web analytics

Misteriosa estátua de 11.000 anos descoberta na Rússia é duas vezes mais velha que as pirâmides

Misteriosa estátua de 11.000 anos descoberta na Rússia

No final da última Era Glacial, quando os mamutes passeavam pelas planícies e os leões da caverna rondavam a Terra, um grupo de pessoas na Sibéria derrubou uma árvore e começou a cortá-la em uma forma humana. A razão dessa estátua ainda está envolta em mistério, mas uma nova pesquisa revelou que o ídolo de madeira é duas vezes mais velho que as grandes pirâmides de Gizé.

O mais recente estudo, publicado pela revista Antiquity, não apenas refinou o quão velho pensamos que o ídolo misterioso é, mas também pode sugerir para que eles usaram a estátua.

O ídolo foi descoberto pela primeira vez em 1894, enterrado sob 4 metros de turfa no pântano de Shigir, o que dá à estátua seu nome comum: o ídolo de Shigir. Descoberto em pedaços, foi finalmente montado em 1914, revelando que uma vez teria tido impressionantes 5,3 metros de altura, embora nem todas as peças da estátua tenham sobrevivido.

A cabeça do ídolo de Shigrir. Zhillin et al. 2018

No entanto, não foi até cem anos depois que os avanços na tecnologia permitiram que os pesquisadores finalmente testassem a incrível obra de arte e obtivessem uma estimativa de sua idade. Por datação por radiocarbono em duas seções do ídolo, determinaram que ele tinha cerca de 9.800 anos de idade. Na época, isso era extraordinário, e muitos acadêmicos rejeitaram essa descoberta como sendo impossivelmente antiga para um objeto de madeira.

A datação por radiocarbono naquela época, no entanto, era desajeitada e não particularmente precisa. Juntamente com o fato de que os primeiros testes usaram apenas dois pedaços do ídolo de Shigir, os pesquisadores quiseram reexaminar a estátua. Eles levaram núcleos da madeira para se certificar de que estavam descontaminados no último século. Usando técnicas modernas, eles revelaram que o ídolo foi esculpido a partir de um único tronco de lariço há 11.600 anos. Isso é mais do que duas vezes mais velho que as pirâmides do Egito e a mais antiga arte em madeira conhecida.

A estátua como foi reconstruída em 1914. Zhillin et al. 2018

Esta é claramente uma descoberta incrível, mas tem implicações mais amplas para o desenvolvimento de peças de arte monumentais pelos primeiros humanos que estavam saindo da Idade do Gelo. O interessante é que o estilo e as imagens do ídolo de Shigir são incrivelmente semelhantes a outras grandes estátuas da Era do Gelo descobertas em Göbekli Tepe, na Turquia. A única coisa que é dramaticamente diferente é o material em que as estátuas foram criadas. Isso sugere que a cultura de produzir essas obras de arte imensas, simbólicas e presumivelmente rituais, não se originou em um único lugar quando a Era do Gelo recuou, mas surgiu em vários centros na mesma época. O que levou a esse súbito desenvolvimento e explosão de devoção artística ou religiosa ainda não é totalmente compreendido, mas gera indagações intrigantes sobre nossa cultura e crenças.

(Fonte)

Colaboração: Gustavo Moraes

Termos recém pesquisados por leitores:

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh