web analytics

Os alienígenas conseguirão ler as mensagens já enviadas em nossas sondas espaciais?

Os alienígenas conseguirão ler as mensagens já enviadas

As sondas espaciais Pioneer e Voyager contêm mensagens para qualquer um que possa encontrá-las. Ambos as sondas Pioneer carregam uma placa, enquanto as Voyagers carregam um registro fonográfico. Uma enorme quantidade de esforço foi despendida para criar esses objetos, mas um observador alienígena poderia realmente entender as mensagens que enviamos para as estrelas?

Embora não possamos aceitar nada como garantido quando se trata de como essas mensagens podem ou não ser interpretadas, suponhamos que os seres que encontrem essas espaçonaves possam ao menos ver ou ouvir com olhos ou ouvidos semelhantes aos nossos.

Cada mensagem foi projetada não apenas com a informação a ser entregue, mas também com os meios para estabelecer a compreensão através de denominadores comuns encontrados em todo o Universo.

A placa das sonda Pioneer

Os Pioneer 10 e 11 possuem cada uma placa de alumínio anodizado a ouro de 15 x 23 centímetros. A placa está afixada às estruturas de suporte próximas ao corpo principal da espaçonave.

As placas das sondas Pioneer é feita de alumínio anodizado a ouro com estas imagens gravadas nela. (Crédito: Centro de Pesquisa do Ames da NASA [NASA-ARC])

Carl Sagan e Frank Drake desempenharam papéis-chave na criação da placa e Linda Salzman Sagan, a esposa de Sagan na época, foi a artista que realmente desenhou as imagens gravadas na placa.

A característica mais marcante da placa são as figuras do homem e da mulher sobrepostas à silhueta da própria nave espacial Pioneer. Ela demonstra nosso tamanho físico e forma, assim como o dimorfismo sexual presente em humanos, mas os traços faciais do casal têm poucos detalhes e o tipo de órgãos sensoriais que está sendo representado (as orelhas do casal mal são mostradas). pode não ser claro. O homem e a mulher têm as bocas fechadas e os espectadores podem não entender que são bocas.

Dado como a imagem é desenhada, um observador também pode ser perdoado por não entender que tanto o homem quanto a mulher têm cabelo na cabeça.

O casal tem uma expressão branda (que pode ter sido uma tentativa de evitar qualquer coisa que possa ser interpretada como hostil) e o homem é visto levantando a mão direita com a palma voltada para o espectador. Embora esse gesto transmita claramente uma saudação quando visto por outro humano, um extraterrestre pode não ter como interpretar esse gesto. (Você poderia interpretar um gesto feito por um antílope … ou um louva-a-deus?) Isso mostra, no entanto, que os humanos têm polegares opostos, assim como a amplitude geral de movimento dos membros superiores.

Com relação aos dados científicos apresentados, a parte superior esquerda da placa mostra a transição hiper fina de hidrogênio neutro como um meio de transmitir ao leitor unidades de tempo basais (0,7 nanossegundos, a frequência da transição) e distância (21 cm, a comprimento de onda da luz liberada pela transição). Se alguém for capaz de deduzir que a imagem é de hidrogênio, o tempo e a distância devem ser compreensíveis.

A placa também contém um mapa do nosso Sol em relação a 14 pulsares, bem como o centro da nossa galáxia, transmitindo as distâncias aos pulsares e sua frequência em notação binária. Como esta imagem transmite dados objetivos abundantes, uma espécie espacial pode muito bem ser capaz de interpretá-la facilmente.

Finalmente, a placa contém um mapa do sistema solar. O mapa do sistema solar está provavelmente entre as partes mais facilmente interpretadas da placa, com a Pioneer demonstrando ter se originado do terceiro planeta. A placa foi criada numa época em que Plutão ainda era considerado o nono planeta (antes da descoberta de outros planetas anões trans-netunianos como Eris e Sedna, entre outros), mas ainda assim direcionaria a atenção do leitor para a Terra se eles fossem capazes de descobrir que o nosso sistema solar era o descrito.

 

O disco dourado das sondas Voyager

Os discos das sondas Voyager exigem mais de quem quer que os ache, mas dá mais informações em troca. Estes fonógrafos, anexados ao corpo principal das sondas, apresentam uma ilustração da capa e mais de 90 minutos de áudio no verso. A ilustração da capa apresenta a mesma imagem de hidrogênio e o mesmo mapa de pulsar encontrado nas placas das sondas Pioneer. De importância crítica, os discos das Voyager transmitem instruções sobre como reproduzi-los, como afixar o estilete afixado, a que velocidade de rotação o registro deve ser girado e a forma de onda adequada dos sinais gerados pelo registro. Ele também explicitamente diz ao leitor como saber se eles estão visualizando as imagens corretamente por meio de uma gravação do que a primeira imagem (um círculo) deve parecer.

Embora isto possa parecer muito assustador, o desafio é principalmente técnico e pode ser facilmente superado por uma espécie espacial avançada.

O disco dourado das sondas Voyager (à esquerda) é um disco de cobre banhado a ouro de 12 polegadas. Sua capa é de alumínio galvanizado com uma amostra ultra-pura de urânio-238. (Crédito: NASA)

Uma espécie alienígena pode encontrar mais dificuldade em interpretar as amostras de áudio, música e imagens contidas no registro. Existem mais de 50 mensagens de saudação em diferentes idiomas. Embora as especificidades das mensagens provavelmente não sejam interpretáveis, elas pelo menos transmitiriam ao ouvinte a diversidade das criaturas que criaram as Voyagers.

Da mesma forma, as seleções musicais escolhidas demonstram uma ampla gama de estilos musicais humanos (variando de trabalhos de Beethoven e Stravinsky até os de Chuck Berry, entre outros). Embora as letras de “Johnny B. Goode” sejam provavelmente rabiscos para um extraterrestre, a batida e o ritmo da música transmitem uma quantidade tremenda para um ouvinte alienígena.

De talvez maior importância são as 115 imagens codificadas no registro. As primeiras seis imagens, se decodificadas adequadamente, fornecem imensos dados técnicos para o leitor em relação a definições matemáticas, escalas e tamanhos, bem como informações adicionais sobre nossa localização e como nos encontrar. Imagens do Sol e seu espectro, bem como alguns dos planetas do nosso sistema solar, poderiam ajudar o descobridor das Voyagers a nos encontrar caso decidissem fazer uma visita à Terra. Há também aproximadamente 20 diagramas médicos e científicos, incluindo a estrutura do DNA e imagens detalhadas da anatomia humana. Essas imagens provavelmente poderiam ser interpretadas corretamente, dada a sua natureza concreta.

O registro da Voyager também contém uma infinidade de imagens de humanos envolvidos em uma variedade de atividades (inclusive comer, olhar através de um microscópio e até mesmo fazer uma caminhada no espaço). Enquanto muitas dessas imagens seriam difíceis de interpretar (por exemplo, uma foto de uma mulher lambendo uma casquinha de sorvete ou uma foto de um quarteto de cordas) as imagens pelo menos transmitiriam que os humanos criaram uma civilização complexa com algum grau de tecnologia avançada. .

A grande figura

Como Marshall McLuhan disse famosamente:  “O meio é a mensagem”. Embora os destinatários das placas das Pioneer ou dos discos das Voyager possam nunca entender tudo o que estamos tentando transmitir, o fato dessas mensagens terem sido colocadas em naves espaciais interestelares carregam (tanto para eles quanto para nós) uma mensagem mais profunda – que os humanos criaram essas espaçonaves e que queremos dizer ao Universo quem somos.

(Fonte)


É muito provável que essas mensagens só serão úteis para alienígenas que, como nós, não conseguem ir muito longe para fora no espaço. Quando, e se, essas sondas chegarem aos seus sistemas solares, eles poderão interceptá-las e tentar decifrar as mensagens para saberem um pouco a nosso respeito.

Enquanto isto, os alienígenas que nos visitam já sabem muito mais do que nós a respeito de nós mesmos, como por exemplo: nossa origem.

n3m3

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh