web analytics

Dizem que existe hoje uma ameaça de invasão alienígena

Existe hoje uma ameaça de invasão alienígena

Uma interrupção de comunicação só pode significar uma coisa: invasão. – Sio Bibble, primeiro-ministro da rainha Amidala em Star Wars Episódio I – Ataque dos Clones

Apesar da afirmação do sábio cortesão na primeira parte da segunda rodada dos épicos espaciais de George Lucas, poderíamos antes acreditar que uma interrupção de comunicações em todo o planeta, ou um colapso da rede elétrica, estaria mais para um evento de nível Carrington do que um ataque alienígena. A menos que a tecnologia de camuflagem realmente exista, uma esquadrilha alienígena seria visível para nossos telescópios e, esperançosamente, para os nossos satélites em órbita, a não ser que estes também tivessem sido eliminados. No entanto, as rodadas de abertura de um ataque por não-humanos hostis são o momento chave de qualquer filme de ficção científica. Como isso se traduziria em um evento da vida real?

Em novembro de 1979, Thomas Muldoon, escrevendo para o National Enquirer, publicou um artigo com a manchete sensacional:  “Take UFOs Seriously or Be Prepared for Sneak Invasion by Space Aliens” (Leve os OVNIs a Sério ou Prepare-se Para Uma Invasão Furtiva por Alienígenas Espaciais). Alguns podem achar divertido ver este artigo incluído no acervo de informações da Agência de Segurança Nacional (NSA) sobre objetos voadores não identificados. (https://www.nsa.gov/news-features/declassified-documents/ufo/assets/files/ gov_super_secret_agency.pdf), mas o Enquirer estava na vanguarda de muito jornalismo OVNI naqueles dias, como evidenciado pelo excelente trabalho do falecido Bob Pratt. O relatório da NSA – ‘obtido exclusivamente pelo ENQUIRER‘, como somos lembrados – tinha como objetivo acabar com a noção de que os OVNIs não eram dignos de escrutínio pelo estabelecimento militar/científico.

Se a América não começar a levar a sério as aparições, nós nos abriremos para a possibilidade de uma invasão de OVNIs do tipo Pearl Harbor. O próprio fato de que os fenômenos ovnilógicos foram testemunhados em todo o mundo desde os tempos antigos, e por um considerável número de cientistas de renome nos últimos tempos, agora indica fortemente que os OVNIs não são todos falsos, e , em vez de diminuir, a tendência moderna é para o aumento de relatos de todas as fontes.

Por enquanto, tudo bem. O relatório sem nome, supostamente preparado em 1968, passa a desprezar a ‘abordagem científica despreocupada’ e pede uma resposta mais determinada para combater a ameaça percebida de uma invasão alienígena.

Carl Sagan emitiu seus próprios pensamentos sobre o assunto apenas dois anos antes:

Uma das principais motivações para a exploração do Novo Mundo era converter os habitantes ao cristianismo – pacificamente, se possível, com força, se necessário. Podemos excluir a possibilidade de um evangelismo extraterrestre? Podemos concluir motivos ainda mais sombrios? Uma sociedade extraterrestre pode querer estar sozinha no topo do poder galáctico e fazer um esforço cuidadoso para esmagar os candidatos em potencial? Ou pode até haver a resposta da barata – eliminar uma criatura alienígena simplesmente porque é diferente?

O conceito de uma guerra interplanetária em nossos tempos, um pensamento que se equipara ao susto dos ‘discos voadores’ da Guerra Fria, foi seriamente invocado pelo general Douglas MacArthur nos anos 50 e pelo presidente Ronald Reagan nos anos 80. A Otan supostamente preparou um documento avaliando a ameaça representada pelas forças convencionais e militares existentes nos anos 60, admitindo que ‘nós praticamente não temos defesa contra sua tecnologia avançada’. Pesquisadores sérios, como o falecido Dr. Olavo Fontes, analisaram a possibilidade de que o norte do Brasil seria ocupado por uma força de invasão de OVNIs após o ataque à guarnição de Itaipu em 1965. Na edição de verão de 1998 do boletim Samizdat, o pesquisador brasileiro Oriel Farías contou ao mundo sobre a incrível e ainda pouco conhecida onda OVNI que cobria o nordeste do Brasil, e que se concentrava na cidade de Guarabira. De acordo com Farías, a principal característica da onda de 98 era a enorme variedade de objetos relatados, variando de naves em forma de disco padrão a objetos maciços projetando poderosos feixes de luz. “Comprimentos de 30 metros foram relatados, do tamanho de um prédio de 20 andares”, ele escreve. A invasão de Guarabira começou em 3 de março de 1998 e foi liderada por 26 OVNIs sobrevoando a cidade às 18h45, quando as luzes se apagaram em Guarabira, e duraram até as 3h45 da madrugada, quando a energia retornou à cidade. Este apagão permanece inexplicado até hoje.

Quase 500 testemunhas em toda a França relataram ter visto uma verdadeira força de invasão de gigantescos triângulos negros em 5 de novembro de 1990. Em um artigo traduzido pelo autor George Andrews da OVNI-MAGAZINE, uma publicação do Banque Internationale de Données Ufologiques, foi dito que “… A trajetória de voo dessa armada de mais de 70 naves (que é um cálculo mínimo) estava a uma altitude de 1000 metros, algumas vezes no horizonte, voando em um curso horizontal depois de descer rapidamente dos céus, seguindo trajetórias paralelas distantes umas das outras por 5 a 25 quilômetros … Considerando os fatos da questão, implica que uma inteligência e tecnologia não-humanas foram responsáveis ​​pelos fenômenos”. A agência espacial francesa, CNES, com sede em Toulouse, atribuiu os avistamentos à desintegração do foguete soviético Gorizont na atmosfera superior, usando um telex recebido da NASA para fundamentar sua alegação, apesar das sérias discrepâncias entre os tempos de reentrada do booster e aqueles dos avistamentos. Os avistamentos registrados pela OVNI-MAGAZINE parecem indicar naves da mesma natureza das vistas na Bélgica e nos EUA: holofotes na parte de baixo da fuzelagem do veículo, holofotes que varreram o chão, ativação simultânea e desativação dos holofotes foram as características comuns. É interessante notar que quando os OVNIs foram relatados acima dos Pireneus em 31 de março de 1993, o CNES mais uma vez tentou rejeitar os avistamentos como a reentrada de outro impulsionador espacial russo que elevou o satélite ‘Cosmos’ 2238 em órbita na noite anterior.

Em 1981, Colin A. Phillips, da UFO Research, teve as seguintes palavras para compartilhar em uma reunião realizada em Adelaide, na Austrália:

Trinta anos após a grande invasão de OVNIs, na Terra, porque nenhuma guerra física foi travada, a batalha da mente foi perdida. Aqueles que têm conhecimento deste evento e ousam falar sobre isso, foram abafados com risos e ridicularizações, ou destruídos pelo assassinato de personagem. A audiência mundial, com sua visão provincial, horizontes estreitos e interesses escusos, não está pronta para esse novo conceito. No entanto, aqueles que falaram sobre gás do pântano e fatos degradados para as pistas, ainda estão ‘analisando cuidadosamente as evidências’, criando jargões OVNI, estatísticas e métodos de investigação, tentando fazer uma ciência do que o tempo todo foi um grande evento histórico. As visitas dos OVNIs à Terra dos anos 50 diminuíram agora e o verdadeiro trabalho dos grupos ovnilógicos deveria ser o de usar as melhores evidências para informar governos e cidadãos sobre o real significado deste evento em nossa civilização futura. Devemos ter um público informado de prontidão se os eventos da década de 1950 se repetirem.

(Fonte)


Tudo que posso dizer, como todos que acompanham o OVNI Hoje sabem, é que não haverá nenhuma invasão alienígena como mostrada nos filmes de Hollywood.  Eles já estão aqui há milhares de anos, e há a possibilidade de que sejamos somente parte de seu estudo.

Se vocês virem OVNIs bombardeando cidades, podem presumir imediatamente que se trata de umaoperação de bandeira falsa‘ como afirmam algumas pessoas:

Invasão alienígena de bandeira falsa poderá ocorrer em breve, alerta pesquisador

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh