web analytics

Poderiam as Rajadas Rápidas de Rádio ser evidência de tecnologia alienígena?

Estas informações já foram publicadas aqui no OH anteriormente, mas já que a comunidade de astrônomos insiste em republicá-la, aqui está novamente para sua apreciação:

evidência de tecnologia alienígena

O teórico Avi Loeb, do Centro Harvard-Smithsonian para a Astrofísica, disse:

Rajadas rápidas de rádio são extremamente fortes, dada a sua curta duração e origem a grandes distâncias, e não identificamos uma possível fonte natural com qualquer confiança.

Uma origem artificial vale a pena contemplar e verificar.

Primeiramente descobertas em 2007, menos de duas dúzias foram detectadas por gigantescos radiotelescópios como o Parkes Observatory na Austrália ou o Observatório de Arecibo em Porto Rico. Elas são emitidas a partir de galáxias distantes, a bilhões de anos-luz de distância.

A busca por inteligência extraterrestre procurou por muitos sinais diferentes de vida extraterrestre, desde transmissões de rádio até flashes de laser, sem sucesso. No entanto, pesquisas recentes sugerem que fenômenos misteriosos chamados rajadas rápidas de rádio, flashes de emissão de rádio de duração de milisegundos, poderiam ser evidências de tecnologia externa avançada. Especificamente, essas explosões podem ser vazamentos de transmissores de tamanho planetário que alimentam sondas interestelares em galáxias distantes.

Loeb e seu co-autor Manasvi Lingam (Universidade de Harvard) examinaram a viabilidade de criar um transmissor de rádio forte o suficiente para que fosse detectável em distâncias tão imensas. Eles descobriram que, se o transmissor fosse alimentado por energia solar, a luz do sol caindo em uma área de um planeta com o dobro do tamanho da Terra seria suficiente para gerar a energia necessária.

Um projeto de construção tão vasto está muito além da nossa tecnologia, mas dentro do domínio da possibilidade de acordo com as leis da física.

Lingam e Loeb também consideraram se esse transmissor seria viável a partir de uma perspectiva de engenharia, ou se as tremendas energias envolvidas derreteriam qualquer estrutura subjacente. Novamente, eles descobriram que um dispositivo refrigerado à água, duas vezes o tamanho da Terra, poderia resistir ao calor.

Eles então perguntaram, por que construir um tal instrumento em primeiro lugar?

Eles argumentam que o uso mais plausível desse poder é a condução das velas de luz interestelar. A quantidade de energia envolvida seria suficiente para empurrar uma carga útil de um milhão de toneladas, ou cerca de 20 vezes os maiores navios de cruzeiro na Terra.

Lingam acrescentou:

Isso é grande o suficiente para transportar passageiros vivos através de distâncias interestelares ou mesmo intergalácticas.

Para alimentar uma vela leve, o transmissor precisaria focar um feixe continuamente. Observadores na Terra veriam um breve flash porque a vela e seu planeta, estrela e galáxia estão se movendo em relação a nós. Como resultado, o feixe varreria o céu e apenas apontaria em nossa direção por um momento. As aparências repetidas do feixe, que foram observadas, mas não podem ser explicadas por eventos astrofísicos cataclísmicos, podem fornecer pistas importantes sobre sua origem artificial.

Loeb admite que este trabalho é especulativo. Quando perguntado se ele realmente acredita que qualquer explosão de rádio rápida se deve a alienígenas, ele respondeu:

A ciência não é uma questão de crença, é uma questão de evidência. Decidir o que é provável antes do tempo limita as possibilidades. Vale a pena colocar ideias lá e deixar que os dados sejam o juiz.

(Fonte)

n3m3

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh