web analytics

Cometa com brilho duas vezes o tamanho de Júpiter poderá ser visto a olho nu

Cometa com brilho duas vezes o tamanho de Júpiter

Prepare-se para outra rodada de previsões do juízo final. Um cometa em rota para o nosso sistema solar aumentou drasticamente seu brilho e carrega consigo uma gigantesca atmosfera verde brilhante duas vezes o tamanho de Júpiter, de acordo com os astrônomos.

O cometa, PANSTARRS (C/2017 S3), é visível com telescópios de baixa potência agora, mas se continuar a aumentar o brilho, poderá ser visível a olho nu em partes do hemisfério norte no início de agosto. Ele também pode se desintegrar devido à nuvem de gás, e como é a primeira vez que o cometa passa pelo nosso sistema solar, não há como dizer o que poderia acontecer quando a visita do cometa o trouxer para dentro da órbita de Mercúrio e ele der de cara com a luz do Sol não filtrada .

Escrevendo no Sky and Telescope, o astrônomo Bob King descreve o aumento extremo do brilho do cometa:

O Cometa PanSTARRS (C / 2017 S3), que estava ‘relaxando’ em magnitude 12,5, sofreu uma explosão em 30 de junho a magnitude ~ 9,5 durante a noite. Localizado em Camelopardalis a nordeste do Agrupamento Duplo, ele se tornou super óbvio no telescópio de 15 polegadas de baixa potência em 2 de julho, aparecendo como uma bola de algodão densa e sem cauda, de cerca de 3 polegadas (7,5 cm) de diâmetro. Parecia suspeitamente “gasoso”, então apliquei o filtro Swan Band  e o brilho e o tamanho do coma aumentaram, um sinal claro de uma explosão de gás. O Cometa C / 2017 S3 pode atingir a magnitude 3 ou 4, uma vez que acelera em direção ao Sol no céu da manhã a caminho do periélio de 16 de agosto. Fique de olho … e espere o inesperado. A explosão pode continuar ou até mesmo desencadear a desintegração do cometa.

Uma explosão de gás neste caso refere-se a uma fissura ou outro vazamento súbito na superfície de gelo de um cometa, que libera gás anteriormente preso em cavernas pressurizadas. Esse gás reflete a luz e uma explosão contínua pode aumentar o brilho do cometa a níveis visíveis, provocando inevitavelmente vídeos assustadores no YouTube e uma quantidade não trivial de referências a Nibiru; ou ele pode se desintegrar antes de termos a chance de vê-lo. Assim como vem, ele também vai.

Mesmo se nunca atingir o brilho visível a olho nu, você ainda poderá vê-lo com binóculos, de acordo com Bob King:

Enquanto se dirige para o leste através de Auriga e Gemini, o C/2017 S3 rapidamente se torna um objeto binocular na magnitude 7. Mesmo à medida que ele aumente o brilho rapidamente, possivelmente alcançando a 6ª magnitude no dia 7 de agosto em seu caminho para o periélio (16 de agosto), o amanhecer irá prejudicar [sua visualização]. Provavelmente, receberemos nossas últimas visualizações quando ele passar de Castor e Pollux nos dias 4 e 5 de agosto, antes que o crepúsculo e a luz do dia o façam desaparecer. Depois disso, o cometa permanece perto do Sol e desaparece rapidamente da vista.

Se você está interessado em observar o cometa, há mais informações (em inglês) sobre como fazê-lo e onde no mundo ele será visível no Sky and Telescope.

(Fonte)


Um fenômeno interessante a ser acompanhado. 

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh