web analytics

Como defender a Terra contra uma invasão alienígena

Em dezembro passado, o especialista em OVNIs e ex-funcionário do Ministério da Defesa do Reino Unido para assuntos relacionados ao fenômeno, Nick Pope, publicou o que ele diz ser um plano, caso fôssemos invadidos por alienígenas. (Aquele artigo pode ser lido clicando aqui.)

Agora, o canadense Albert. P. Venczel, um suposto contatado, mostra seu ponto de vista quanto ao documento que foi publicado por Pope, num artigo intitulado “How to defend Earth against an alien invasion“, ou em português, “Como defender a Terra contra uma invasão alienígena”.

Como toda a informação aqui publicada, este artigo de Venczel é apresentado aqui somente com o intuito de mostrar outros pontos de vista quanto a situação atual relacionada à possível visitação alienígena ao nosso planeta, e não significa que o OH subscreve a essas ideias. Veja:

defender a Terra contra uma invasão alienígena

Este escritor acredita que o documento produzido pelo ovniólogo britânico Nick Pope para o Ministério da Defesa do Reino Unido contém graves falhas que precisam ser abordadas. O principal problema que encontro com o documento do senhor Pope é que ele considera a ideia de uma invasão alienígena hostil, a partir de uma perspectiva enraizada exclusivamente no domínio material quando, na realidade, existem dois outros domínios que precisam ser levados em consideração: os reinos mental e espiritual.

Resumidamente, a diferença entre os reinos materiais, mentais e espirituais é a seguinte:

O Universo opera sob condições de relações Causa e Efeito. Para este escritor, a ‘Causa Final’ é Deus, que é onipotente, e que tem controle total sobre o ‘Efeito’, que é o domínio material.

Idealmente, nós, que existimos no domínio material, podemos usar a ponte do reino mental para conectar-mos à Causa (Deus) no domínio espiritual.

Infelizmente, a realidade é que a invasão alienígena começou há muito tempo, e não se parece com a invasão militar ordenada, do estilo Star Trek, prevista no documento do Ministério da Defesa de Pope.

A invasão alienígena real deve ser vista mais ao longo das linhas de uma infiltração furtiva, e as armas que estão sendo usadas não são armas a laser e torpedos de fótons, mas mudanças de forma, manipulação do tempo, telepatia, telequinesia e outras habilidades tão avançadas que Arthur C. Clark afirmou uma vez:

Qualquer tecnologia suficientemente avançada é indistinguível da magia.

Usando esses métodos, o inimigo extraterrestre se envolveu com sucesso através do reino mental para nos separar da Causa, interferindo assim com o nosso desenvolvimento espiritual.

Do registro histórico, Pope deve perceber que o inimigo é capaz de desativar nosso arsenal nuclear à vontade, e que eles o fizeram em diversas ocasiões. O que ele talvez não saiba é que eles são capazes de se engajar num nível de sabotagem tão sofisticado e muito mais avançado do que simplesmente desligar os ICBMs (Mísseis Balísticos Intercontinentais), para que essa façanha em particular se pareça como um truque de salão por comparação.

Nessa data avançada, é claro que não existe autoridade terrestre a quem possamos conceder nossa confiança incondicional. Há evidências abundantes que indicam que Aqueles que Estão no Poder – se você os chama de complexo militar-industrial ou Illuminatis – estão completamente infiltrados e comprometidos. Isso nos leva à percepção perturbadora de que, com toda a probabilidade, o documento de Nick Pope foi criado a pedido do inimigo e sob sua supervisão direta.

Isso ocorre porque, como examinamos em documentos anteriores, os alienígenas hostis estão se passando por seres humanos e estão executando muitos, senão a maioria, dos aspectos da cultura e dos governos da nossa sociedade.

Então, a situação é desesperadora?

Não, a situação não é desesperadora. Para o crédito do Popa, sua sugestão de formar uma colisão é boa. Mas precisa ser expandida para incluir aliados como uma civilização do Nível Um – ao qual eu pessoalmente ajudei no envio de visitantes humanos em missões de busca de fato – bem como os poderes espirituais superiores que podem ser encontrados através de certas práticas místicas.

Sem a assistência desses participantes no ‘Watergate Cósmico’ em curso, nossas chances de evitar a dominação, a subjugação e, em última instância, a aniquilação por uma presença alienígena são essencialmente nulas.

No entanto, apesar de nossos aliados nesta guerra estarem com o peso da batalha e fazendo a maior parte do trabalho pesado, isso não significa que não tenhamos um papel a desempenhar.
É aí que entra a nossa arma secreta. Você pode fazer a sua parte para o ‘esforço de guerra’, entendendo o que o inimigo mais teme, isto é, o fato de que o homem é ‘deus em construção’.

Uma vez que você tenha compreendido completamente as implicações desse conceito, você estará pronto para desenvolver suas próprias habilidades psíquicas até o ponto em que você for capaz de operar no 4º nível de consciência, dando a si mesmo a capacidade de realizar tais feitos sobrenaturais, que exercem controle sobre os elementos naturais até o ponto em que você poderá focar e direcionar a energia solar para uma arma devastadora de destruição em massa dirigida contra o inimigo. Isso é apenas um exemplo.

No entanto, mesmo que suas circunstâncias da vida determinem que você nunca se tornará um praticante de elite de superpoderes de PES, isso não significa que você não pode ajudar prestando sua própria consciência, através do poder de oração, em direção a uma guerra, um esforço de massa decisivo para alcançar vitória sobre um inimigo desumano.

É preciso remover o pensamento errôneo e a percepção errada de estarmos presos no domínio material. Se você opera a partir do domínio espiritual, você se tornará um instrumento muito benevolente e poderoso em benefício da humanidade. O custo de não fazer nada poderia muito bem ser a perda de sua alma imortal.

Como resultado da Divulgação do OVNI da Marinha-Pentágono em dezembro de 2017, uma separação está chegando, uma realidade separada está se desenrolando e as escolhas que alguém faz podem ter graves consequências para o futuro da humanidade.

– Albert Venczel, Ontário – Canadá

(Fonte)

ETs do bem e ETs do mal?  Será que uma raça que conseguiu chegar ao estágio tecnológico de transpor distâncias astronômicas, ou até mesmo interdimensionais sem se auto-destruir, não teria amadurecida o suficiente para não ser agressiva para com outras civilizações? O Universo não é grande o suficiente para acomodar as necessidades de recursos naturais de todos que nele moram, ou até mesmo que possam estar vindo de fora?

Estas e outras são questões que me pergunto constantemente quando falam em invasão alienígena.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh