web analytics

Nazistas pousaram na Lua 27 anos antes da NASA, diz pesquisador

Nazistas pousaram na Lua 27 anos antes da NASA

Foguetes nazisitas V2.

O teórico da conspiração, Vladimir Terziski, afirma ter ‘provas’ da viagem bem sucedida do Terceiro Reich à Lua.

Auto proclamado engenheiro e físico, o pesquisador búlgaro alega que os astronautas de Hitler colonizaram partes da superfície lunar. E ele ainda afirma que os primeiros astronautas americanos a alcançar a Lua – 49 anos atrás – foram realmente recebidos pelos nazistas.

Sua teoria é contestada por historiadores e especialistas.

Mas há mais verdade em suas afirmações do que você imagina – com os cientistas de Hitler desempenhando um papel fundamental em colocar um homem na Lua em 1969.

O Dr. Terziski afirma que o Reich estabeleceu uma base lunar após sua derrota no final da Segunda Guerra Mundial.

Ele alega que nazistas do alto escalão fugiram da Alemanha e se retiraram para a América do Sul, liderados pelo comandante da SS Hans Kammler – de onde eles estabeleceram uma base secreta na Antártica. Com a tecnologia avançada de foguetes e discos voadores, o Dr. Terziski afirma que os nazis organizaram missões a partir de uma base chamada Neu-Schwabenland.

Testes nazistas de novas naves são supostamente responsáveis ​​pelo aumento de avistamentos de OVNIs durante as décadas de 1940 e 1950.

A tecnologia de foguetes nazistas é conhecida por ter avançado significativamente durante a 2ª Guerra Mundial – com as armas V1 e V2 lançando terror sobre a Grã-Bretanha. E o Reich também é conhecido por ter pesquisado tecnologia de discos, mas acredita-se que nenhum de seus protótipos voou.

No entanto, isso não impediu os teóricos da conspiração como o Dr. Terziski.

Ele alega que a nave espacial nazista chegou à Lua em 23 de agosto de 1942, na planície lunar conhecida como Mare Imbrium.

O primeiro homem na Lua não foi Neil Armstrong, mas sim um oficial nazista chamado Werner Theisenberg, acrescenta.

O Dr. Terziski disse:

O pouso ocorreu sem contato por rádio com o principal centro de controle do Wilhelmshaven ou o segundo centro de controle localizado perto de Anzio, Itália.

Desde o seu primeiro dia de pouso na Lua, os alemães começaram a perfurar e escavar sob a superfície, e no final da guerra havia uma pequena base de pesquisa nazista na Lua.

O teórico da conspiração, que se auto descreve como o chefe da Academia Americana de Ciências Dissidentes, afirma ter ‘evidências’ de todas essas alegações sobre os nazistas.

Ele ainda tem que produzir algo concreto – mas suas teorias ainda são aceitas por caçadores de OVNIs e amarradas a afirmações dos elos de Hitler com o oculto.

A história registra que os nazistas tinham um programa de foguetes e visitaram a Antártica – mas não há nada que sugira que eles chegaram à Lua e tinham uma base espacial secreta.

Colin Summerhayes, um geólogo da Universidade de Cambridge, publicou um artigo acadêmico de 21 páginas para refutar a existência da suposta base secreta de OVNIs nazistas no Pólo Sul.

Ele disse:

Os alemães não construíram uma base secreta antes, durante ou imediatamente após a Segunda Guerra Mundial.

Os rumores do programa espacial nazista têm alguma verdade no entanto – com o trabalho de base ajudando a NASA a alcançar a Lua.

Soldados norte-americanos capturaram cientistas nazistas em uma missão secreta chamada Operação Paperclip.

A equipe foi apreendida pelos EUA junto com a tecnologia de foguetes V2 da Mittelwerk, fábrica secreta de mão-de-obra escrava dirigida na Alemanha.

A União Soviética e os  EUA estavam ocupados em uma corrida para aproveitar os segredos nazistas – colocando em movimento a Corrida Espacial e a Guerra Fria.

O principal cientista de foguetes nazista foi o pioneiro do espaço Wernher von Braun.

Wernher Von Braun mostra aos oficiais nazistas os foguetes V2, quando ele serviu a SS.

Von Braun foi um major na SS, mas sua paixão era a de viajar no espaço – dizendo em 1936 ‘vamos voar para a Lua’.

Os cientistas nazistas e a tecnologia capturada passam a ser a espinha dorsal do programa espacial dos EUA, que finalmente pousou a Apolo 11 na Lua.

O Dr. Markus Schiller, um engenheiro alemão, escreve:

Sem dúvida, von Braun foi uma das figuras-chave do voo espacial…

Alguns o vêem como o epítome do oportunismo, uma pessoa que aceitou de bom grado a mortes de pessoas inocentes para alcançar seu grande objetivo. Outros o vêem como um engenheiro e gerente excepcional, um homem de ação, que, uma vez que tomou o seu caminho, nunca teve uma escolha real em suas decisões, devido às circunstâncias que se desenvolveram em torno dele.

(Fonte)


É improvável que a tecnologia daquela época fosse suficiente para levar o homem até a Lua, mas é indiscutível a superioridade tecnológica alemã na Segunda Guerra Mundial. Deram muito trabalho para o resto do mundo, mas felizmente foram derrotados, caso contrário nenhum humano que não se classificasse de acordo com o que eles achavam que a raça humana deveria ser estaria aqui hoje em nosso mundo.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh