web analytics

MIT propõe sinalizar alienígenas astrônomos em estrelas próximas

sinalizar alienígenas astrônomos em estrelas próximas

Laser no Observatorio Keck.

Se a inteligência extraterrestre existe em algum lugar da nossa galáxia, um novo estudo do MIT propõe que a tecnologia laser na Terra poderia, em princípio, ser transformada em algo como uma luz de patamar planetário – um farol forte o suficiente para atrair a atenção de até 20.000 anos-luz de distância.

Mas, estamos apenas pedindo por problemas? Em seus últimos anos, Stephen Hawking repetidamente alertou sobre os perigos da humanidade contatar civilizações alienígenas. Em sua série de documentários Into the Universe de 2010, com Stephen Hawking, ele sugeriu que civilizações alienígenas suficientemente avançadas para visitar a Terra podem ser hostis.

Ele disse:

Tais alienígenas avançados talvez se tornaram nômades, procurando conquistar e colonizar quaisquer planetas que pudessem alcançar. Quem sabe quais seriam seus limites?

O filósofo de contato com alienígenas da China, Liu Cixin, proeminente escritor de ficção científica da China, adverte que a “aparição deste Outro” pode ser iminente, e que pode resultar em nossa extinção.

Ele escreve em um de seus livros:

Talvez em dez mil anos, o céu estrelado que a humanidade contempla permaneça vazio e silencioso. Mas talvez amanhã vamos acordar e encontrar uma nave alienígena do tamanho da Lua estacionada em órbita.

Seth Shostak, um astrônomo sênior do Instituto SETI, escreveu em uma opinião de 2016 para o The Guardian:

Qualquer sociedade com a capacidade de ameaçar a Terra é muito provável que já tenha o kit necessário para captar o vazamento que estamos enviando em direção ao céu por sete décadas. E já que estamos ocupados por toda a vida enchendo os mares do espaço com mensagens engarrafadas que marcam nossa existência e posição, é um pouco bobo se preocupar com novas garrafas.

Lucianne Walkowicz, uma astrofísica no Adler Planetarium em Chicago, disse:

Há uma possibilidade de que se nós ativamente enviarmos mensagens, com a intenção de obter a atenção de uma civilização inteligente, que a civilização que entrarmos em contato pode não necessariamente ter nossos melhores interesses em mente.

Por outro lado, pode haver grandes benefícios. Pode ser algo que acabe com a vida na Terra e pode ser algo que acelere a capacidade de termos vidas de qualidade na Terra.

Não temos como saber.

A pesquisa, que Clark chama de ‘estudo de viabilidade’, apareceu ontem no Astrophysical Journal. As descobertas sugerem que, se um laser de 1 a 2 megawatts de alta potência fosse focado através de um telescópio de 30 a 45 metros e direcionado para o espaço, a combinação produziria um feixe de radiação infravermelha forte o suficiente para se destacar da energia do sol.

Tal sinal poderia ser detectado por astrônomos alienígenas realizando um exame superficial de nossa seção da Via Láctea – especialmente se esses astrônomos vivem em sistemas próximos, como em torno de Proxima Centauri, a estrela mais próxima da Terra, ou TRAPPIST-1, uma estrela a 40 anos-luz de distância que abriga sete exoplanetas, dos quais três são potencialmente habitáveis.

Se o sinal for detectado em qualquer um desses sistemas próximos, segundo o estudo, o mesmo laser de megawatts poderia ser usado para enviar uma mensagem breve na forma de pulsos semelhantes ao código Morse.

Clark, um estudante de pós-graduação no Departamento de Aeronáutica e Astronáutica do MIT e autor do estudo disse:

Se fôssemos fechar com sucesso um aperto de mão e começarmos a nos comunicar, poderíamos transmitir uma mensagem, com uma taxa de dados de cerca de algumas centenas de bits por segundo, que chegaria lá em poucos anos.

A noção de tal farol de atração alienígena pode parecer improvável, mas Clark diz que a façanha pode ser realizada com uma combinação de tecnologias que existem agora e que poderiam ser desenvolvidas a curto prazo.

Ele diz:

Este seria um projeto desafiador, mas não impossível.

Os tipos de lasers e telescópios que estão sendo construídos hoje podem produzir um sinal detectável, de modo que um astrônomo possa dar uma olhada em nossa estrela e ver imediatamente algo incomum em seu espectro.

Não sei se criaturas inteligentes ao redor do Sol seria o seu primeiro palpite, mas certamente atrairia mais atenção.

Ele reconhece que um laser de megawatt viria com alguns problemas de segurança. Esse feixe produziria uma densidade de fluxo de cerca de 800 watts de energia por metro quadrado, que se aproxima da do Sol, que gera cerca de 1.300 watts por metro quadrado. Embora o feixe não estivesse visível, ele ainda poderia prejudicar a visão das pessoas se elas olhassem diretamente para ele. O feixe também poderia potencialmente embaralhar qualquer câmera a bordo de espaçonaves que passassem por ela.

Clark diz:

Se você quisesse construir essa coisa do outro lado da Lua, onde ninguém está vivendo ou orbitando muito, então isso poderia ser um lugar mais seguro para isto. Em geral, esse foi um estudo de viabilidade. Seja ou não uma boa ideia, isso é uma discussão para trabalhos futuros…

(Fonte)


Como sempre digo, há outras formas mais rápidas e baratas de se comunicar com alienígenas, se pelo menos a ciência de tendência predominante não fosse tão arisca quando se trata do fenômeno dos OVNIs. Um verdadeiro paradoxo o fato de cientistas, que procuram a verdade, darem as costas para um fenômeno verdadeiramente comprovado.

E, a propósito, nenhuma raça alienígena inteligente iria atacar a Terra, mesmo se fosse extremamente agressiva. Essa é simplesmente uma questão de bom senso e logística. Pergunte a qualquer militar se ele iria atravessar a galáxia, mobilizando todo um exército e armamentos pesados suficientes para conquistar todo um planeta, quando há inúmeros corpos celestes desocupados, com uma pletora inimaginável de minerais esperando para serem coletados, sem ter que disparar um tiro sequer.

n3m3

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh