web analytics

Oumuamua: Objeto suspeito de ser nave alienígena inesperadamente ganha velocidade

Quem não lembra do Oumuamua, aquele objeto interestelar que entrou em nosso sistema solar recentemente e alguns astrônomos suspeitaram que se tratava de uma nave alienígena?

Pois agora ele retorna às notícias, pelo fato de estar se comportando de forma inesperada pelos cientistas.

Veja:

Oumuamua: Objeto suspeito de ser nave alienígena inesperadamente ganha velocidade

Foto meramente ilustrativa. O objeto real não pode ser fotografado de forma aproximada, por estar muito distante.

Oumuamua, o primeiro objeto interestelar descoberto no Sistema Solar, está se afastando do Sol mais rápido do que o esperado. Esse comportamento anômalo foi detectado por uma colaboração astronômica mundial, incluindo o Very Large Telescope da ESO (sigla em inglês para Observatório Europeu do Sul) no Chile…

Olivier Hainaut, um astrônomo do ESO, disse:

A verdadeira natureza deste enigmático nômade interestelar pode permanecer um mistério. O ganho de velocidade recentemente detectado pelo Oumuamua torna mais difícil rastrear o caminho que ele tomou de sua estrela casa extra-solar.

O Oumuamua foi descoberto usando o telescópio Pan-STARRS no Observatório de Haleakala, no Havaí…

ʻOumuamua – o primeiro objeto interestelar descoberto dentro do nosso Sistema Solar – tem sido objeto de intenso escrutínio desde sua descoberta em outubro de 2017. Agora, combinando dados do Very Large Telescope do ESO e outros observatórios, uma equipe internacional de astrônomos descobriu que o objeto está se movendo mais rápido do que o previsto…

A equipe, liderada por Marco Micheli (Agência Espacial Europeia), explorou vários cenários para explicar a velocidade mais rápida do que a prevista para este visitante interestelar peculiar. A explicação mais provável é que o Oumuamua está liberando material de sua superfície devido ao aquecimento solar – um comportamento conhecido como “outgassing” (liberação de gás). Acredita-se que o impulso deste material ejetado forneça o pequeno mas constante impulso que está enviando o Oumuamua para fora do Sistema Solar mais rápido do que o esperado – a partir de 1º de junho de 2018, ele está viajando a aproximadamente 114.000 quilômetros por hora.

Tal liberação de gás é um comportamento típico dos cometas e contradiz a classificação anterior de Oumuamua como um asteroide interestelar…

A equipe testou várias hipóteses para explicar a mudança inesperada na velocidade. Eles analisaram se a pressão de radiação solar, o efeito de Yarkovsky, ou efeitos semelhantes ao atrito poderiam explicar as observações. Também foi verificado se o ganho de velocidade poderia ter sido causado por um evento de impulso (como uma colisão), por Oumuamua ser um objeto binário, ou por Oumuamua ser um objeto magnetizado. A teoria improvável de que Oumuamua seja uma espaçonave interestelar também foi rejeitada: os fatos de que a mudança suave e contínua na velocidade não é típica de propulsores e que o objeto estar tombando sobre os três eixos fala contra ele ser um objeto artificial. Normalmente, quando os cometas são aquecidos pelo Sol, eles ejetam poeira e gás, que formam uma nuvem de material – chamada de coma – ao redor deles, assim como a cauda característica. No entanto, a equipe de pesquisa não conseguiu detectar qualquer evidência visual de saída de gás.

“Não vimos poeira, coma ou cauda, ​​o que é incomum”, explicou a coautora Karen Meech, da Universidade do Havaí, EUA. Meech liderou a caracterização da equipe de descoberta de Oumuamua em 2017. “Acreditamos que o Oumuamua pode ejetar grãos de poeira grosseiramente grandes e incomuns”. A equipe especulou que talvez os pequenos grãos de poeira que adornam a superfície da maioria dos cometas tenham sido erodidos durante a jornada de Oumuamua através do espaço interestelar, permanecendo apenas grãos de poeira maiores. Embora uma nuvem dessas partículas maiores não fosse brilhante o suficiente para ser detectada, isso explicaria a mudança inesperada da velocidade de Oumuamua.

Não só a hipótese de Oumuamua liberar gases é um mistério não resolvido, mas também a sua origem interestelar. A equipe executou originalmente as novas observações em Oumuamua para determinar exatamente seu caminho, o que provavelmente teria permitido rastrear o objeto de volta ao seu sistema estelar de origem. Os novos resultados significam que será mais desafiador obter essas informações.

(Fonte)


Embora estes cientistas em particular continuem convictos de que o Oumuamua não seja artificial, temos que lembrar que é sempre assim que a maioria deles reage a qualquer anomalia detectada, negando prontamente tudo que possa significar a artificialidade fora da Terra, apesar de sempre afirmarem que uma de suas missões é a de encontrar a vida extraterrestre. (É claro, estou generalizando, pois há muitos cientistas que genuinamente procuram e alguns até mesmo já provaram que a vida alienígena existe.)

Enquanto não conseguem decifrar o mistério deste objeto interestelar que nos visitou e agora parece estar retornando à sua casa, os únicos que estão comprovadamente a liberar gases são os próprios astrônomos que oficialmente estudam o caso, e não o Oumuamua, como eles suspeitam.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh