web analytics

NASA se recusa a explorar certas áreas de Marte que podem conter vida

 Pesquisadores têm implorado por permissão para explorarem áreas intocadas de Marte nas quais eles acreditam conter vida alienígena.

NASA se recusa a explorar certas áreas de Marte

Um grupo de cientistas está propondo que os jipe-sondas investiguem áreas do Planeta Vermelho descritas como “regiões especiais”.

No site da NASA, essas áreas são definidas como “a vida terrestre pode ter o potencial de proliferar se for introduzida”.

O Centro de Astrobiologia em Madri acredita que estas áreas podem acolher formas de vida extraterrestre agora mesmo, e assim conduziu um estudo mapeando uma exploração em potencial para encorajar uma nova missão.

Porém, se faz necessário necessário superar as diretrizes de proteção planetária que restringem a exploração a essas zonas, devido ao risco de contaminação.

O líder do grupo – Alberto G Fairen – disse à AstroWatch:

As políticas de proteção planetária são uma das principais razões pelas quais não estamos procurando vida em Marte nos últimos 40 anos.

Relaxar as políticas permitirá retomar uma exploração biológica séria do planeta.

A proteção é necessária, mas não a superproteção atual. As políticas atuais colocam regiões especiais bem fora do alcance de qualquer exploração biológica.

Defendemos o relaxamento das políticas e o acesso às regiões especiais para robôs com nível de limpeza similar ao do Curiosity.

Em seu estudo – intitulado Searching for Life on Mars Before It Is Too Late (Procurar por Vida em Marte Antes que Seja Tarde Demais) – o grupo exorta que as leis a serem relaxadas o mais rápido possível.

Fairen acrescentou:

O que destacamos aqui é um problema de tempo: se tivéssemos ainda 50 ou 70 anos sem presença humana prevista em Marte à nossa frente, poderíamos simpatizar com abordagens mais conservadoras para a busca da vida marciana existente. Mas missões tripuladas já estão planejadas e orçadas para menos de 20 anos a partir de hoje.

ExoMars também está proibido de se aproximar de regiões especiais, com o resultado de que ele está livre para procurar vida em todos os lugares em Marte, exceto nos lugares em que suspeitamos que a vida possa existir.

O relatório também sugere que a tecnologia robótica é feita “pronta para vôo” na busca de evidências de vida.

(Fonte)

A NASA tem, desde sempre, se mostrada relutante em procurar seriamente pela presença de vida em Marte, e tem refutado todos os cientistas que dizem ter encontrado vestígios de vida vinda de lá, como foi o caso de alguns meteoritos marcianos encontrados na Terra, os quais mostravam sinais de vida microbiana.

Quanto a ‘falácia’ da contaminação, como já comentado aqui no OH, dizer que as sondas não podem se aproximar dessas “áreas especiais” porque irão contaminá-las é uma desculpa esfarrapada para não permitir a descoberta oficial da vida, pois, segundo a própria NASA, há vento em Marte e a poeira está constantemente circulando pelo planeta. Assim, qualquer micróbio que tivesse pego carona nas sondas terrestres já teria se espalhado pelo planeta, o que torna essa “preocupação” agora desnecessária. O que tinha quer ser contaminado, já está. E, é claro, assim que alguma sonda hiper-esterilizada for permitida de retornar resultados mostrando vida por lá, a NASA vai dizer exatamente isso: o que foi encontrado e micróbio trazido pelo vendo de outras sondas não tão estéreis que lá estão. Querem apostar?

Assim, qual é o medo da NASA? Afinal, eles empregam cientistas ou políticos?

Possível evidência de vida em Marte é destruída pela NASA, alega cientista que trabalhou para a agência

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh