web analytics

Qual é a aparência da vida extraterrestre inteligente?

“De uma perspectiva fundamental, a questão é ‘já aconteceu em outro lugar antes?'”, disse Adam Frank, professor de física e astronomia na Universidade de Rochester.

E é surpreendentemente provável que aqui não seja o único momento e lugar que uma civilização avançada evoluiu.

Se é surpreendentemente provável que a vida tenha evoluído em outro lugar, como Adam Frank propõe que eles se parecem?

Sam Levin, pesquisador em Departamento de Zoologia da Universidade de Oxford, disse:

Ao prever que os extraterrestres passaram por grandes transições – que é como a complexidade surgiu em espécies na Terra – podemos dizer que existe um nível de previsibilidade para a evolução, o qual faria com que eles se pareçam como nós.

Qual é a aparência da vida extraterrestre inteligente

Os filmes de Hollywood e a literatura de ficção científica alimentam a crença de que alienígenas são seres mundanos, monstruosos, que são muito diferentes dos humanos. No filme A Chegada, uma linguista é encarregada de descobrir como se comunicar com alienígenas que pousam na Terra. Visualmente, os alienígenas – chamados heptapods mostrados acima – embora não sejam humanos, seus movimentos sutis fluidos e a atmosfera densa em que eles respiram se encaixam com nossa idéia de possibilidade biológica. Como formas de vida extraterrestre, eles parecem verdadeiramente viáveis, até mesmo reais, com uma forte semelhança com a vida mais alienígena da Terra: cefalópodes – lulas e polvos.

Em contraste, o filme de Ridley Scott, Prometheus, abre com um alienígena semelhante aos humanos que se sacrifica depois de consumir um líquido escuro, atuando como um ‘jardineiro no espaço’ para trazer a vida ao mundo. Em 2089, os arqueólogos Elizabeth Shaw e Charlie Holloway descobrem um mapa de estrelas na Escócia que coincide com outros de várias culturas antigas desconectadas. Eles interpretam isso como um convite dos precursores da humanidade, os ‘Engenheiros’. Peter Weyland, o idoso CEO da Weyland Corporation, financia uma expedição, a bordo da nave científica Prometheus, para seguir o mapa até a lua distante LV-223, pousando na superfície estéril e montanhosa perto de uma grande estrutura artificial, que a equipe explora . No interior, encontram-se cilindros de pedra, uma estátua monolítica de cabeça humanoide e o cadáver decapitado de um grande alienígena, considerado um engenheiro; Shaw recupera a cabeça. A tripulação encontra outros corpos, levando-os a supor que a espécie está extinta.

Nova pesquisa sugere que poderíamos ter mais em comum com nossos vizinhos extraterrestres, do que se pensava inicialmente. Em um estudo publicado no International Journal of Astrobiology, cientistas da Universidade de Oxford mostram pela primeira vez como a teoria evolutiva pode ser usada para apoiar previsões alienígenas e entender melhor seus comportamentos. Eles mostram que os alienígenas são potencialmente moldados pelos mesmos processos e mecanismos que moldaram os seres humanos, como a seleção natural.

A teoria apoia o argumento de que as formas de vida alienígenas são submetidas a uma seleção natural, e são como nós, evoluindo para serem mais adequadas e mais fortes ao longo do tempo.

Sam Levin, pesquisador do Departamento de Zoologia de Oxford, disse:

Uma tarefa fundamental para os astrobiólogos (aqueles que estudam a vida no cosmos) é pensar sobre como seria a vida extraterrestre. Mas fazer previsões sobre alienígenas é difícil. Temos apenas um exemplo de vida – vida na Terra – para extrapolar. As abordagens passadas no campo da astrobiologia têm sido amplamente mecanicistas, tomando o que vemos na Terra e o que sabemos sobre química, geologia e física para fazer previsões sobre alienígenas.

Em nosso artigo, oferecemos uma abordagem alternativa, que é usar a teoria evolutiva para fazer previsões que são independentes dos detalhes da Terra. Esta é uma abordagem útil, porque as previsões teóricas serão aplicadas aos alienígenas que não são baseados em silício, não possuem DNA , e respiram nitrogênio, por exemplo.

Usando essa idéia de seleção natural alienígena como uma estrutura, a equipe abordou a evolução extraterrestre e como a complexidade surgirá no espaço.

A complexidade da espécie aumentou na Terra como resultado de um punhado de eventos, conhecidos como ‘transições importantes’. Essas transições ocorrem quando um grupo de organismos separados evolui para um organismo de nível superior – quando as células se tornam organismos multicelulares, por exemplo. Tanto a teoria como os dados empíricos sugerem que são necessárias condições extremas para que transições importantes ocorram.

O artigo também faz previsões específicas sobre a composição biológica de alienígenas complexos e oferece um grau de percepção sobre como eles possam parecer.

Levin acrescentou:

Ainda não podemos dizer se os alienígenas caminharão em duas pernas ou terão grandes olhos verdes. Mas acreditamos que a teoria evolutiva oferece uma ferramenta adicional única para tentar entender como eles serão, e mostramos alguns exemplos dos tipos de fortes previsões que podemos fazer com ela.

Ao prever que os alienígenas passaram por grandes transições – como a complexidade surgiu em espécies na Terra – podemos dizer que existe um nível de previsibilidade para a evolução que faria com que eles pareçam como nós.

Como os seres humanos, prevemos que eles são constituídos por uma hierarquia de entidades, que cooperam para produzir um alienígena. Em cada nível do organismo, haverá mecanismos para eliminar conflitos, manter a cooperação e manter o organismo funcionando. Podemos até mesmo oferecer alguns exemplos de como esses mecanismos serão.

Somente em nossa galáxia, existem potencialmente centenas de milhares de planetas habitáveis. Não podemos dizer se estamos ou não sozinhos, mas demos um pequeno passo na resposta, se não estamos sozinhos, como são os nossos vizinhos.

(Fonte)

Toda a probabilidade aponta para o fato de que não estamos sós, e é até mesmo possível que algumas dessas raças alienígenas estejam nos visitando. 

Mas para confirmarmos isso, precisamos estudar com rigor científico o fenômeno dos OVNIs, a fim de sabermos quem realmente são os responsáveis por ele.

Uma pena que os cientistas de tendência predominante fogem covardemente do estudo sério deste fenômeno. Afinal, se eles dizem que isso é coisa para malucos, então que ajam como verdadeiros homens da ciência e provem incontestavelmente aquilo que afirmam, com o devido rigor científico, e não só com convicções pessoais.

Contudo, talvez esse estudo não seja mesmo para eles:

Entenda porque a comunidade científica tem medo do fenômeno dos OVNIs

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh