web analytics

A forma com que a ciência tenta contato com os ETs

Nos últimos dois anos tenho notado um aumento no interesse da impressa corporativa a respeito da questão de um possível contato extraterrestre.

Aqui está mais um artigo publicado este mês, desta vez pelo site da revista estadunidense Popular Mechanics, sobre este tema.

Veja:

ciência tenta contato com ETs

 

Por décadas, temos tentado escutar por mensagens vindas de vida inteligente, mas sem sucesso. “Mas e se outras civilizações também simplesmente estão escutando e não transmitindo?” pergunta Douglas Vakoch, que fundou o METI em 2015, e é o ex-diretor da Interstellar Message Composition for the Search for Extraterrestrial Intelligence –(Composiçao de Mensagem Interestelar para a Procura por Extraterrestres).

METI almeja estrelas que estão a apenas entre 10 a 20 anos-luz de distância da Terra, na esperança de estabelecer um diálogo que possa ocorrer durante mera décadas e não milhares de anos. Usando transmissores ópticos e de rádio, ele envia pulsos que transmitem matemática básica e física. Vakoch diz:

É provável que tenhamos essas coisas em comum com extraterrestres capazes de trocar sinais de rádio.

O programa também repete sua mensagem para a mesma estrela durante meses. “Essa repetição é um pré-requisito para confirmar sinais credíveis em nossos projetos SETI”, diz Vakoch. “Então, se os astrônomos em outros mundos os detectarem, eles podem ter certeza de que vêm da vida inteligente”.

Eles ainda não fizeram contato (pelo que nos foi contado), mas o recente aumento de descobertas de exoplanetas potencialmente habitáveis, como o sistema TRAPPIST-1 anunciado em fevereiro, dá ao METI 52 planetas para se concentrar em meio à uma galáxia de 100 bilhões de opções.

Então, quando vamos ouvir de volta? “Se tivermos uma sorte incrível, poderíamos receber uma resposta ainda durante nossa vida”, diz Vakoch. Mais realista, ele admite, pode levar milênios.

(Fonte)

Enquanto isso, há muitas indicações de que eles já estão por aqui e a procura por sinais de rádio seja um ‘exercício em futilidade’. E também há um astrônomo que propõe novas formas de procurar por ETs.

Astrônomo diz que não estamos procurando pela vida extraterrestre corretamente

n3m3

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh