web analytics

A nova Terra? – A teoria Gaia é revisada para a evolução da espécie humana e da tecnologia

a nova Terra

Por cerca de meio século, a hipótese ‘Gaia’ forneceu uma maneira única de entender como a vida persistiu na Terra, defendendo a ideia de que os organismos vivos e seus arredores inorgânicos evoluíram juntos como um sistema único de autorregulação que manteve o planeta habitável para a vida – apesar de ameaças como um Sol escaldante, vulcões e ataques de meteoros.

Esta teoria, consagrada pelo tempo sobre porque as condições na Terra se mantiveram estáveis ​​o suficiente para que a vida evolua ao longo de bilhões de anos, recebeu uma nova e inovadora reviravolta. A teoria original foi desenvolvida no final dos anos 1960 por James Lovelock, um cientista e inventor britânico. A teoria sugeriu que os componentes orgânicos e inorgânicos da Terra evoluíram juntos como um único sistema auto-regulador que pode controlar a temperatura global e a composição atmosférica para manter sua própria habitabilidade.

No entanto, o professor Tim Lenton, da Universidade de Exeter, e o famoso sociólogo francês, o professor de ciências, Bruno Latour, agora argumentam que os humanos têm o potencial de ‘atualizar’ esse sistema operacional planetário para criar ‘Gaia 2.0’.

Eles acreditam que a evolução tanto dos seres humanos quanto de sua tecnologia poderia adicionar um novo nível de “autoconsciência” à auto-regulação da Terra, que está no coração da teoria original de Gaia. À medida que os humanos se tornam mais conscientes das consequências globais de suas ações, inclusive da mudança climática, um novo tipo de autorregulação deliberada se torna possível quando limitamos nossos impactos no planeta.

Professores Lenton e Latour sugerem que essa “escolha da consciência” para se autorregular introduz um “novo estado fundamental de Gaia” – o que poderia nos ajudar a alcançar uma maior sustentabilidade global no futuro. No entanto, essa autorregulação autoconsciente depende de nossa capacidade de monitorar e modelar continuamente o estado do planeta e nossos efeitos sobre ele.

O Professor Lenton, diretor do novo Global Systems Institute da Exeter, disse:

Se quisermos criar um mundo melhor para a crescente população humana neste século, então precisamos regular nossos impactos em nosso sistema de suporte à vida e deliberadamente criar mais economia circular que depende – como a biosfera – da reciclagem de materiais alimentados por energia sustentável.

O novo artigo da perspectiva foi publicado na revista Science em 14 de setembro de 2018.

Ele segue uma pesquisa recente, liderada pelo professor Lenton, que ofereceu uma nova solução para como a hipótese de Gaia funciona em termos reais: A estabilidade vem da “seleção sequencial” em que situações onde a vida desestabiliza o ambiente tendem a ser de curta duração e resultam em mudanças adicionais, até que uma situação estável emerge, a qual tende a persistir.

Uma vez que isso aconteça, o sistema terá mais tempo para adquirir outras propriedades que ajudem a estabilizá-lo e mantê-lo – um processo conhecido como “seleção apenas pela sobrevivência”.

Criar soluções transformadoras para as mudanças globais que os humanos estão causando agora é um foco importante do novo Global Systems Institute da Universidade de Exeter.

(Fonte)


n3m3

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh