web analytics

A Antártica possui mais mistérios do que estão nos contando

A Antártica possui mais mistérios

Aproximadamente 98% da superfície antártica é coberta por uma camada de gelo com uma espessura média de 1,6 km.

A Antártica é a região polar do sul da Terra, que inclui o continente antártico e as regiões sul dos oceanos adjacentes. Com 14,0 milhões de quilômetros quadrados, é o quinto maior continente, depois da Ásia, África, América do Norte e América do Sul. Aproximadamente 98% da superfície antártica é coberta por uma camada de gelo com uma espessura média de 1,6 km.

A Antártida, em média, é o continente mais frio, seco e ventoso, e tem a maior altitude média de todos os continentes. A Antártica é considerada um deserto com precipitação anual de apenas 200 mm ao longo da costa e muito menos no interior. Não existe uma residência humana permanente no continente, mas entre 1.000 e 5.000 pessoas vivem ao longo do ano em estações de pesquisa espalhadas por todo o continente. Apenas plantas e animais adaptados ao frio sobreviveram lá, incluindo pinguins e pinípedes, nematódeos e muitos tipos de algas e outros organismos, bem como a vegetação da tundra.

Embora os mitos e as especulações sobre uma Terra Australis (“Terra do Sul”) datam da antiguidade, o primeiro marco confirmado do continente foi realizado em 1820 pela expedição russa de Fabian Gottlieb von Bellingshausen e Mikhail Lazarev. No entanto, o continente permaneceu em grande parte negligenciado durante o resto do século XIX devido ao seu ambiente hostil, falta de recursos e isolamento.

O Tratado Antártico de 1959 foi inicialmente assinado por 12 países; Até agora, 46 países assinaram o tratado. O Tratado proíbe atividades militares e mineração, apoia pesquisas científicas e protege o ecossistema do continente. Uma média de mais de 4.000 cientistas de muitas nacionalidades e diferentes interesses de pesquisa realizam vários experimentos.

A Antártica, parece esconder muitos segredos e coisas misteriosas. Um fato importante e interessante é que, sob a espessa camada de gelo, que mede pelo menos 2000 metros, existe um ecossistema inteiro que funciona com parâmetros ótimos.
Antártica

Na Antártica, há oito vezes mais gelo do que o Polo Norte. Seu derretimento aumentaria o nível do oceano em 60 a 65 metros. A Antártica é o continente mais frio da Terra.

A temperatura planetária mais baixa foi registrada la’em 1983 pela estação de pesquisa russa chamada Vostok, com a temperatura de -89,2 ° C. Interessante é o fato de que este enorme continente de gelo é o maior reservatório de água doce do mundo. Cerca de 70% da água doce do mundo está lá.

Os pesquisadores nos informam que sobre a Antártica há um enorme buraco de ozônio. Nestas condições, o buraco de ozônio não teria os atributos necessários para formar, e por esse motivo, representa um verdadeiro desafio para os especialistas.

Um fenômeno misterioso supostamente ocorre sob a camada de gelo. Esse fenômeno, ainda não descoberto, gradualmente consome a camada de ozônio e assim teria formado esse buraco. Esse fenômeno gera radiação extremamente poderosa. Por outro lado, outra teoria argumenta que a formação deste buraco se deve às atividades industriais das pessoas. Mas por que é formado acima da Antártica, um lugar onde não há indústria, e não em outras partes do globo?

Um dos lugares mais misteriosos da Antártica, que foi explorado, é o Lago Vostok. O doutor Anton Padalka, juntamente com sua equipe, conseguiu descobrir muitos seres que parecem se separar de um mundo paralelo. Um deles é chamado de Body 46-B e é um enorme polvo com 14 tentáculos que pode paralisar sua presa a uma distância de 45 metros.

Durante esta expedição, dois eruditos foram mortos por este monstro. Os cientistas afirmam que esse espécime não foi encontrado em qualquer lugar na Terra, e seu instinto de matar é altamente desenvolvido.

 

A conexão entre Hitler e a Antártida

As primeiras expedições alemãs à Antártida ocorreram desde 1901-1903. A partir de 1938, os nazistas começaram a enviar inúmeras expedições para a região Antártica de Queen Maud. A maioria dessas expedições frequentes e constantes saíam da África do Sul. Mais de 370 mil quilômetros quadrados foram mapeados, com os alemães descobrindo vastas áreas que não eram cobertas por gelo, lagos de água quente e inúmeras cavernas.

Várias equipes científicas foram enviadas para essas áreas: botânicos, zoólogos, biólogos marinhos, etc., nas quais muitas divisões do governo nazista estavam envolvidas em missão secreta. Todas essas expedições culminaram na reivindicação da Alemanha a esses territórios. O nome escolhido para esta colônia foi Neuschwabenland.

Antes do final da Segunda Guerra Mundial, dois submarinos, U-530 e U-977, levaram à Antártica cientistas para estudos no campo dos discos anti-gravidade e toda a logística necessária. Os dois submarinos alemães foram capturados na costa argentina e as tripulações foram interrogadas pela Marinha dos EUA. No hemisfério sul no verão de 1946-1947, a Marinha dos EUA parece ter “invadido” a Antártida com um grande número de soldados e a operação chamada Highjump foi classificada como secreta em 1958. Três bombas nucleares foram detonadas na região como parte de outra operação secreta dos EUA, com codinome Argus.

 

O buraco gigante na Antártida

Um enorme buraco estava se alastrando no meio do Mar de Weddell, um vasto deserto de gelo da Antártica. Esta não é a primeira vez que isso acontece.

O buraco é uma espécie polínia, um canal navegável entre o gelo do mar. Mas esta abertura do Mar de Weddell é totalmente única, dizem os cientistas, de acordo com o Business Insider.

É a distância que definitivamente o diferencia de fenômenos similares, que geralmente aparecem perto, e não fora da costa.

Em 1974 foi o ano em que os pesquisadores viram pela primeira vez o fenômeno na Antártica. Então o canal desapareceu, para reaparecer dois anos depois durante um inverno australiano, para fechar novamente sob toneladas de gelo.

Décadas depois, em 2016, um satélite da NASA detectou o reaparecimento da polínia, mas significativamente menor que a do século XX.

Dentro de um ano, a abertura aumentou exponencialmente, mas, mesmo assim, é cinco vezes menor do que a de 1974.

Os cientistas não culpam esse fenômeno ao aquecimento global, mas consideram que faz parte de um processo cíclico mas misterioso, para o qual não possuem explicações claras.

Por que a polínia ocorreu na década de 1970 e depois desapareceu recentemente? A polínia apareceu antes de 1970 e estamos testemunhando um processo periódico que acontece a cada 40 anos? No entanto, se ela ocorreu antes da primeira ocorrência registrada, não temos evidências científicas sobre isso, explicou Willy Weeks, uma geofísica da Universidade do Alasca.

“Realmente não sabemos o que está acontecendo”, disse Catherine Heuze, da Universidade de Gotemburgo. Os especialistas esperam descobrir mais sobre a polínia com um projeto financiado pela National Science Foundation, que estuda o clima no Oceano Antártico.

Um flutuador robótico foi enviado ao Mar de Weddell para obter dados relevantes.

(Fonte)

Mas os mistérios da Antártica não param por aí. Sendo esse um continente afastado de tudo e com pouco acesso às pessoas além de um limitado grupo de cientistas, muitas histórias circulam pelo planeta a respeito dele, inclusive que lá se encontram bases alienígenas, e até que os anjos caídos lá estão, aprisionados pelo gelo.

Veja alguns artigos interessantes que afirmam que algo de misterioso realmente ocorre por lá:

Antártica e os Anjos Caídos aprisionados, do Livro de Enoque

Ex-oficial naval diz ter visto entrada para base alienígena na Antártica

Visita à Antártica confirma a descoberta de uma civilização que foi congelada instantaneamente

Veículos estranhos são encontrados em local de possível queda de OVNI, na Antártica

 

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh