web analytics

A realidade dos esqueletos humanoides gigantes. Por que não estamos falando a respeito disso?

Se você recuar e olhar – com os olhos bem abertos – como a história humana foi administrada nos últimos tempos pela ordem estabelecida, verá um padrão inconfundível.

Uma certa percepção foi impulsionada, seletivamente construída a partir de ‘A Origem das Espécies’ de Darwin – a noção de que a raça humana evoluiu através dos macacos, em um padrão linear e ininterrupto de crescimento e adaptação, baseado em mutações genéticas aleatórias.; além disso, a raça humana como a conhecemos é a única espécie inteligente que já habitou o planeta, e nunca esteve em contato direto com espécies inteligentes de qualquer outro tipo.

Testemunhos e evidências do passado que não contradizem a percepção de nossa história são comumente aceitas como fatos. Ninguém parece desafiar, por exemplo, a noção de que mastodontes ou dinossauros já percorreram a Terra.

a realidade dos esqueletos humanoides gigantes

Uma das poucas imagens de um esqueleto gigante real que sobreviveu. Foi desenterrado em uma mina de ouro em Rosia Montana, Romênia – 13 de dezembro de 1976. Mede 10 metros de altura.

Desafiando a norma

Mas e quanto aos depoimentos e evidências do passado que desafiam essa percepção de nossa história? Digamos, por exemplo, uma tribo nativa norte-americana alegando que seus ancestrais lidavam regularmente com gigantes?

Histórias dessa natureza são certamente consideradas como história verdadeira pelo povo das próprias tribos; mas é claro que quando elas são contadas em nossa sociedade, são relegadas ao status de lenda, mito ou folclore.

Vamos olhar para um exemplo de um artigo publicado no The New York Times em 1902:

Este artigo de jornal da imprensa corporativa fala da descoberta de esqueletos gigantes “que não poderiam ter sido menores de 12 pés (3,65 m) de comprimento”. Naquela época, parece que tais eventos não foram atendidos com o ceticismo raivoso que são hoje.

Somente após a autoridade tomar posse e ocultar ou destruir evidências físicas, como os ossos gigantes descobertos acima, ocorre sua narrativa de ceticismo e descrédito das ‘lendas’ nativas.

Gostaria de chamar sua atenção para o fato de que a proprietária de terras Luciana Quintana espera poder encontrar milhares de esqueletos com base nas informações históricas transmitidas por tribos nativas durante as primeiras invasões espanholas que “têm conhecimento detalhado da existência de uma raça de gigantes que habitava as planícies do que hoje é o leste do Novo México”.

Novamente, esta informação foi aceita como história, não como lenda.

Histórias de gigantes são onipresentes

Tais histórias também não são as imaginações isoladas de um grupo nativo americano…

O ponto é que as tribos, cujas histórias os trazem de volta ao tempo em que esses gigantes existiriam, dão um testemunho notavelmente consistente não apenas de sua existência, mas também de sua aparência, costumes e comportamentos.

Por que não estamos abertos a considerar essas afirmações como fatos históricos da maneira como fazemos com os dados mais controversos sobre o passado que recebemos? Por uma única razão – o desconforto bem estabelecido da ‘dissonância cognitiva’, uma angústia mental temporária proveniente da percepção da realidade em que nascemos ameaçada em nossas mentes.

E nossas autoridades usam esse fenômeno para aprofundar a programação de sua percepção controlada, usando o medo, a ridicularização, a vergonha e outras técnicas de controle da mente social e cultural amplamente pesquisadas para nos manter no caminho que querem.

Observações de Lincoln

Mas antes que o trabalho de Darwin sobre a origem das espécies fosse lentamente transformado em um universo sem divindades no início do século XX, é bem possível que as pessoas aceitassem abertamente a possibilidade de que gigantes existissem na América do Norte em algum momento de nosso passado.

Certamente, essa reflexão sobre as Cataratas do Niágara, de Abraham Lincoln, em 1848, revela um conhecimento sereno e de olhos abertos sobre a presença de gigantes em um tempo anterior:

Isso evoca o passado indefinido. Quando Colombo primeiro procurou este continente – quando Cristo sofreu na cruz – quando Moisés liderou Israel através do Mar Vermelho – mais ainda, quando Adão veio pela primeira vez da mão de seu Criador – então como agora Niagara estava rugindo aqui.

Os olhos dessa espécie de gigantes extintos, cujos ossos enchem os montes da América, olharam para o Niagara, como os nossos fazem agora. Coincidentemente com toda a raça dos homens, e mais velha que o primeiro homem, Niagara é forte e fresco hoje como dez mil anos atrás. O Mamute e o Mastadonte – agora mortos há tanto tempo, que fragmentos de seus ossos monstruosos, por si só testemunham que eles já viveram, olharam para o Niagara.

 

Provavelmente, Lincoln estava familiarizado com as histórias de muitas das tribos nativas de seu tempo. Há um reconhecimento por parte de Lincoln de que a existência dos ossos dos gigantes, em abundância nos montes funerários dos Estados Unidos, é tão bem aceita quanto a existência e os Mamutes e Mastadontes.

A razão pela qual muitas pessoas hoje não acreditam nos gigantes do passado é o resultado de esforços para remover da vista do público a evidência física de gigantes, como parte do esforço maior para remover a evidência física de qualquer coisa que não se encaixe na percepção controlada da história humana.

E qual é a razão pela qual eles estão tentando tão desesperadamente preservar essa percepção?

Simplesmente declarado, e sem entrar em detalhes, esta percepção da nossa história humana presta-se melhor ao controle e escravidão pela nossa autoridade.

(Fonte)


E o mesmo tipo de ação por aqueles que controlam o mundo ocorre para com os OVNIs.

n3m3

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh