web analytics

Planetas em outras galáxias são encontrados por astrônomos

Planetas em outras galáxias realmente existem, assim como também há planetas fora de nosso sistema solar:

planetas em outras galáxias

Foto meramente ilustrativa.

Estamos muito entusiasmados com esta descoberta. Esta é a primeira vez que alguém descobriu planetas fora de nossa galáxia. Estes planetas pequenos são os melhores candidatos para a assinatura que observamos neste estudo, usando a técnica de microlente gravitacional.

Analisamos a alta freqüência da assinatura modelando os dados para determinar a massa.

Essas foram as declarações de  Xinyu Dai, professor de física e astronomia da Universidade de Oklahoma, nos EUA.

Até este estudo, não houve evidências de planetas em outras galáxias. Uma equipe de astrofísica da Universidade de Oklahoma descobriu pela primeira vez uma população de planetas além da nossa galáxia, a Via Láctea. Usando o método microlente gravitacional – um fenômeno astronômico e o único método conhecido capaz de descobrir planetas em distâncias verdadeiramente grandes da Terra, os pesquisadores da UO foram capazes de detectar objetos extragalácticos que variam desde a massa da Lua até a massa de Júpiter .

Dai com o pesquisador pós-doutorado Eduardo Guerras, realizou a descoberta com dados do Observatório Chandra de raios-X da NASA, um telescópio no espaço que é controlado pelo Observatório Astrofísico Smithsoniano.

O efeito de lente gravitacional pode ser vista no centro, com quatro quasares a seu redor. Crédito Universidade de Oklahoma

Enquanto os planetas sejam frequentemente descobertos dentro da Via Láctea usando microlentes, o efeito gravitacional mesmo de objetos pequenos pode criar alta ampliação, levando a uma assinatura que pode ser modelada e explicada em outras galáxias.

Guerras disse:

Este é um exemplo de quão poderosa as técnicas de análise de microlente extragaláctica podem ser. Esta galáxia está localizada a 3,8 bilhões de anos-luz de distância, e não há a menor chance de observar estes planetas diretamente, nem mesmo com o melhor telescópio possível imaginado em um cenário de ficção científica.

No entanto, somos capazes de estudá-los, revelar sua presença e até ter uma idéia de suas massas. Esta é uma ciência muito legal.

Os modelos de microlentes foram calculados no Centro de Supercomputação da OU para Educação e Pesquisa.

 

(Fonte)

Colaboração: Lênio


Primeiramente os cientistas achavam que só havia planetas no nosso sistema solar. Isto é, somente desconfiavam que outros sistemas solares em nossa galáxia poderiam ter planetas, embora isso fosse algo muito óbvio, já que matematicamente não havia razão alguma para somente o nosso Sol ser a única estrela que contava com planetas. Aliás, considerando a questão matematicamente, isso seria uma impossibilidade.

Depois de confirmarem milhares de vezes a existência de planetas fora do nosso sistema solar em nossa galáxia, agora descobrem que existem mesmo planetas em outras galáxias, dentro de seus próprios sistemas solares.

Levando isso tudo em consideração, se pensarmos que a vida somente existe na Terra, assim como os cientistas tinham dúvidas de que outros sistemas solares poderiam ter planetas, seria um contrasenso fenomenal. Vida somente na Terra equivale a um desperdício imensurável de espaço. E pelo que sabemos, a natureza não desperdiça, somente prospera.

O fato dos cientistas dizerem que só vão aceitar a existência de vida fora da Terra depois que eles próprios encontrarem provas que os deixarem satisfeitos, não muda a realidade da natureza do nosso Universo.

Sim, bem como planetas espalhados em outros sistemas solares pela Via Láctea e planetas em outras galáxias, a vida existe lá fora e, possivelmente, já está nos visitando.

Quem viver, verá… (e talvez até mesmo que morrer).

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh