web analytics

As notícias vindas da NASA ontem são mesmo impactantes?

 

As notícias vindas da NASA ontem são mesmo impactantes?

Ontem, foi publicado aqui no OH, logo após a liberação de imprensa da NASA, informações sobre as últimas descobertas do jipe-sonda Curiosity em Marte. No artigo de ontem prometi que iria detalhar um pouco mais sobre isso, assim, o que segue são alguns fatos e comentários.

O foco principal da NASA na sua transmissão ao vivo de ontem foi a descoberta de matéria orgânica. Porém, você sabia que desde 2016 Jennifer Eigenbrode, a biogeoquímica e geóloga da NASA, já tinha dito que o Planeta Vermelho poderia estar coberto de matéria orgânica, como foi reportado aqui no OH?

Então, na verdade, o que a NASA falou ontem sobre a matéria orgânica não é nem um pouco novidade, mas sim somente uma confirmação oficial daquilo que já sabiam.

Veja baixo mais alguns detalhes sobre o que foi comentado pela NASA ontem sobre a matéria orgânica no Planeta Vermelho:

A Nasa anunciou nesta semana que foi encontrada matéria orgânica complexa em um antigo leito de lagos em Marte. A descoberta inovadora representa a melhor evidência, até agora, de que Marte já foi o lar de lagos cheios de compostos à base de carbono necessários para o desenvolvimento de formas de vida primitivas.

Curiosamente, os cientistas da NASA não conseguiram determinar como essa matéria orgânica se formou originalmente, o que significa que há uma chance de que ela seja o subproduto de organismos antigos.

Também, a matéria pode ter sido depositado em Marte por cometas ou asteróides no passado distante.

Certamente, a presença desses compostos teria ajudado a sustentar qualquer vida que surgisse.

A biogeoquímica da NASA, Jennifer Eigenbrode, disse:

Sabemos que na Terra os microorganismos comem todos os tipos de compostos orgânicos. É uma fonte de alimento valiosa para eles.

Embora não saibamos a fonte do material [em Marte], a incrível consistência dos resultados me faz pensar que temos um sinal positivo para os compostos orgânicos em Marte.

Não está nos dizendo que a vida estava lá, mas está dizendo que tudo que os organismos realmente precisavam para viver nesse tipo de ambiente, tudo isso estava lá.

(Fonte)

Mas ainda, muito mais interessante que a matéria orgânica que abunda o Universo e já foi descoberta até no planeta anão Ceres, foi o que a NASA comentou brevemente ontem sobre a atmosfera de Marte conter gás metano. Contudo, isto também não é novidade.

Para os que ainda não entenderam o impacto da presença deste gás em Marte, o metano, pelo menos aqui no nosso planeta, é gerado na maior parte pela presença de seres vivos – micróbios. Assim, a grande dúvida para os cientistas, embora já tenham declarado que não há qualquer vida em Marte, é a origem deste gás. 

Como relatado num artigo publicado aqui no OH em janeiro passado:

…De onde vem esse gás é o coração do mistério. Os micróbios (inclusive aqueles que vivem nas tripas de vacas e ovelhas) são responsáveis ​​pela maior parte do metano da Terra, e o de Marte também poderia vir de micróbios – micróbios contemporâneos, ou antigos se o metano produzido estivesse preso no subsolo. Mas o metano também pode ser feito de maneiras que não têm nada a ver com a biologia. As reações hidrotérmicas com rochas subterrâneas ricas em olivinas podem gerá-lo, assim como as reações conduzidas pela luz ultravioleta (UV) que atinge os meteoroides contendo carbono e pó, que constantemente chovem no planeta a partir do espaço.

O que foi comentado ontem brevemente pelo cientista da NASA Chris Webster, é que a presença do gás metano na atmosfera apresentou uma sazonabilidade. Mas isso também é algo que já sabíamos. Mesmo assim, veja o que a NASA reporta agora em seu site:

…os cientistas descrevem a descoberta de variações sazonais no metano na atmosfera marciana ao longo de quase três anos de Marte, que são quase seis anos terrestres. Essa variação foi detectada pelo conjunto de instrumentos Sample Analysis at Mars (SAM) da Curiosity.

A química da rocha de água pode ter gerado o metano, mas os cientistas não podem descartar a possibilidade de origens biológicas. O metano já havia sido detectado na atmosfera de Marte em nuvens grandes e imprevisíveis. Este novo resultado mostra que os baixos níveis de metano dentro da Cratera Gale repetidamente atingem o pico nos meses quentes e de verão, e caem no inverno a cada ano.

“Esta é a primeira vez que vimos algo repetível na história do metano, então nos oferece um entendimento sobre o assunto”, disse Chris Webster, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA (JPL), em Pasadena, Califórnia, principal autor do estudo…

(Fonte)

Em suma, tudo que a NASA informou ontem não é novidade para ninguém que acompanha estes tipos de notícias. Se a agência espacial continuar assim – fazendo suspense para liberar fatos que todos já sabem – o dia em que ela for anunciar que descobriu vida extraterrestre, ninguém irá prestar atenção, até porque todos com bom senso e compreensão das probabilidades em nosso vasto Universo já sabem que ela existe e não é necessário que a NASA confirme tal fato.

Quanto a vida em Marte, podem ter certeza que, no mínimo, ela já existiu por lá, e é muito provável que ainda exista de forma abundante. Somente os “professores da impossibilidade” não conseguem encontrá-la. Para eles é melhor não mexer com essas coisas controversas.

Possível evidência de vida em Marte é destruída pela NASA, alega cientista que trabalhou para a agência

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh