web analytics

Esqueça os ETs como sendo malvados: A possibilidade mais importante para nosso futuro

O artigo abaixo foi escrito pela antropóloga, Dra. Lisa Galarneau (informações sobre ela ao final do artigo), e pela primeira vez vejo alguém escrever sobre o contato extraterrestre de forma muito similar ao que penso.

Leia:

Esqueça os ETs como sendo malvados

Esqueça os ETs como sendo malvados – E se eles forem bondosos?

Como uma criança criada assistindo programas de ficção científica como Star Trek, Battlestar Galactica e Space: 1999, sempre tive a certeza de que o contato com a vida extraterrestre está no horizonte para a humanidade. Como otimista, tendo a ver isso como algo que seria cheio de possibilidades, algo que precisamos, e não algo a temer.

A equação de Drake postula várias coisas e, ao fazê-lo, prevê a possibilidade de uma vida extraterrestre em contato conosco.

A equação de Drake é um argumento probabilístico usado para chegar a uma estimativa do número de civilizações extraterrestres ativas e comunicativas na galáxia da Via Láctea. (Wikipedia, em inglês)

Essa equação também considera que a transmissão de sinais “detectáveis” é primordial para nossa capacidade de ouvir os ETs. Contudo, tendemos a dar preferência aos sinais de radiofrequência acima de todas as outras possibilidades, apesar do conhecimento de que vivemos em um multiverso com diferentes possibilidades dimensionais. A equação pressupõe que os ETs ocupam a realidade 3D / 4D (3 dimensões espaciais e uma dimensão do tempo), mas isso pode não ser necessariamente o caso. A teoria das Cordas/M deixa claro que vivemos em um multiverso. E se os ETs forem inter-dimensional? Como podemos medir “eles” e realizar experiências repetitivas se operarem de acordo com leis físicas que não podemos observar adequadamente? E se os fenômenos que observamos (OVNIs, agroglifos, etc.) são os ETs furando os véus que separam nossas dimensões? Esses fenômenos são então observáveis ​​e mensuráveis ​​de acordo com nosso método científico? Não podemos executar experimentos controlados, porque não temos controle.

Na minha opinião, a parte mais importante desta equação é (v), a fração de planetas com vida em que a vida civilizada se desenvolveu. Isso é importante porque a guerra e a violência tendem a sufocar o crescimento da civilização a longo prazo, e o foco na guerra e na violência redireciona recursos que podem ser usados ​​para descoberta científica, infra-estrutura, exploração e outros empreendimentos além de um planeta. Apesar de todos os filmes e programas sobre invasão alienígena que dominam a cultura popular, a lógica sugere que as motivações extraterrestres para visitar outros planetas são mais propensas a serem benignas do que agressivas.

Outra parte importante deste debate é o que é tipicamente referido como o paradoxo de Fermi – se existem tantas espécies extraterrestres em nosso universo observável, então, por que já não viajaram até a Terra? Eu argumentaria que não sabemos disso. Também tendemos a ignorar as ramificações da teoria de um multiverso em nossa análise – dizemos que outros planetas habitáveis ​​estão tão longe que não podemos chegar lá, e nem ETs podem chegar até aqui. No entanto, penso que é lógico considerar outros meios de transporte, muitos dos quais talvez não possamos entender. Posiciono que os ETs provavelmente sejam interdimensionais e podem usar a tecnologia de buracos de minhoca (que eles criam enquanto tocam em fontes de energia livres) para explorarem o cosmos. Isso tiraria a questão “levaria anos leves para que um de nós alcançasse o outro” fora da equação.

Então vamos imaginar por um momento que os ETs podem chegar até nós. Que talvez tenham tido esta habilidade por muito de nosso tempo. Por que a vida extraterrestre avançada pode estar interessada em nós? Eu encontro muitas pessoas bem-intencionadas que dizem que não há nada interessante sobre nós para os ETs, a menos que estejam aqui para nos explorar ou nos destruir, mas vejo as coisas de maneira diferente. As espécies avançadas são altamente susceptíveis de terem eliminado a agressão e a destruição para assim evoluírem – então, o que poderia ter de interessante em nós? Bem, talvez eles estejam aqui para ajudar.

 

Observando uma espécie volátil

Isto é o que o ET no filme do mesmo nome, estava fazendo na Terra. Ele era um botânico, coletando amostras botânicas, que acidentalmente ficaram para trás. Como cientistas, a observação é fundamental para a compreensão, e nós mesmos nos envolvemos em muitas observações de outras espécies. Se este for o caso, deve ser considerado como um fenômeno potencialmente benigno de que os ETs podem estar nos observando e podem estar fazendo isto por muito tempo. É provável que eles observem muitas civilizações que avançam rapidamente, que tendem a aceitar a violência e a poluição como formas aceitáveis ​​de existência. No tecido do espaço-tempo, algumas das coisas que fazemos podem ter mais efeitos de alcance do que pensamos. Se pudermos poluir o nosso planeta, podemos poluir o espaço ao seu redor, e isso pode ser um problema para os nossos vizinhos. Se mostramos tendências agressivas e expansionistas em nosso próprio planeta, é provável que expandamos essas práticas além do nosso planeta. É compreensível, então, que eles possam querer ficar de olho em nós.

 

Construir uma civilização

Sugeriu-se que os extraterrestres não sejam novos por aqui no Planeta Terra, e que pelo menos estejam envolvidos em nosso desenvolvimento há milênios. A civilização como a conhecemos (com conhecimento avançado de astronomia, matemática, arquitetura, etc.) parece surgir do nada, inclusive a Suméria / Mesopotâmia, China e Mesoamérica, e os mitos cosmológicos em muitas áreas, estão cheios de “seres das estrelas’. Como espécies avançadas, os ETs podem vê-lo como pupilo. Estamos em uma encruzilhada e eles podem querer dar uma mão orientadora, assim um dia também poderemos ser uma espécie avançada. Caso contrário, podemos correr o risco de extinção, ou talvez pior ainda, podemos destruir os outros.

 

Ajuda humanitária

Qualquer pessoa que presta atenção às notícias sabe que temos muitos problemas intratáveis. O sofrimento diário neste planeta provavelmente é um anátema para extraterrestres benevolentes e eles podem se sentir obrigados a fazer algo, assim como nos sentimos obrigados a intervir quando ocorrem desastres e genocídios por aqui. É provável que as espécies avançadas tenham tecnologias avançadas, as quais poderiam ajudar muito a humanidade lidar com a crise energética e a limpeza do planeta. Eles podem se sentir responsáveis em ajudar as civilizações menos avançadas em perigo.

 

Intervenção

Este tema foi explorado nos dois filmes (original e a nova versão), O Dia em que a Terra Parou, em que um ET avançado visita a Terra para intervir na má tomada de decisão da humanidade. Por exemplo, se eles pensam que estamos no caminho da destruição total do clima, da guerra nuclear ou de alguma outra destruição auto-infligida (que a maioria da humanidade naturalmente não quer), eles podem sentir a necessidade de intervir. Podemos ser apenas um planeta, mas somos parte de um todo.

Estas são apenas algumas das razões que vêm à minha mente; a realidade provavelmente é muito mais complexa. Mas enquanto continuamos a descobrir que temos vizinhos cada vez mais próximos, e como a invasão alienígena malévola ainda não chegou, talvez seja hora de explorarmos outras explicações. O contato inicial ou aberto com a vida extraterrestre altruísta pode ser a coisa mais importante e, sim, positiva que já possa ter acontecido com a humanidade.

(Fonte)


A Dra.  Lisa Galarneau é uma antropóloga sócio-cultural, futurista, escritora e editora de Planetary Liberation Force. Você pode seguí-la no Medium e no Twitter.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh