web analytics

Por que não se fala mais sobre a anomalia do Mar Báltico?

O mundo parece ter esquecido, mas será que deveria mesmo? Pouco mais de 7 anos já se foram desde sua descoberta, e até agora nada conclusivo foi apresentado – ou pelo menos revelado.

Será que há mais a respeito desta história do que estão querendo que saibamos?

Veja um breve histórico abaixo, seguido de algumas considerações:

não se fala mais sobre a anomalia do Mar Báltico

Anomalia do Mar Báltico: Muita tese e especulação e nenhuma conclusão.

A anomalia do Mar Báltico (primeiramente conhecida como o OVNI do Mar Báltico)  é um fenômeno curioso atualmente inexplicável, uma vez que continua a confundir os pesquisadores. O que exatamente é a Anomalia do Mar Báltico, e ela será algum dia desvendada?

A Anomalia do Mar Báltico é uma característica geológica no fundo do Mar Báltico, atualmente inexplicada por especialistas.

Uma observação inexplicável, a Anomalia foi originalmente descoberta por uma equipe chamada equipe de mergulho Ocean X.

Amplamente desacreditada até agora, a formação encontrada no fundo do mar foi explicada a princípio como sendo um OVNI…

O que é a anomalia do mar Báltico?

Descoberta pela equipe sueca Ocean X, a Anomalia do Mar Báltico foi encontrada por imagens sonoras do fundo do mar.

A equipe, que se descreve como ‘caçadores de tesouros’, estava retornando de uma expedição ao fundo do mar quando a descoberta foi feita.

Pesquisando um velho naufrágio no verão de 2011, a equipe encontrou imagens “embaçadas, mas interessantes” do fundo do oceano.

As imagens originais pareciam um OVNI e incluíam um objeto de formato estranho e não natural no fundo do mar.

As imagens mostraram uma elevação do fundo do mar com cerca de 60 metros de diâmetro. O objeto se assemelha ao famoso Millennium Falcon, uma nave espacial famosa no filme Star Wars.

Nave Millennium Falcon, do filme Star Wars.

As imagens mostram o que parecem ser escadas, rampas e outras estruturas que não são reproduzidas naturalmente.

Representação gráfica revisada da ‘Anomalia do Mar Bático’.

O membro da equipe Ocean X e mergulhador profissional, Stefan Hogerborn, divulgou seu relato dizendo que aparelhos eletro-eletrônicos estão sujeitos a um mau funcionamento na área em torno do local.

Localização da Anomalia do Mar Báltico.

Mesmo na superfície, aparentemente as câmeras e os telefones por satélite da equipe Ocean X não funcionavam, impedindo que a equipe confirmasse a Anomalia do Mar Báltico.

Conversando com o site Earth We Are One, o Sr. Hogerborn disse:

Qualquer coisa elétrica lá fora e o telefone via satélite também paravam de funcionar quando estávamos acima do objeto.

E quando nos afastávamos cerca de 200 metros, tudo ligava novamente e quando voltávamos sobre o objeto não funcionava.

O membro da equipe, Dennis Asberg, disse:

Estou cem por cento convencido e confiante de que encontramos algo que é muito, muito, muito único.

É um meteorito ou um asteroide? Ou um vulcão? Ou uma base, digamos, de um submarino da Guerra Fria colocada lá? Ou se é um OVNI?

Bem, honestamente, tem que ser alguma coisa.

De acordo com o site verificador de fatos Snopes.com, não há evidências de que o objeto no fundo do Mar Báltico é seja um OVNI, e nunca podemos saber o que a anomalia é.

(Fonte)


É mais do que óbvio que esta formação destoa de tudo que tem ao seu redor no fundo do Mar Báltico. Como explicado no texto acima, ela demonstra características de um objeto artificial, não criado pela natureza.

Recaptulemos algumas das anomalias descobertas no objeto:

  • Possui um formato exterior circular em forma de disco;
  • São 180 metros de circunferência;
  • O objeto, que tem o formato de cogumelo e um diâmetro de 60 metros está sobre um pilar grosso com 8 metros de altura desde o leito do mar, com uma cúpula de 4 metros de espessura, formando um cogumelo.  Sua altura total é de 12 metros;
  • Possui cavidades similares a corredores dentro do objeto;
  • As paredes são planas e certas áreas possuem um ângulo reto;
  • Há formações visíveis no topo do objeto, que estão colocadas a 90 graus e se parecem com passagens ou paredes, bem como algo que parece ser uma escadaria;
  • Possui círculos de pedra, como ‘fogueiras’, de rocha dura e negra, com alguns centímetros de diâmetro, como 4 ou 5 pérolas num colar em várias disposições no topo da cúpula:
  • Na parte superior da cúpula, deslocada para um dos lados, há uma formação de 4 metros de diâmetro apelidada de “The Meringue” (‘Meringue‘ significa ‘suspiro’, o doce de clara de ovos), cuja foto pode ser vista abaixo:
  • Possui um buraco de vinte centímetros de diâmetro no topo do objeto, e não se sabe aonde ele termina dentro dele.

Mas vamos deixar por agora a questão de que possa ser alguma nave afundada que agora descansa no fundo do mar. Vamos tratar esse objeto como algo que pertence a algum tipo de fenômeno geológico, ou até mesmo uma construção feita pelo homem na nossa antiguidade, que por algum motivo, possivelmente uma catástrofe natural, afundou:

Então, se você fosse um geólogo, você não estaria interessado em descobrir como este objeto se formou? E se você fosse um arqueólogo, não estaria curioso para saber se ele se trata de algo que possa ser de interesse para a história da humanidade?

Pois é. Nada disso aconteceu, e o ramo científico predominante, pela maior parte, ou deu as costas para esta descoberta, ou apresentou teorias improváveis para explicá-la, tal como a do professor de geologia Volker Brüchert, que sugeriu que a Anomalia do Mar Báltico provavelmente seja um depósito glacial.

Para ser justo, houve um cientista que se manifestou para mencionar algo anômalo a respeito do objeto. O geólogo israelense Steve Weiner disse que os materiais são “metais que a natureza não pode produzir sozinha”, após amostras extraídas do objeto terem sido submetidas a ele. Porém, logo depois, dois outros cientistas discordaram de Weiner.

Assim, a menos que eu desconheça algum fato, tudo a respeito da Anomalia do Mar Báltico ficou incerto e o ‘dito pelo não dito’, como se alguém estivesse tentando ofuscar as informações a respeito dessa anomalia.

E para tornar esta questão ainda mais enigmática, na época em que foi revelada a descoberta pela equipe de mergulhadores, apareceu uma notícia no jornal sueco aftonbladet.se, de que, apesar do local do achado ter sido mantido em segredo pela equipe dos descobridores, naquele momento estaria ocorrendo um exercício militar entre as forças armadas dos EUA e da Rússia na região, o que impedia a entrada dos exploradores na área onde o misterioso objeto se encontra. Teria esta sido uma operação de limpeza?

Seja como for, só nos resta terminar este artigo com as palavras do próprio membro da equipe de mergulho, Dennis Asberg:

Estou cem por cento convencido e confiante de que encontramos algo que é muito, muito, muito único…

…Bem, honestamente, tem que ser alguma coisa.

n3m3

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh