web analytics

Cientistas podem estar errados ao descartarem estrutura alienígena

No início deste mês, astrônomos que estavam estudando as misteriosas diminuições de brilho na estrela Tabby chegaram ao veredito de que não era uma estrutura construída por alienígena que está causando a diminuição do brilho daquele astro, mas sim poeira cósmica.

Será mesmo que eles possuem dados suficientes para declarar categoricamente isto como sendo um fato?

Tem gente que discorda dos cientistas:

Cientistas podem estar errados ao descartarem estrutura alienígena

Um dos subtextos contínuos da história em todos os recentes artigos de descoberta no espaço profundo e exoplanetas, para não mencionar aqueles que cobrem a acumulação de dados de planetas e luas dentro de nosso próprio Sistema Solar, é que a existência de vida alienígena não pode ser descartada. Como uma exceção a isso, em um estudo mais aprofundado da Estrela Tabby, a misteriosa estrela KIC 8462852 que perde seu brilho, revelou-se que a causa do efeito de escurecimento é provavelmente devido a um fenômeno natural, e poderia ser descartado que o efeito estranho fosse causado por uma megaestrutura alienígena ou algum projeto artificial de desenho alienígena.

Mas isso está correto?

Para ser preciso, de acordo com um artigo publicado no Phys.org, uma das principais co-autoras do estudo, cujo nome foi dado à estrela, Tabetha (Tabby) Boyajian da Universidade Estadual da Louisiana, observou que o brilho e sua diminuição da KIC 8462852 foi devido a uma enorme nuvem de poeira, e que “não era opaco, como seria de esperar de um planeta ou de uma mega-estrutura alienígena”. A conclusão foi derivada de meses de observação de dados da chamada “estrela que escurece”” – que está a mais de mil anos-luz da Terra – capturando quatro mergulhos separados no brilho do objeto. Ao estudar os vários comprimentos de onda, determinou-se que o efeito, se fosse uma obstrução mais sólida ou opaca, se apresentaria nos dados de escurecimento como uma similaridade na profundidade do comprimento de onda.

Jason Wright, da Universidade Penn State, também co-autor do estudo, apoia a conclusão de Boyajian. Ele escreve em seu blog, AstroWright, que o novo estudo sugere que “agora não temos motivos para pensar que as megastructuras alienígenas tenham qualquer coisa a ver com as diminuições de briho da Estrela Tabby”.

Embora eles possam estar corretos, a conclusão de Boyajian e Wright poderia ser falha quanto ao pensamento de que uma civilização extraterrestre tão avançada, para poder construir uma megaestrutura alienígena que poderia cercar (até mesmo parcialmente) algo tão grande quanto uma estrela, seria restringida a usar materiais que podem não permitir alguma filtragem. Ou seja, não obter comprimentos de onda semelhantes ou alguma uniformidade de comprimento de onda a partir dos dados do escurecimento da estrela podem não descartar uma mega estrutura alienígena, se uma enorme construção fosse feita usando materiais que permitissem que pelo menos uma parte da luz da estrela passasse.

E então, também existe a possibilidade de que o escurecimento seja causado por uma estrutura que só é parcialmente completa.

Para ser claro, uma esfera Dyson pode não ter que ser opaca ou fabricada com algum material absorvente sólido que absorva toda a luz, nem deve ser um produto alienígena acabado.

Claro, o escurecimento da estrela KIC 8462852 é provavelmente o resultado de “algo comum, pelo menos em uma escala cósmica”, como os autores escrevem em seu artigo que aparece no The Astrophysical Journal Letters. Mas afirmar que podemos descartar uma estrutura alienígena que oculta as estrelas não é algo preciso. Uma construção de um projeto alienígena é simplesmente, de acordo com a acumulação de dados, menos provável de ser real.

(Fonte)


Devo concordar com o autor do artigo acima, Norman Byrd. O que os astrônomos deveriam mesmo ter declarado é que é a causa do escurecimento da estrela é menos provável de ser uma megaestrutura alienígena, e não descartar com absoluta certeza de que não é. Afinal, eles só contam com os dados do escurecimento da estrela, mas não possuem nenhuma imagem da mesma. Só se pode afirmar com certeza essa questão se forem até lá.

Mas assim é a ciência de tendência predominante. Fogem da possibilidade de vida extraterrestre inteligente como o diabo foge da cruz.

n3m3

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh