Há algo vivo nas profundezas das cavernas do Grand Canyon

Tempo de leitura: 2 min.
algo vivo nas profundezas das cavernas

Dezenas de milhares de pessoas caminham pelas cavernas do Grand Canyon a cada ano, mas muito poucos vêm até aqui, além de onde o público em geral é permitido, e é uma área que pode conter uma nova forma de vida.

Estas passagens apertadas foram formadas há milhões de anos e nunca foram vistas por olhos humanos, até que um grupo de exploradores subterrâneos cavaram seu caminho até lá e encontrou algo que ninguém esperava.

Há algo vivo nas profundezas da caverna

Não é uma tarefa fácil se mover por aqui, e em alguns casos, não há espaço nem para rastejar. Estamos a centenas de pés no subsolo, e não é difícil pensar em algo como um desmoronamento ou terremoto.

Estamos cobertos de sujeira e suor, mas tudo vale a pena quando chegamos ao fim da passagem.

Há algo vivo no fundo da caverna. Não há água aqui embaixo, nem luz, assim como esta formação brilhante de organismos amarelos e roxos está viva? O que é isso? O que come?

Se pudéssemos desvendar os seus segredos, como isto poderia eventualmente ajudar a humanidade?

Bradley Lusk é um estudante de biotecnologia da Universidade Estadual do Arizona. Ele tem estudado o organismo e diz que é possível que seja algo que nunca vimos antes:

É divertido e fascinante chegar a lugares na Terra onde ninguém nunca esteve… Mas não apenas estar lá, mas também ver o que existe nesses lugares que ninguém nunca viu.

Brad e seus colegas estão examinando os elementos do organismo, até a estrutura genética, e estão fazendo perguntas como, este poderia ser os blocos de construção da próxima droga milagrosa? Ou poderia este organismo estranho, que vive onde nada mais pode, ser útil para a humanidade?

(Fonte)


Este surpreendente organismo vive muito bem sem todas as coisas que acreditamos serem essenciais para a vida, inclusive a água.  Trata-se de mais uma forte indicação de que a vida pode prosperar em qualquer lugar que ela decidir estar, como por exemplo, até mesmo nos trilhões de planetas considerados inóspitos, espalhados por todo o Universo.

n3m3

E não esqueça: nossa página principal é atualizada diariamente, com novos artigos podendo ser publicados ao longo do dia. Clique aqui.

Atenção: Qualquer artigo aqui publicado serve somente para cumprir a missão deste site. Assim, o OVNI Hoje não avaliza sua veracidade totalmente ou parcialmente.

Participe dos comentários mais abaixo… e (importante) se puder, colabore na manutenção do OVNI Hoje utilizando o QR code do PIX abaixo, ou use a chave PIX “OVNIHoje” (sem as aspas):

Agradecimentos aos colaboradores dos últimos meses: Edward de Lima, José de Castro, Teogenis de Oliveira, Egídia dos Santos, Silas Raposo, Reinaldo Galhardo, Luiz Buria, Silas Raposo, Maria Dorotea Soares.

Muito obrigado!


ÁREA DE COMENTÁRIOS

ATENÇÃO:

  • Os comentários são de responsabilidade única e exclusiva de cada pessoa que comenta. O OVNI Hoje não se responsabiliza por transtornos, rixas ou quaisquer outras indisposições causadas pelos comentários.
  • Comente educadamente e com ética, sempre tratando seu colega de comentários como você mesmo/a queira ser tratado/a.
  • Qualquer comentário com “pregação” política ou religiosa, obsceno ou inapropriado será prontamente apagado pelos moderadores.
  • A PRIMEIRA TENTATIVA DE BURLAR AS REGRAS INCORRERÁ EM BANIMENTO DA ÁREA DE COMENTÁRIOS!
hit counter code
Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

BLOQUEADOR DE ANÚNCIOS DETECTADO!!!

Caro leitor, a existência do OVNI Hoje depende exclusivamente dos anúncios apresentados aqui. Por favor, apoie o OVNI Hoje e desabilite seu bloqueador de anúncios para este site. Obrigado!