web analytics

Em outubro haverá uma nova estrela no céu, e ela não será natural

Em outubro haverá uma nova estrela no céu

Olhe para o céu noturno no final de outubro e você poderá avistar uma nova “estrela” cintilante no cosmos. A minúscula partícula de luz não será a descendência de uma nebulosa fervilhante, mas a primeira escultura espacial do mundo, que orbitará a Terra por três semanas.

Com o comprimento de um campo de futebol, e a forma de um diamante alongado, a obra ‘Orbital Reflector‘ é uma criação do artista norte-americano Trevor Paglen, e será lançada a bordo em um dos foguetes Falcon 9 da SpaceX de Elon Musk.

Flutuando ao redor do planeta uma vez a cada 90 minutos, a 560 quilômetros da superfície, o satélite será visível cerca de quatro vezes por noite, enquanto o Sol reflete em sua superfície brilhante logo após o anoitecer e antes do amanhecer.

Trevor Paglen e o protótipo de um satélite não-funcional (Projeto 4; Build 4) de 2013

Paglen, cujo trabalho procura destacar a vigilância em massa e a proteção de dados, disse que queria que as pessoas olhassem para o céu noturno com uma renovada sensação de admiração e considerar seu lugar no Universo. Será o primeiro satélite a existir puramente como um gesto artístico. (Correção: Como lembrado pelo leitor Carlos Hoffmann, já tivemos outra estrela artificial, como pode ser lido aqui.)

A ideia de colocar arte no espaço foi originalmente concebida pelo artista russo Kazim Malevitch, que previa trabalhos que circulassem o mundo, que ele chamou de ‘sputniks‘. O nome acabou sendo adotado para o primeiro satélite do mundo.

O novo trabalho, é uma escultura reflexiva e inflável afixada a um pequeno satélite que orbitará a Terra por várias semanas antes de se desintegrar ao reentrar na atmosfera da Terra.

Plagen disse:

Vai parecer como uma das estrelas da Ursa Maior, mas se movendo lentamente pelo céu.

Estará no que é chamada uma órbita síncrona do Sol, e irá cair lentamente para a Terra a partir dali, finalmente queimando inofensivamente à medida que se aproxima da Terra.

Este é um projeto logisticamente intensivo – definitivamente não é algo que um artista possa fazer em seu estúdio.

O espaço é realmente muito grande, e é extremamente improvável que colida com qualquer outra coisa. A principal coisa a se preocupar é a de lança-lo com sucesso evitando outros satélites. Temos trabalhado com o fornecedor do lançamento para elaborar um plano a fim de mitigar quaisquer acidentes no local.

A escultura será vista ao amanhecer e ao anoitecer, pois refletirá os raios do Sol.

A escultura foi construída pela Global Western Aeroespacial, a partir de um material super leve, que no lançamento é embalado dentro de uma nave similar a uma pequena caixa, conhecida como um CubeSat.

Ela será lançada pela SpaceX a partir da Base Aérea de Vandenberg, na Califórnia, no final de outubro.

O foguete inicialmente atracará na Estação Espacial Internacional, onde o CubeSat será levado a bordo. No momento correto, ele será implantado no espaço, onde será liberado o trabalho de arte que infla em um enorme balão reflexivo.

De volta à Terra, as pessoas que quiserem vê-lo poderão colocar sua localização em um ‘mapa estelar’ no site para descobrir quando o Orbital Reflector sobrevoará seus locais.

Paglen disse que queria destacar quantos satélites estão circulando a Terra.

Não é a primeira vez que ele enviou uma obra de arte ao espaço. Anteriormente, em 2012, ele lançou ‘The Last Pictures‘, uma coleção de 100 imagens destinadas a representar a história humana em um satélite geoestacionário.

O Orbital Reflector é co-produzido e apresentado pelo Nevada Museum of Art. Um dos primeiros protótipos da obra de arte atualmente paira no museu.

(Fonte)


Vai ter muita gente menos avisada reportando ter visto um OVNI.

E logo, podem esperar, haverá empresas pagando para terem suas propagandas em alta órbita, sendo vistas ao redor do mundo. Já imaginou uma constelação desses satélites formando letras, ou ainda disparando fachos de laser formando imagens?

Esta é uma obra de arte com segundas intenções.

n3m3

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh