web analytics

Uma pequena parte da humanidade não é deste planeta

Uma pequena parte da humanidade não é deste planeta

Nick Redfern é um escritor britânico best-seller, ovnólogo e criptozoólogo que mora nos Estados Unidos. Ele é um defensor ativo da divulgação oficial do governo a respeito dos OVNIs, e tem trabalhado para a liberação de milhares de páginas de arquivos secretos da Royal Air Force, o Ministério da Aeronáutica e do Ministério da Defesa sobre objetos voadores não identificados. Em um de seus livros, ele nos apresenta com uma teoria revolucionária na qual uma pequena parte da humanidade poderia ser o resultado de uma civilização alienígena avançada.

Como diz Redfern, dentro da raça humana, existem quatro tipos principais de sangue. São A, B, AB e O. As classificações são derivados de antigénios de células do sangue de uma pessoa, estes antigénios são proteínas encontradas na superfície de células e que se destinam a combater bactérias e vírus.

A maioria da população humana tem essas proteínas em suas células. A porcentagem de sangue Rh positivo das pessoas da Terra é muito alta. Nos Estados Unidos, as estimativas atuais sugerem que cerca de 85 por cento de todos os caucasianos, cerca de 90 por cento dos afro-americanos, e cerca de 98 por cento dos americanos asiáticos são Rh positivo.

Uma pequena porcentagem da população dos EUA (e do resto do mundo, também, deve-se notar) que não mostra as proteínas relevantes cai em uma categoria diferente, a de Rh negativo. Na Espanha, uma região específica, o País Basco, tem muito dos seus cidadãos com esse tipo de sangue.

O porquê de um grupo particular de pessoas ter sangue que é tão incrivelmente diferente de quase todos os outros, é uma questão de controvérsia profunda. É um enigma que tem levado ao desenvolvimento de uma teoria surpreendente que, no passado distante, visitantes extraterrestres submeteram os humano primitivos a técnicas avançadas de eventos de emenda do gene e manipulação de células, ostensivamente para criar uma raça de escravos. Ao fazê-lo, deram à luz ao Rh negativo.

Para mostrar o quão incrivelmente diferentes são as pessoas de Rh negativo para o resto da população mundial, só temos de olhar para a questão da gravidez. Para uma mulher grávida com Rh negativo, os riscos podem ser consideráveis ​​e perigoso. Se uma mulher que tiver Rh negativo está grávida de um homem que é Rh negativo, os problemas são inexistentes e não há necessidade de se preocupar: as duas pessoas são totalmente compatíveis uma com a outra, o feto irá desenvolver normalmente, e a criança terá Rh negativo. No entanto, se o pai for Rh positivo e a mãe Rh negativo, os problemas podem ocorrer, e os resultados podem ser muito diferentes, e trágicos também, porque o bebê vai ser Rh positivo. Este é o último problema que aborda o cerne da questão.

Incrivelmente, o sangue Rh negativo de uma mulher grávida pode ser completamente incompatível com o sangue de um bebê Rh positivo dentro dela. Tal situação pode muitas vezes causar com que o sangue da mãe produza anticorpos potencialmente letais que atacam o sangue do feto. Em outras palavras, o sistema imunológico negativo da mãe percebe o bebê positivo como algo hostil, algo que não é exatamente como deveria ser. Para todos os efeitos, o feto é considerado algo estranho e algo que você tem que se livrar o mais rápido possível.

Mais preocupante é o fato de que quanto mais vezes uma mulher engravidar, mais ela produzirá anticorpos mortais. Em suma, o corpo da mãe encontra maneiras de tornar o processo de tentar matar o feto mais poderoso, rápido e eficaz com cada gravidez sucessiva. É quase como se houvesse algo de profundamente ancestral e não humano codificado em nosso DNA, no fato de não considerar positivo e negativo como muito diferentes uns dos outros, e com a intenção de nunca unificar. E esse pode ser exatamente o caso.

Se nós hoje, e particularmente de sangue Rh negativo, formos um produto de manipulação extraterrestre, então quem exatamente foram os seres que decidiram brincar de Deus com as primeiras formas da raça humana? Por que eles estavam tão determinados a criar pessoas novas e radicalmente diferentes? De onde eles vêm? Eles ainda estão entre nós?

Estas são questões que nos levam a um corpo lendário e poderoso de entidades que foram conhecidas como os Anunnakis. Estas também são questões que nos levam ao coração das antigas culturas sumérias, que pode ser encontrada no que é hoje o sul do Iraque e, de acordo com historiadores e arqueólogos, foi estabelecida pela primeira vez em algum momento entre 5500 e 4000 antes de Cristo.

De acordo com a tradição suméria, mais de 400.000 anos antes de uma grande enchente ter devastado a Terra e matar milhões de pessoas, esta raça lendária poderosa de pessoas veio para o nosso planeta dos céus acima. Durante o seu tempo aqui, eles trouxeram algum tipo de estabilidade e até mesmo a sociedade, que eram tribos humanas originalmente extremamente primitivas, algumas dos quais eventualmente se tornaram os Cromagnons. No entanto, essa não foi a agenda original dos Anunnakis.

O principal objetivo deles foi alterar geneticamente seres humanos primitivos para criar uma entidade robusta e forte que efetivamente totalizaram nada menos que uma raça de escravos, um projetado para atender as ordens de seus mestres extraterrestres, inclusive a exploração da Terra para o seu fornecimento de ouro, material resistente precioso e inestimável no espaço. Quando os Anunnakis finalmente deixaram a Terra, deixaram para trás um legado surpreendente: uma nova forma de ser humano, radicalmente diferente do resto: o Rh negativo. E eles ainda vivem hoje.

A linhagem Rh negativa existe na família real britânica, algo que provocou alegações controversas de que os membros da realeza não são o que parecem ser. Há toda uma subcultura sugerindo que esta família real é diretamente descendente de uma antiga ordem de extraterrestres humanos que são os verdadeiros governantes secretos do nosso planeta.

Existe algo na composição genética do Rh negativo que os torna não muito diferente de líderes natos, figuras poderosas e talvez dos lendários ‘heróis da antiguidade’ e ‘homens de renome’, conforme descrito nas páginas da Bíblia? Aqueles com Rh negativo descendem de um exército clandestino de híbridos humanos? Se um dia mostrarmos que uma pequena porcentagem da raça humana não é completamente humana, veremos uma reação violenta contra aqueles com Rh negativo? Haverá uma caça às bruxas? Poderia haver apelos para ter os negativos isolados do resto da sociedade? Estas são os tipos de perguntas intrigantes e inflamatórias que provocam os muitos e variados mistérios do Rh negativo.

Pesquisadores de OVNIs, astrônomos e a NASA passaram incontáveis ​​anos olhando para o céu em busca de provas de que alienígenas estão entre nós. A estranha saga do Rh negativo, no entanto, sugere fortemente que não é nas estrelas que devemos buscar evidências de que alienígenas realmente existem. De uma forma estranha, fantástica e até mesmo irônica, nós, ou pelo menos alguns de nós, (os de Rh negativo) somos os alienígena que temos procurado por tanto tempo.

(Fonte)


Já havíamos publicado a respeito da questão do Rh negativo aqui no OH, mas não havíamos adentrado em alguns detalhes como no artigo acima.

Uma tese interessante, que mesmo se não for associada à questão alienígena, trata-se de mais um mistério da raça humana que deveria ser resolvido.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh