web analytics

Humanos criam a primeira Inteligência Artificial psicopata, e ela é assutadora

Esta é a primeira Inteligência Artificial (IA) psicopata da história. A equipe do Media Lab da MIT a apelidou de IA Norman – nome de Norman Bates, o assassino do filme Psicose de Alfred Hitchcock. E é tão assustadora como parece!

Humanos criam a primeira Inteligência Artificial psicopata

Cientistas do MIT criaram Norman, a primeira IA ‘psicopática’ do mundo.

Uma equipe de funcionários do Instituto Massachusetts de Tecnologia (MIT) fez uma IA normal – projetada para ver fotos e fornecer uma descrição escrita do que vê – e a alimentou com um fluxo constante de imagens de uma coluna do Reddit, onde as pessoas postam exclusivamente imagens mórbidas e horripilantes de assassinato e morte.

Depois, a equipe mostrou à IA Norman uma série de borrões de tinta de Rorschach, usados por psiquiatras e psicanalistas para avaliar o estado mental de um paciente.

A equipe então comparou as legendas de Norman com uma IA normal que não havia sido traumatizada com imagens de morte e encontrou um padrão perturbador.

Por exemplo, Norman legendou um dos borrões de tinta como “o homem é assassinado por metralhadora em plena luz do dia”, enquanto a outra IA legendou a mesma imagem, “uma foto em preto e branco de uma luva de beisebol.”

A morbidade de Norman reaparece novamente nos testes.

Uma mancha de tinta colorida que foi legendada como “uma foto em preto e branco de um guarda-chuva vermelho e branco” para a IA norma, foi dita por norman: “o homem é eletrocutado enquanto tenta atravessar a rua movimentada”.

“Um close-up de um bolo de casamento em uma mesa“? Não, isso é um “homem morto por motorista em alta velocidade.”

Pode parecer algo dissimulado dar a uma IA como Norman nada além de imagens medonhas para referência e agir surpreso quando a IA não vê nada além de assassinato em todos os lugares, mas essa pequena experiência mostra como o processo de aprendizado de uma máquina de IA pode internalizar preconceitos e acabar com percepções distorcidas do mundo.

Felizmente para Norman, os humanos podem contrabalançar sua visão mórbida fazendo os testes do Rorschach eles mesmos, e permitindo que ele aprenda com suas respostas.

(Fonte)


Foi teorizado que muitas civilizações alienígenas podem ter sido substituídas pela Inteligência Artificial. Na verdade, se a civilização inicial era psicologicamente equilibrada e conseguiu algo como a imortalidade ao utilizar a IA para unir-se a ela, eu não ficaria tão preocupado.

O problema seria se essas supostas civilizações fossem desequilibradas como a raça humana, brincando de forma inconsequente com coisas que ainda não compreendiam totalmente. Esta seria a receita certa para o desastre, mais cedo ou mais tarde.

Elon Musk alerta novamente: muito provavelmente a Inteligência Artificial vai destruir a humanidade

n3m3

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh