black holes do not exist” (‘Laura Mersini-Houghton da Carolina mostra que buracos negros não existem’) dá uma explicação simples, referenciando Stephen Hawking na tentativa de validá-lo:

Ela e Hawking concordam que, quando uma estrela entra em colapso sob sua própria gravidade, ela produz a radiação Hawking. No entanto, em seu novo trabalho, Mersini-Houghton mostra que, emitindo essa radiação, a estrela também perde massa. Tanto é assim que ao encolher não tem mais a densidade para se tornar um buraco negro. Antes que um buraco negro possa se formar, a estrela moribunda incha uma última vez e depois explode. Uma singularidade nunca se forma e nem um horizonte de eventos. A mensagem para levar para casa é clara: não existe um buraco negro.

“She and Hawking both agree that as a star collapses under its own gravity, it produces Hawking radiation. However, in her new work, Mersini-Houghton shows that by giving off this radiation, the star also sheds mass. So much so that as it shrinks it no longer has the density to become a black hole. Before a black hole can form, the dying star swells one last time and then explodes. A singularity never forms and neither does an event horizon. The take home message of her work is clear: there is no such thing as a black hole.”

Aí está. Não é necessário dizer que os que acreditavam na existência de buracos negros reagiram fortemente contra o trabalho. Em 1974, Stephen Hawking propôs que um buraco negro temporariamente retém matéria e energia que podem eventualmente ressurgir como radiação de saída – Radiação de Hawking. A maioria das respostas ao artigo de Mersini-Houghton centrava-se na ideia de que um buraco negro não emite Radiação de Hawking suficiente para reduzir a sua massa ao nível de Mersini-Houghton, o que impediria a formação de um buraco negro.

Quase isso, mas não é real.

Mersini-Houghton não era a única a negar a existência de buracos negros. Ela apenas a última e mais famoso. Todos tiveram um argumento – se buracos negros existem, por que não há uma fotografia de um? Bem, agora há e certamente haverá mais.

O que você acha? A foto da Terra tirada da Lua, há 50 anos, convenceu os terraplanistas?

(Fonte)


Claro que a foto da Terra tirada a partir da Lua não convenceu os terraplanistas, pois estes acham que a raça humana nem mesmo é capaz de sair daqui da Terra.

Mas deixando isso de lado, o próprio Hawking não acreditava na existência dos buracos negros.

Então, por mais que Hawking tenha contribuído grandemente para a ciência – e não está aqui para se defender – o placar está Einstein 10 X Hawing 0.

Ah, e lembre-se: Hawking foi o cara que disse que os ETs viriam aniquilar nossa existência do universo. Mal posso esperar para que essa tese também seja derrubada, pois eles já estão aqui há milênios e ainda não nos aniquilaram. No máximo, nos controlam de uma forma ou de outra.

n3m3

…E se você ainda não acessou nossa página principal, está perdendo um universo de informações.

Visite também nosso site associado, otimundo.com, para mais artigos interessantes, clicando aqui!

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh