web analytics

Olhando a questão dos híbridos alienígenas-humanos

Embora a maioria das pessoas, quando perguntadas, dizem que aqueles que alegam ter sido abduzidos por alienígenas, ou são loucos, ou estão inventando uma história para chamarem a atenção, por mais fantásticas que suas histórias possam parecer, há muitas coisas que não podem ser ignoradas.

O jornalista Nick Redfern, que tem estado em contato com pessoas que alegam ter sido abduzidas, publicou mais um artigo interessante no site mysteriousuniverse.org, que nos coloca para pensar, pois são várias as pessoas que relatam histórias muito parecidas com esta. Veja:

híbridos alienígena-humanos

Com tem mostrado a investigação do fenômeno de abdução alienígena, vários abduzidos por alienígenas relatam ter sido levados para salas que estão em absoluto contraste com os ambientes estéreis e limpos – e quase obsessivamente – a bordo dos OVNIs. Nestes casos em particular, os abduzidos entram em um ambiente no qual os que são chamados de “filhos híbridos” recebem brinquedos para brincarem. É como se uma tentativa concertada fosse feita para humanizar os híbridos ainda mais. Se isso é feito a partir de uma perspectiva positiva da cooperação entre espécies e cruzamento, ou se é feito para garantir que os híbridos possam se infiltrar com mais sucesso na sociedade humana de uma maneira sinistra e hostil, muito continua a ser visto. Também é muito dependente de qual lado da cerca você está. Possivelmente, você pode ser de opinião que toda a questão é completa e absolutamente absurda . Ou, apenas matéria de ficção.

Apesar da natureza bizarra e polêmica de tais histórias, não há dúvida de que tais relatórios abundam. Tome, por exemplo, a história de Jennifer, que morou toda sua vida em Nova Jersey (EUA). Em seus trinta e poucos anos, ela lembrou conscientemente dos encontros com os chamados “Grays” extraterrestres desde a sua infância, assim como sua mãe. Até sua avó tem lembranças vagas de encontrar um grupo de “homens pequenos” nos bosques de Nova Jersey, durante os meses de verão, em algum momento da década de 1940; algo que enfatiza o aspecto contínuo e multi-geracional desses eventos que tantas pessoas relatam. Além de suas interações conscientes que ela lembra com os grays, Jennifer conseguiu tirar mais lembranças das profundezas de sua mente e subconsciente via hipnose. Uma lembrança, em particular, se destaca em termos de relevância para o tema deste artigo. E em termos de sua profunda estranheza também.

Embora Jennifer não tenha lembranças de interações com bebês híbridos, ela tem lembranças de ter sido tirada de sua casa, em 2009, para o que ela descreveu como “uma base militar antiga, mas fechada”, onde encontrou crianças híbridas. Notavelmente, existem outros exemplos de instalações oficiais abandonadas que aparentemente são usadas em situações relacionadas às abdução. As lembranças hipnoticamente recuperadas de Jennifer começaram com o fato dela sair do que primeiro achou ser um grande sedã preto, mas que, em retrospectiva, ela acreditava ter sido um OVNI que pousou. A imagem do carro, então, talvez seja uma memória filtro projetada para mascarar, ou pelo menos confundir, a verdadeira natureza do evento. Ela então lembra ter sido guiada, em um estado um tanto grogue e nebuloso, a um elevador por três figuras anãs que achou difícil lembrar em termos de suas aparências físicas. No entanto, o que não teve dificuldade em lembrar foi o que aconteceu depois.

Após o que ela percebeu como uma descida incrivelmente longa no elevador, Jennifer foi levada à uma sala grande que estava cheia de duas coisas: (A) um grupo de cinco ou seis crianças híbridas, todas, menos uma, meninas; e (B) uma infinidade de brinquedos. Jogados pelo chão estavam ursos de pelúcia, bonecas e uma grande quantidade de cachorros fofinhos de brinquedo. Os híbridos – magros, de aparência doentia, cabelos amarelos e aparentemente desinteressados ​​nos brinquedos – estavam sentados em cadeiras colocadas em uma fileira contra uma das paredes.

Foi o “trabalho” de Jennifer – como ela escreveu – tentar encorajar as crianças a brincarem com os brinquedos, algo em que ela apenas foi parcialmente bem sucedida. Duas das crianças realmente sorriram e até mesmo riram quando Jennifer jogou suavemente um par de ursinhos em sua direção. as outras mostraram pouco mais do que desinteresse. Muitas vezes, Jennifer foi instada a interagir com os híbridos. E em cada ocasião, a resposta foi longe de ser encorajadora. Evidentemente, os sequestradores de Jennifer perceberam que as coisas não estavam indo bem e ela finalmente foi encaminhada para a porta. Mais uma vez, sua mente estava repleta com imagens de sentar-se em um sedã preto e ser levada de volta para sua casa. No entanto, bem como com a chegada à instalação, ela tinha profundas suspeitas de que a imagem do carro era, efetivamente, “implantada” em sua mente e não contava a história verdadeira e completa de como ela acabou indo profundamente para o subsolo.

Um sonho extremo do tipo fantástico ou algo muito mais? Eu não tenho a resposta, mas tendo ficado com Jennifer em várias ocasiões, não a vejo como uma pessoa louca, que inventa fantasias ou seja mentirosa. Vejo Jennifer como alguém que procura respostas para um mistério que dominou e ditou grande parte de sua vida.

(Fonte)

Seriam todas essas histórias de abdução e híbridos alienígenas-humanos fruto de imaginações férteis.  Ou talvez seriam sonhos noturnos destas pessoas, possivelmente compartilhados por uma consciência coletiva; ou ainda, realmente há algo bizarro ocorrendo embaixo de nossos narizes, talvez até mesmo com a participação ou anuência de alguns governos mundiais?

Estamos longe de sabermos a verdade sobre esses casos, pois embora muitas das pessoas que reportam essas experiências estejam comprovadamente mentindo, outras não.  Assim, enquanto isso, essas questões são facilmente descartadas pelos céticos como sendo estórias de ficção científica.

Contudo, uma história que está sendo difícil de ser descartada pelos céticos é a do Travis Walton. Tanto ele como todas as testemunhas de seu caso, (colegas de trabalho que o viram ser nocauteado pelo OVNI), passaram por vários testes de detectores de mentiras, o que apoia ainda mais suas declarações:

“Alienígenas acidentalmente me mataram, mas me ressuscitaram”, alega Travis Walton

Abdução: Entrevista com Travis Walton

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh