web analytics

Sai relatório final sobre desaparecimento do Voo MH370 da Malaysia Airlines

Como reportado aqui no OH no sábado, hoje o relatório oficial e final do governo da Malásia sobre o desaparecimento do Voo MH370, da Malaysia Airlines foi divulgado.

Veja abaixo uma reportagem da CNN sobre esta divulgação:

relatório final sobre desaparecimento do Voo MH370

As autoridades da Malásia disseram nesta segunda-feira que não conseguiram determinar a causa do desaparecimento de 2014 do vôo MH370 da Malaysian Airlines, embora descartassem várias possibilidades.

Anunciando a liberação de um relatório de investigação de segurança amplamente antecipado, os investigadores reconheceram a falta de qualquer evidência clara sobre o destino final do avião, mas acrescentaram que seria presunçoso sugerir que este era o fim do assunto, dado que os destroços ainda não tinham sido localizados.

O voo da Malaysian Airlines desapareceu em 2014, transportando 239 pessoas de Kuala Lumpur para Pequim, no que se tornou um dos maiores mistérios da aviação mundial.

Falando em uma conferência de imprensa perto da capital Kuala Lumpur, o investigador Kok Soo Chon disse que o MH370 voltou para a Malásia sob controle manual, mas não foi possível determinar se o avião estava sendo pilotado pelo piloto ou se houve alguma interferência ilegal .

Chon passou a descartar outros fatores que foram questionados no fim do voo, inclusive o estado mental do piloto, mau funcionamento da aeronave ou controle remoto dos sistemas operacionais.

Quando pressionado sobre quais outras informações a equipe esperava encontrar no futuro, ele disse que precisava fornecer algum tipo de fechamento para o incidente – que chamou a atenção do mundo por meses desde 2014 e sobre quais famílias ainda estão esperando por notícias – e, portanto, publicou o relatório com as provas disponíveis.

Chon disse que as autoridades investigariam novamente se o avião fosse encontrado no futuro.

Uma busca inicial pelo avião, realizada pela Malásia, China e Austrália, foi cancelada em janeiro de 2017, depois de não ser encontrado nenhum traço do avião dentro de uma área de 710 mil quilômetros quadrados no Oceano Índico. Uma empresa privada chegou a um acordo com o governo da Malásia para estender a busca, mas isso também foi interrompido em maio.

O relatório da Malásia nesta segunda-feira informou:

O desaparecimento do MH370 e o esforço de busca são sem precedentes na história da aviação comercial.

Melhorias devem ser realizadas para garantir que esse tipo de evento seja identificado o mais rápido possível, e mecanismos foram implantados para localizar uma aeronave que não esteja seguindo seu plano de voo por qualquer motivo…

O relatório também acrescentou que “a comunidade de aviação internacional precisa garantir ao público que a localização da aeronave comercial de geração atual é sempre conhecida” e que fazer o contrário seria”inaceitável”.

Porém, com a tecnologia em vigor no momento do fatídico voo do MH370, “a equipe é incapaz de determinar a causa real do (seu) desaparecimento”.

(Fonte)

Pelo visto, este será um mistério que nunca será resolvido em sua totalidade. Como de praxe, as especulações criam asas, e as teorias sobre o desaparecimento dessa aeronave vão desde sequestro por terroristas, até a abdução por um OVNI.

A verdade, quem sabe não está contando, se é que alguém sabe.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh