web analytics

Soldado americano alega ter matado gigante no Afeganistão

Soldado americano alega ter matado gigante no Afeganistão

Em 2002, uma patrulha dos EUA desapareceu em uma área muito remota do Afeganistão. Outra patrulha foi despachada em uma missão de busca e resgate, e um soldado naquela patrulha descreveu o que viu depois de dar a volta pelo lado de uma montanha:

Quando nos aproximamos desse canto, vimos a abertura da caverna. E então eu vi um monte de pedras que é outra coisa estranha. E então restos de ossos. Eu não estava perto o suficiente para identificar que tipo de ossos, mas eu vi o que sabia ser um pedaço do nosso equipamento de comunicação. Então, instantaneamente, pensamos ‘emboscada’, talvez animal, você sabe, poderia ser qualquer coisa. Havia espaço suficiente na frente da caverna, mas tinha uma queda íngreme;
mas havia espaço suficiente para entrarmos em uma dispersão decente em caso de emboscada.

Não muito tempo depois de terem entrado naquela formação de dispersão, eles viram algo emergir da caverna que, apesar de sua preparação, os pegou de surpresa.

Era um homem de pelo menos 3,6 a  a 4,5 metros de altura. Este era um MONSTRO. Barba ruiva, com o cabelo comprido, passando pelos ombros, um vermelho escarlate.
E Dan correu para ele e começou a atirar, o que chacoalhou todos nós na realidade – porque foi surreal.

Enquanto Dan estava se movendo em sua direção, outro irmão meu começo a atirar. Ele espetou Dan – ele o pegou com essa ‘lança’. Ela passou por ele. Ele pegou Dan e estava vindo para mais.

Todos nós apenas o alvejamos. Eu não sei o que era, mas eu lembro que todos gritávamos, ‘Atire na cara dele, atire na cara dele!’ Ele estava recebendo vários tiros, e ele ainda estava se movendo.

Finalmente, o gigante foi morto. Dan também foi morto. E a unidade de patrulha foi logo visitada por um helicóptero que derrubou uma rede de carga. Eles foram informados de que tinham que colocar o gigante na rede, e logo depois que eles terminaram, um helicóptero maior veio, soltou um gancho e o gigante foi carregado.

O soldado confirmou que o gigante ruivo e de pele clara tinha seis dedos em cada mão e seis dedos em cada pé. Depois de terem submetido o relatório pós-ação, o soldado conta que foi informado por seus superiores para reescrever o relatório de uma maneira diferente, presumivelmente para remover qualquer menção ao ser gigante.

Testemunho Corroborante

Embora não tenha sido uma testemunha ocular, outro soldado especial do Afeganistão fornece o seguinte testemunho corroborativo:

Nós voltávamos para a base e começamos a ouvir esse boato sobre uma unidade que matou isso, o que eles começaram a chamar de pessoa realmente alta. No começo eu não pensei em nada disso, então descobri que a pessoa que eles mataram tinha na verdade três vezes o tamanho de um homem, tinha dígitos extras nas mãos e nos pés, e tinha cabelos ruivos, e uma unidade especial tinha chegado e quis esse alvo.

Bem, nós ouvimos que eles mataram essa coisa dentro de uma caverna, ou na entrada de uma caverna, e era de conhecimento comum entre os militares. Quando você ouve pela primeira vez, você está pensando, isso tem que ser uma piada. Isso tem que ser uma farsa. Então, depois que as coisas se assentam de uma certa maneira, e você continua ouvindo, você começa a perceber que não é uma piada.

Eles ficavam nos dizendo para manter nossas armas apontadas para cima, o que normalmente significa que são duas no peito, uma na cabeça, mas eles continuaram nos dizendo para apontá-las para a cabeça de um homem e mais acima. Então, nós questionamos, por que eles queriam que atirássemos mais alto que a cabeça de um homem?

Entrevistas gravadas

Esses depoimentos são encontrados no vídeo abaixo, de entrevistas conduzidas por L. A. Marzulli com os dois soldados que quiseram permanecer anônimos. Além disso, há algumas filmagens do Coast to Coast com o apresentador George Noory, apresentando um piloto que viu e realmente transportou o gigante.

(Para informações de como ativar a legenda em português do vídeo abaixo, embora esta não seja precisa, clique aqui):

Testemunho do piloto

Este piloto aterrissou em uma base no Afeganistão e foi informado de que eles precisavam pegar uma carga especial e que câmeras absolutamente não eram permitidas. O piloto descreve a ‘carga’:

Era basicamente um cara morto, e esse cara era extremamente grande, e quando eu digo grande, nossos paletes são basicamente, se bem me lembro, cerca de 2,70 por 3,65 metros, ou mais, e esse cara estava deitado em uma posição fetal no palete, e ele encheu o palete. Ele tinha em torno de uns 500 quilos.

O piloto corroborou muito mais os detalhes dados pelas outras duas testemunhas, incluindo o fato de que esse gigante era de pele clara, cabelos ruivos e tinha dedos extras nas mãos e nos pés.

Corroboração generalizada

Por mais impressionante que sejam esses três testemunhos separados, há, na verdade, uma corroboração muito mais ampla sobre a existência de gigantes de cabelos vermelhos e pele clara, com seis dedos das mãos e pés, e fileiras duplas de dentes. Certamente, no Afeganistão, as histórias entre os nativos são desenfreadas sobre a existência de gigantes canibais que vivem em cavernas. Os soldados que entendiam a língua dos nativos tendiam a se referir a essas histórias como ‘lendas’, embora alguns notassem que a presença de ossos perto das entradas das cavernas sugeria que os humanos eram mortos e devorados por algo que vivia na caverna, seja por emboscada ou, de acordo com os nativos, por sacrifícios que eles ofereciam ao gigante. Há muitas evidências de que uma raça canibal e ruiva de gigantes habitou uma vez a América do Norte, e ameaçou várias tribos nativas cujo folclore e lendas (ou para as tribos, história) relatam coisas similares àquelas mencionadas neste artigo:

Depois de anos de lutas e numerosas baixas em ambos os lados, os nativos decidiram acabar com essa ameaça gigantesca unindo-se sob uma única bandeira. Não demorou muito até que os gigantes ruivos fossem aleijados e forçados a saírem de suas casas.

Os gigantes recuaram dentro de uma caverna, mas foram rastreados pelos nativos, e com um desejo de vingar seus irmãos caídos, eles atearam um fogo enorme que queimou e intoxicou a todos. Aqueles que se aventuraram para fora, para tentar escapar, foram recebidos com retribuição ao extremo.

Em referência aos gigantes ruivos, há uma discussão entre David Wilcock e Corey Goode, onde dizem que esses gigantes foram encontrados em estase, o que significa em animação suspensa, até o momento em que deveriam retornar. Mais de uma pessoa dentro da comunidade OVNI testemunhou esses gigantes ruivos sendo encontrados em câmaras de estase, em insígnias completas de batalha e outros adornos, aparentemente em preparação para retomar seu papel na Terra, na hora certa.

Razões para não-divulgação

Ao perguntar uma das testemunhas do exército dos EUA porque esta informação estava sendo mantida em segredo do resto do mundo, ele disse:

Minha opinião pessoal é, se aponta para a Bíblia como sendo precisa, eles não querem isto. Se for contra a Evolução Darwiniana, não é para ser falado.

Parece que aqueles que estão no poder estão tentando de tudo para evitar que todos descubram que a história humana é muito diferente do modelo neodarwinista em que a evolução humana tem sido um padrão aleatório, lento e ininterrupto, sem a intervenção de nenhuma outra espécie senciente. É provável que o conhecimento da existência de apenas uma espécie diferente aqui na Terra quebrasse completamente o feitiço, e que a maioria de nós exigisse a verdade sobre nossa história e nosso lugar neste universo, juntamente com outras espécies inteligentes.

Claro que as tentativas da instituição para destruir a credibilidade deste tipo de história começa no topo – mais precisamente no topo de uma pesquisa no Google,. Uma pesquisa sobre ‘Kandahar Giant‘ previsivelmente tem esse artigo do site Snopes no topo da lista, para nos dizer, é claro, que toda a história é falsa. A prova?

Um porta-voz do Departamento de Defesa nos disse que eles não têm registro de tal incidente: “Nós não temos nenhum registro ou informação sobre um membro das forças especiais morto por um gigante em Kandahar.”

Se você chegou até aqui no artigo, duvido que essa ‘prova’ seja muito convincente para você.

(Fonte)


Um dia, talvez logo, saberemos a verdade.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh