web analytics

Se a Força Espacial não lutará contra os alienígenas, quem lutará?

No início deste mês, o site de notícias militar Task & Purpose confirmou um fato preocupante: a recém-criada Força Espacial dos EUA não tem intenção de lutar contra alienígenas.

* Conteúdo da matéria baseado em opiniões pessoais, ou declarações de testemunhas ou pesquisadores sem o respaldo de provas concretas, mesmo se tratando de vídeo ou foto. (Missão do OVNI Hoje)

Se a Força Espacial não lutará contra os alienígenas, quem lutará?

Apesar do recente aumento dos avistamentos de OVNIs pelos militares, o Pentágono parece desinteressado (pelo menos oficialmente) na possibilidade de alienígenas hostis.

Mas e se uma invasão alienígena acontecer, qual braço do Pentágono responderia? A resposta: provavelmente todos eles.

Durante uma recente mesa-redonda do Pentágono, o repórter da Task & Purpose, para o Pentágono, Jeff Schogol, perguntou se a Força Espacial “está preocupada com ameaças colocadas pela inteligência extraterrestre”. A resposta oficial que ele recebeu de volta? “Não.”

A pergunta de Schogol foi feita de forma irônica, mas a revelação no ano passado (e também no final de 2017) de que caças da Marinha dos EUA encontraram supostos OVNIs em 2004 e novamente em 2015 – em ambos os casos aparecendo no radar e deixando para trás evidências de vídeo – nos faz pensar.

Se os objetos voadores não identificados descritos pelos pilotos da Marinha, bem como o pessoal militar e civil durante os últimos setenta anos, são realmente de origem extraterrestre e hostis, como o Pentágono iria lidar com eles?

Se os OVNIs de repente descessem dos céus, brindando a Estátua da Liberdade, o Great Mall of America e a Golden Gate Bridge com raios da morte, o Pentágono precisaria reunir algum tipo de grupo de estudo para determinar rapidamente que tipo de ameaça estava encarando. Se isso acontecer, esqueça a Força Aérea.

Ironicamente, o serviço que provavelmente tomaria a liderança é a Marinha dos EUA.

Por que a Marinha? Alienígenas provavelmente viriam de grandes distâncias, viajando anos-luz, para esmagar humanos insignificantes. A Marinha dos EUA é única entre os serviços militares com o planejamento de viagens semelhantes, embora muito mais curtas. Ambos os submarinos e os OVNIs lidam com a pressão – no caso dos submarinos, a pressão está do lado de fora, enquanto no espaço a pressão está no interior do veículo. Do ponto de vista operacional e técnico, alienígenas e marinheiros têm algumas coisas em comum.

Há outras razões pelas quais a Marinha pode assumir a liderança. Setenta e um por cento da superfície da Terra é coberta por água, e se alienígenas operam a partir da água (lembre-se, o avistamento de 2004 incluiu relatos de um objeto do tamanho de um avião 737 na superfície do oceano) a Marinha é única que tem aeronaves tripuladas, navios de superfície e submarinos rondando sobre e abaixo da superfície do oceano. A Marinha também poderia navegar para os locais mais remotos dos oceanos do mundo, estabelecendo uma presença militar por semanas ou meses, para investigar e monitorar a atividade inimiga.

A Força Aérea poderia operar contra alienígenas, mas os caças e bombardeiros do serviço só poderiam permanecer na estação por meros minutos ou horas antes de retornar à base. Contra uma ameaça terrestre, isso não é um grande problema, mas contra uma ameaça alienígena sobre a qual não sabemos nada – e de acordo com o incidente de 2004, teoricamente capaz de viajar distâncias extraordinárias em um piscar de olhos – tal força será menos útil.

Se os seres humanos pudessem atrair os alienígenas para uma batalha, a Força Aérea poderia trazer muito poder de fogo. Mas como alguém atrai alienígenas para a batalha? Enquanto isso, a Força Espacial, aninhada sob o controle da Força Aérea, contribuiria para a guerra alienígena, mantendo a rede de satélites GPS de posição, navegação e sincronização dos EUA, satélites de comunicação e outros ativos espaciais.

O Exército seria o responsável pelo serviço se os alienígenas tentassem pousar nos Estados Unidos, ou presumivelmente em um de nossos aliados. As 10 divisões de combate do Exército entrariam em ação, tentando destruir os alienígenas. Seria, em muitos aspectos, semelhante a combater uma típica invasão pelo ar, com o Exército tentando destruir a zona de pouso dos alienígenas e impedir o fluxo de reforços alienígenas. Os fuzileiros navais também poderiam participar dos combates com alienígenas, particularmente no exterior, na Ásia, Europa ou mesmo no Oriente Médio…

Claro, tudo isso depende do fato dos militares dos EUA estarem no mesmo nível da tecnologia alienígena … que, francamente, é extremamente improvável. O universo tem bilhões de anos, e outras raças poderiam ter facilmente uma vantagem inicial de um milhão de anos ou mais sobre nós. E certamente, qualquer espécie capaz de voos interestelares é muito mais avançada tecnologicamente.

Considere que um punhado de tanques do século XXI poderia esmagar um exército do século XI, ou mesmo do século XIX. Mesmo uma diferença de mil anos seria suficiente para garantir a derrota da humanidade até mesmo para uma pequena expedição alienígena.

Se alienígenas existem, em última análise, não importa se eles são hostis ou não. Nossa destruição em suas mãos seria tão inevitável quanto a destruição causada por impactos de meteoros a nível de extinção…

Os “OVNIs” que as pessoas estão vendo podem até ser de uma agência secreta do governo americano. Os alienígenas poderiam ser nós. No final, talvez não importe se o Pentágono realmente tem um plano para combater alienígenas.

(Fonte)


Estou rindo até agora do artigo acima. 

Como tenho reiterado aqui várias vezes, alienígena algum entrará em conflito bélico com a raça humana, até porque se o quisessem fazer, já o teriam feito há muito tempo, quando ainda não tínhamos armamentos nucleares que poderiam destruir nosso próprio planeta, deixando “nada” para eles.

Há maneiras muito mais inteligentes de se conquistar um planeta, além da burrice chamada “guerra”.

n3m3

…E se você ainda não acessou nossa página principal, está perdendo um universo de informações.

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh