web analytics

Escrita oculta de 30.000 anos em Sacsayhuamán poderia reescrever nossa história

Uma teoria altamente provocadora foi apresentada por um pesquisador, sugerindo que o fabuloso templo Sacsayhuamán no Peru possa conter uma escrita oculta de 30.000 anos de idade.

Uma descoberta dessa magnitude poderia facilmente reescrever não apenas a nossa compreensão da Idade da Pedra, mas também a história mundial.

Sacsayhuamán, localizado nos arredores da antiga capital inca do Cuzco, é uma das fortalezas mais impressionantes e misteriosas dos Andes.

Escrita oculta de 30.000 anos

Sacsayhuamán – Todos os blocos estavam encaixados – sem argamassa – tão precisamente que mesmo um medidor de espessura não poderia ser inserido entre eles.

Sacsayhuamán permanece envolto em mistério. A questão de como as rochas de Sacsayhuamán foram transportadas ainda permanece sem resposta. Poderiam os ângulos das pedras possivelmente lançar mais luz sobre o enigma de Sacsayhuamán?

Dr. Derek Cunningham, autor e pesquisador, apresentou uma teoria controversa e altamente intrigante.

Com base em seus estudos sobre o complexo de Sacsayhuamán, ele concluiu que os ângulos curiosos formados por essas pedras revelam o conhecimento inca antigo dos alinhamentos astronômicos da Lua, do Sol e da Terra, além do conhecimento dos eclipses lunares e solares.

Vista parcial do complexo de Sacsayhuamán

Isso talvez não seja tão surpreendente porque muitos templos antigos foram alinhados astronomicamente .

No entanto, o que o Dr. Cunningham está sugerindo é pouco ortodoxo, porque sua hipótese gira em torno do pensamento de que nossos antepassados desenvolveram “a escrita” há pelo menos 30.000 anos, de uma forma geométrica de texto que se baseia no movimento da Lua e do Sol.

Ele afirma que esse antigo texto astronômico, idêntico ao observado em Sacsayhuamán, também é encontrado nas cavernas de Lascaux e Chauvet na Europa, o esqueleto africano esculpido de ishango, e uma pedra esculpida de aproximadamente 30 mil anos encontrada no Sítio Paleolítico de Shuidonggou na China.

O Dr. Cunningham ficou interessado em Sacsayhuamán quando notou pela primeira vez uma série de padrões de terra incomuns localizados perto de alguns sites escoceses. Esta descoberta levou-o a olhar para outros sites antigos com a esperança de encontrar algumas semelhanças, e ele o fez.

Ele descobriu que os ângulos das pedras de Sacsayhuamán revelam algo extraordinário.

O Dr. Cunningham disse:

Cada valor astronômico (existem 9 valores padrão no total) foi escolhido por astrônomos antigos para auxiliar a previsão de eclipses. Esses termos astronômicos são uma mistura de valores que os astrônomos usam para medir o tempo (o mês sideral de 27,32 dias) e valores para determinar quando a Lua, a Terra e o Sol se alinham nos nós. Isso inclui o uso do ciclo nodal de 18,6 anos da Lua, o período de 6,511 meses draconianos entre as estações do eclipse e também o ângulo de inclinação de 5,1 graus da órbita da Lua. Os valores remanescentes normalmente são meio-valores de vários termos lunares, ou valores conectados à diferença de 11 dias entre os anos lunar e solar.

Alinhamentos astronômicos complexos do templo de Sacsayhuaman. Crédito da imagem: Dr. Derek Cunningham

O Dr. Cunningham acredita que os cientistas devem concentrar sua atenção na escrita escondida descoberta em Sacsayhuamán.

Ele afirma:

Agora, evidências substanciais também foram descobertas que esta escrita arcaica foi usada, talvez quase continuamente, até 500 anos atrás.

Recentemente, a análise das estatuetas de Muisca Tunjo da Colômbia descobriu evidências de que elas foram construídas exatamente no mesmo design astronômico que estatuetas da Era do Bronze, descobertas em Chipre.

Esta descoberta de tal possível uso “recente” de um texto da Idade da Pedra, então, me levou a dar uma nova olhada em torno da arquitetura Inca do século XV até o século XVI, que é famosa por seus fabulosos e intrincados muros de interligação.

A pergunta que fiz foi se poderiam as maciças muralhas poligonais de Sacsayhuamán serem alinhadas aos mesmos valores astronômicos usados ​​nas estatuetas Muiscan colombianas e o Gigante Atacama do Chile?

O resultado surpreendente é sim.

Um exemplo de parede de Sacsayhuamán. Desenho de cortesia Derek Cunningham

Segundo exemplo da parede de Sacsayhuamán. Desenho de cortesia Derek Cunningham

Cunningham acrescenta:

O que é poderoso nesta nova teoria é que ela é muito simples e fácil de testar.

Obviamente, é necessário um trabalho adicional. As imagens de satélite não podem assumir o lugar do trabalho de campo direto, e as fotografias colocadas online podem ter distorções, mas até agora os dados obtidos parecem altamente consistentes.

O Dr. Cunningham não tem medo de críticas:

Sinceramente, não me importo se estou certo ou errado sobre isso.

Tudo o que encontrei até agora é que os dados são o que são. O potencial da ideia de explicar algumas coisas sobre tantos sítios, tanto o das pirâmides do Egito até o Gigante Atacama no Chile é, obviamente, muito controverso, e deveria ser. Mas, se correto, poderia reescrever alguns aspectos da nossa compreensão não só da Idade da Pedra, mas também da história mundial.

Se, por outro lado, os cientistas provarem que essa teoria astronômica específica esteja errada, então podemos seguir em frente, sabendo que ela foi suficientemente testada.

O que é mais intrigante, é que uma nova janela completa foi aberta para o passado.

(Fonte)

Interessante como todos os povos da antiguidade tinham essa fixação pelas estrelas. Seria porque foi de lá que vieram os “deuses”?

Veja nesse artigo abaixo porque os nativos norte americanos não têm medo dos alienígenas:

Os nativos americanos não temiam os ETs. Veja o porquê…

n3m3

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh