web analytics

Os dados sobre asteroides da NASA são falhos, diz especialista – e cientistas o estão apoiando

Os dados sobre asteroides da NASA são falhosA NASA é praticamente o padrão quando se trata de pesquisa científica: entre os telescópios Hubble e Chandra, os múltiplos jipes-sondas rolando pela superfície de Marte e a Estação Espacial Internacional, eles coletaram mais dados sobre o espaço, o Sistema Solar e nossa galáxia do que qualquer outra agência.

Uma das realizações mais orgulhosas da NASA é o banco de dados NeoWISE, um catálogo de cerca de 158.000 asteróides e objetos próximos à Terra que lista seus diâmetros e refletividades.

O banco de dados é um dos alicerces da missão da NASA para proteger a Terra do impacto de um asteroide, mas agora os dados do NeoWISE vêm sendo criticados por um ex-tecnólogo chefe da Microsoft chamado Dr. Nathan P. Myhrvold, que acusou a NASA de usar métodos de má qualidade e até mesmo de manipular dados.

Myhrvold é uma espécie de homem renascentista e provocador de várias disciplinas: além de seu trabalho na Microsoft, ele publicou um livro de receitas de seis volumes intitulado Modernist Cuisine e vários trabalhos acadêmicos sobre paleontologia, inclusive um na Nature que acusou alguns dos maiores paleontólogos do mundo de terem “sérios erros e irregularidades” em suas pesquisas.

A rixa com a NASA atingiu um ponto alto em 2016, quando Myrhvold revelou uma pesquisa que criticava a análise de asteroides da NASA detectada pela missão WISE, originalmente realizada entre 2009 e 2011.

WISE (Wide-field Infrared Survey Explorer) é o telescópio espacial que foi projetado para detectar objetos distantes, mas incidentalmente capturou muitas imagens de asteroides ao longo de sua missão. O projeto NeoWISE é construído sobre as observações do telescópio, mas essas observações são falhas, de acordo com Myrhvold, porque o WISE não foi projetado para detectar objetos próximos como asteroides.

“A ciência é terrível”, diz Myhrvold.

Infelizmente para Myhrvold, sua pesquisa de 2016 (que não foi revisada por pares) também revelou algumas falhas.

Aparentemente, algumas de suas equações continham erros, incluindo uma que confundia o raio com o diâmetro.

Agora, dois anos depois, Myrhvold publicou na revista Icarus com sucesso um artigo sobre como a refletividade da luz afeta a medição de asteroides, juntamente com um documento complementar que expõe suas críticas à metodologia da NASA quando se trata de catalogar asteroides, incluindo alegações de que a NASA excluiu asteroides de seu banco de dados, usou medições antigas e imprecisas, não divulgou informações que pudessem ser usadas para verificar independentemente seus dados e até mesmo alterou as medidas post-hoc.

Diz Myhrvold:

Eles voltaram e reescreveram a história.

O que isso mostra é que até agora, eles ainda estão mentindo. Eles não foram limpos.

Antes de descartar as acusações de Myrhvold como sendo delírios de um intelectual com muito tempo em suas mãos, considere isso – ele tem algumas das mentes mais brilhantes da ciência atualmente confirmando sua pesquisa, criticando todos os dados de asteroides da NASA.

David Morrison, cientista planetário do Centro de Pesquisa Ames da NASA em Mountain View, Califórnia, disse:

Na maioria das vezes, acho que Myhrvold está correto.

Eu acho que é valioso para alguém, uma pessoa inteligente de fora, entrar e analisar dados que são importantes. Isso tem que ajudar a ciência. Isso não pode ser uma coisa ruim.

Jean-Luc Margot, presidente do departamento de ciências espaciais, planetárias e espaciais da U.C.L.A., diz que seus estudos preliminares de acompanhamento da pesquisa de Myhrvold produziram resultados que parecem confirmar suas descobertas publicadas recentemente em Icarus.

Icarus espera agora que a Dra. Amy Mainzer, uma pesquisadora do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA e a principal pesquisadora do NeoWISE, publique um documento de contestação para responder às acusações de Myhrvold.

(Fonte)


Pois é, NASA. Nem falando de asteroides vai jogar limpo?

n3m3

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh