web analytics

Estranhos encontros alienígenas na ex-União Soviética: A onda de avistamentos de 1989

Estranhos encontros alienígenas na ex-União Soviética: A onda de avistamentos de 1989
Foto meramente ilustrativa.

No ano de 1989 (mesmo ano da queda do Muro de Berlim), uma onda de avistamentos de OVNIS ocorreu em todo o imenso território da ex-União Soviética.

Da fronteira da Polônia, aos Montes Urais, e mais ao extremo leste, na vasta Sibéria, pessoas relataram ter visto OVNIs, não somente luzes, mas naves também, discoides ou em forma de charuto.

Mas além disso, estranhos encontros com seres alienígenas ocorreram, muitos deles envolvendo várias testemunhas, incluindo militares.

Destaco alguns, de milhares de casos, a maioria desconhecidos no Ocidente até hoje.

CASO 1

Localização: Região de Badamzar, Kashkadar’yinskaya, Uzbequistão

Data: 22 de outubro de 1989

Hora: Meio dia

Vários residentes locais observaram o pouso de um objeto em forma de cubo, que emitia luzes vermelhas, cujo tamanho foi estimado em 2 m de comprimento e 2 de altura, com 2 saliências cilíndricas adicionais nos cantos. Na parte inferior do objeto, havia um cilindro maior com anéis.

Dois alienígenas eram visíveis através da janela da estranha nave. Um terceiro alien saiu do objeto e caminhou em direção à aldeia.

O alienígena foi descrito como tendo cerca de 2 m de altura, sem pescoço, com braços longos que se chegavam abaixo dos joelhos. A cabeça era quase calva, com pequenas mechas de cabelos grisalhos que se erguiam nas orelhas. A cor da pele da entidade era escura, quase preta ou cinza escuro. Em vez de um nariz, o humanoide tinha pequenas aberturas.

A roupa era de um material que parecia couro, no peito havia um emblema parecido com uma “cruz vermelha” ou duas linhas diagonais vermelhas que cruzavam o meio.

O alienígena tentou sequestrar uma mulher local (Sra. Gulasal Khalikova) e seu filho Muhsinzhon. A Sra. Khalikova gritou: “Não toque meu filho!”

Para seu espanto, o alienígena respondeu na sua língua: “Nós o levaremos”. Apavorada, ela gritou: “Não! Eu não vou te deixar!”, e o alienígena respondeu: “Vamos levar o seu filho por dois anos, se você quiser, nós a levaremos também.”

A Sra. Khalikova se recusou a ir e em pânico tanto ela quanto o filho fugiram do alienígena. O fato foi testemunhado por vários de seus vizinhos, que presenciaram o pouso da nave na aldeia e a tentativa de abdução.

Fonte: Anton Anfalov, Ukraine, quoting Hodzhiakbar Shiy’khov, “UFOs in Uzbekistan”.


CASO 2

Localização: Vladivostok, Rússia

Data: Julho de 1989

Doze pessoas que passeavam numa praia, perto de Vladivostok, extremo oriental da ex-União Soviética, se depararam com estranhos seres, que pareciam estar cavando na areia.  

Uma das testemunhas informou que a aparência das criaturas era “repugnante”.

As testemunhas descreveram as entidades como “cinzas”, com cerca de 1 metro de altura, com cabeças absolutamente sem pêlos e bocas sem lábios.

No início, quando ainda nao estavam muito perto, as testemunhas pensaram que eram um grupo de anões de algum circo, mas quando chegaram mais perto viram eles so podiam ser alienígenas.

Depois dos depoimentos às autoridades, nos próximos 7 anos, os investigadores da VAUFON (grupo ufológico de Vladivostok) tentaram rastrear as 12 testemunhas, mas os resultados foram sombrios: 3 das testemunhas tinham morrido em acidentes de carro; 5 tinham sido diagnosticadas com tumores cerebrais, e 2 foram localizadas em uma instituição de saúde mental, onde tinham sido internadas, sendo que os outras 2 restantes aparentemente desapareceram sem deixar rastro!!!!!

Fonte: Sergey Skvortsov, “NLO” Magazine, Saint Petersburg, n. 42, 18 outubro de 1989.


CASO 3

Localização: Perto de Aktash, região de Altay, Sibéria Ocidental, Rússia

Data: 1989    

Hora: Noite

De acordo com o testemunho do major aposentado I. A. Samoilenko, um soldado do destacamento da guarda fronteiriça local havia desaparecido de seu posto durante a noite.

Os militares imediatamente organizaram uma busca na área, mas não encontraram nada. Três dias depois, o guarda de fronteira desaparecido foi encontrada a 5 km de uma área montanhosa denominada Aktash.

O soldado estava muito assustado, fisicamente exausto e não podia explicar detalhes sobre o que havia ocorrido.

Depois de um longo período de reabilitação, ele foi interrogado por oficiais de um destacamento militar especial da KGB. O guarda da fronteira lembrou que, durante a noite, um flash de luz o cegou e, depois disso, perdeu a consciência.

Quando voltou a si, viu que estava em um quarto estranho, cujas paredes emitiam uma luz azulada e sem fonte visível.

De repente, uma voz do nada que se parecia com a voz de uma mulher ou criança, saudou-o e advertiu-lhe que seria levado por uma longa jornada. Ela disse ao soldado que ele foi selecionado para uma importante missão, pois estaria ajudando uma civilização distante muito semelhante aos humanos em muitos aspectos e localizada na constelação dos Gêmeos.

Depois disso, o soldado perdeu a consciência novamente. Ele lembrava vagamente que depois viu várias figuras humanoides, mas não pôde distinguir seus rostos, que se inclinaram sobre ele e examinaram o seu corpo.

Ele então sentiu dores terríveis, quase insuportáveis, durante o que lhe pareceu um “exame médico”. Depois disso, caiu em um estado de euforia, como se tivesse sido anestesiado.

Depois do relato aos oficiais da KGB, o soldado foi enviado para ser examinado em um hospital militar local. Uma comissão de médicos o considerou mentalmente instável, e um mês e meio depois, o infeliz soldado morreu de uma doença fulminante, com sinais muito semelhantes à exposição a altas doses de radiação.

Fonte: Sergey Skvortsov, “NLO” Magazine, Saint Petersburg, n. 42, 18 outubro de 1989.


CASO 4

Data: 10 de janeiro de 1989

Hora: noite

Este incidente ocorreu em um local estratégico de mísseis ao sul de Moscou.

Esta base continha foguetes SS-11 (classe Sego de acordo com a OTAN) com ogivas nucleares. (Este regimento foi dissolvido em 1991).

As testemunhas eram 2 soldados e um sargento. Uma única sentinela estava sozinha em cima da torre de guarda (cerca de 6-8 metros de altura), que era feita de tijolos e conectada à construção por uma sala que abrigava os outros soldados. Nas proximidades estavam silos de misseis nucleares SS-11.

Um sargento e outra sentinela estavam na casa da guarda. De repente, ouviram um som muito alto no telhado da torre da sentinela.

O sargento então pediu aos soldados para direcionarem os refletores para iluminar o telhado da torre da sentinela. Os soldados o fizeram, mas não viram nada incomum. Tudo estava em silêncio.

O projetor de luz foi então retornado à sua posição original (iluminando em cima do silo). Mas novamente, os outros dois soldados ouviram os ruidosos sons e, de repente, a porta da casa da guarda foi aberta, inexplicavelmente pois estava trancada por dentro.

Nesse momento, três entidades humanoides apareceram em frente aos atordoados soldados, na porta. Todos os três tinham cerca de 1,50 m de altura; Um era de cor vermelha e os outros dois brancos (não conseguiram ver se a coloração era de alguma roupa colante ou da pele mesmo).

O sargento, que estava mais afastado dos humanoides, tentou subir a parede para uma janela, depois de ver as criaturas. O outro soldado estava no meio da sala e ficou paralisado olhando com incredulidade para aquelas criaturas.

Ele olhou para o sargento aterrorizado e depois voltou a olhar para os estranhos seres, sem saber o que dizer, mas na última vez que olhou para as entidades, elas haviam desaparecido.

A porta estava novamente fechada, trancada da mesma forma que antes. Depois de passado o choque, os soldados chamaram o chefe da guarda e redigiram um relatório oficial descrevendo invasores desconhecidos nas instalações de armas nucleares protegidas.

Apenas um mês depois, houve rumores de que uma instalação de defesa aérea no Cazaquistão, também foi visitada por três humanoides que conseguiram pegar um rifle Kalashnikov de uma das sentinelas, e o trocaram por outro, sem o número de série (?).

Fonte: [email protected], “Kosmopoisk” guestbook, Friday, September 1, 2000.


PREDADOR

…E se você ainda não acessou nossa página principal, está perdendo um universo de informações.

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh