web analytics

Primeira lua é encontrada fora do nosso Sistema Solar

Primeira lua é encontrada fora do nosso Sistema Solar

Os astrônomos podem ter descoberto a primeira lua conhecida fora do nosso sistema solar, orbitando um planeta gasoso gigante a 8.000 anos-luz de distância. De acordo com a descoberta publicada na revista Science Advances, o candidato a exolua – luas orbitando planetas em outros sistemas estelares – é incomum devido ao seu grande tamanho, comparável ao diâmetro de Netuno.

Tais luas gigantescas não existem em nosso próprio sistema solar, onde quase 200 satélites naturais foram catalogados, disseram pesquisadores da Columbia University nos EUA.

“Este seria o primeiro caso de detecção de uma lua fora do nosso sistema solar”, disse David Kipping, professor assistente de astronomia na Universidade de Columbia.

Em busca de exoluas, os pesquisadores analisaram dados de 284 planetas descobertos pelo telescópio Kepler, os quais estavam em órbitas relativamente grandes, com períodos superiores a 30 dias, em torno de sua estrela hospedeira.

As observações mediram o escurecimento momentâneo da luz das estrelas quando um planeta passou em frente à sua estrela, chamado de trânsito.

Os pesquisadores descobriram um exemplo, no Kepler 1625b, que apresentava anomalias intrigantes.

“Vimos pequenos desvios e oscilações na curva de luz que chamou nossa atenção”, disse Kipping.

Os dados gerados pelo Kepler foram suficientes para que a equipe conseguisse 40 horas de tempo com o Telescópio Hubble. para estudar intensivamente o planeta, obtendo dados quatro vezes mais precisos que os de Kepler.

Os pesquisadores monitoraram o planeta antes e durante seu trânsito de 19 horas pela face da estrela.

Depois que terminou, o Hubble detectou uma segunda e muito menor diminuição no brilho da estrela, 3,5 horas depois, consistente com “uma lua seguido o planeta como um cão segue seu dono na coleira”. disse.

“Infelizmente, as observações programadas do Hubble terminaram antes que o trânsito completo da lua pudesse ser medido”, disse Kipping.

Além deste mergulho na luz, o Hubble forneceu evidências de apoio para a hipótese da lua, mensurando que o planeta começou seu trânsito 1,25 horas antes do previsto.

Isto é consistente com o planeta e a lua orbitando um centro de gravidade comum (baricentro) que faria o planeta oscilar de sua localização prevista.

“Uma civilização extraterrestre observando a Terra e a Lua transitarem pelo Sol notaria anomalias similares no tempo de trânsito da Terra”, disse Kipping.

(Fonte)


Seguramente mais descobertas similares estão por vir.

n3m3

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh