web analytics

Nova descoberta mostra que o homem nunca deixou a atmosfera da Terra

* Conteúdo da matéria com veracidade comprovada, de fontes originais fidedignas. (Em se tratando de tese ou opinião científica, só pode ser garantida a veracidade da declaração da pessoa envolvida, e não o fato por ela declarado.)

Graças aos dados compilados pelo Observatório Solar e Heliosférico (SOHO), cientistas russos estabeleceram que as fronteiras da atmosfera da Terra abrangem, na realidade, 630.000 quilômetros.

Isso significa que a Lua, o único lugar fora da superfície da Terra pisada pelo homem, está dentro do limite desse limite.

o homem nunca deixou a atmosfera da Terra

A atmosfera da Terra se estende muito além do que se pensava anteriormente, de acordo com um estudo recente realizado por pesquisadores russos com base em observações científicas que, por mais de 20 anos, estavam em arquivos, esperando o dia em que seriam analisadas.

Graças aos dados recolhidos entre 1996 e 1998 pelo Observatório Solar e Heliosférico (SOHO) e da Agência Espacial Europeia (ESA), um grupo de cientistas do Instituto de Pesquisas Espaciais da Academia de Ciências da Rússia, chefiada por Igor Baliukin, conseguiu estabelecer que as fronteiras da atmosfera do nosso planeta estão, na realidade, a 630.000 quilômetros, uma distância equivalente a 50 vezes o diâmetro da Terra.

Isso significa que a Lua (que fica a uma distância média de 384.400 quilômetros da Terra) não está fora da atmosfera do nosso planeta, mas bem no meio. De fato, o único satélite natural do nosso planeta orbita dentro da atmosfera da Terra, assim como seus muitos satélites artificiais.

SOHO obteve casualmente a informação enquanto fazia o mapeamento do geocorona, ou exosfera terrestre, a parte luminosa da região mais exterior da atmosfera formada por uma nuvem de átomos de hidrogênio que brilham sob a influência de radiação ultravioleta.

O primeiro telescópio na Lua, montado por astronautas da missão Apolo 16, tirou esta fotografia da corona da Terra em 1972. No entanto, esta camada é muito fina e pode ser observada apenas a partir do espaço, por isso é muito difícil medir.

Até agora, pensava-se que seu limite externo estava localizado a cerca de 200.000 quilômetros da Terra, porque essa é a distância em que a pressão da radiação solar cancela a gravidade. O limite real pôde ser detectado com precisão graças aos sensores de um instrumento do satélite SWAN.

O cientista do projecto SOHO da ESA, Bernhard Fleck, citado pela ESA Science, disse:

Muitas vezes é possível aproveitar os dados arquivados por muitos anos e fazer novas ciências com eles. Esta descoberta ressalta o valor dos dados coletados há mais de 20 anos e o desempenho excepcional do SOHO.

A má notícia é que, do ponto de vista técnico, mesmo levando em conta os lançamentos espaciais, o homem nunca saiu da atmosfera da Terra.

(Fonte)


Então, que se esforcem para superar a marca, e saírem da atmosfera terrestre de uma vez.

n3m3

…E se você ainda não acessou nossa página principal, está perdendo um universo de informações.

Visite também nosso site associado, otimundo.com, para mais artigos interessantes, clicando aqui!

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh