web analytics

O OVNI gigante e retirada da aeronáutica

O pesquisador e escritor Nick Redfern, recém publicou o artigo abaixo:

O OVNI gigante e retirada da aeronáutica

O artigo recentemente publicado de Micah Hanks para o Mysterious Universe – intitulado “The British UFO Files: A Estimate of the Situation?( informação sobre esse avistamento pode ser encontrada em português, clicando aqui) e sobre o assunto dos arquivos de OVNIs do Ministério da Defesa britânico recém liberados inclui o seguinte:

Um dos mais importantes relatórios recentemente divulgados trata de um incidente incomum da era da Guerra Fria, que ocorreu em outubro de 1982. Ele envolveu um avião estadunidense de espionagem RC-135 que, ao monitorar as operações militares soviéticas, passou por algum tipo de vigilância por uma grande aeronave não identificada brilhantemente iluminada. A base da Força Aérea dos EUA detalhada no relatório estava localizada na RAF Troodos, em Chipre, e discutiu um incidente envolvendo uma nave não identificada que durou cerca de 90 minutos “.

Isso é particularmente intrigante para mim, pois tenho uma história que – até certo ponto – é algo semelhante ao que Micah se refere. É um caso que também gira em torno do Reino Unido e das autoridades dos EUA. A localização é a mesma: Chipre. O OVNI, em ambos os casos, foi descrito como grande. E, o caso trazido à minha atenção ocorreu no verão de 1981, apenas um ano antes do caso referenciado por Micah. Além disso, ambos os OVNIs estavam à procura de uma quantidade considerável de tempo. É importante notar que não posso ser acusado de ter caído por um fraudador moderno, pois a história me foi passada anos atrás. Na verdade, ocupa três páginas do meu primeiro livro, A Covert Agenda, que foi publicado em 1997, há vinte anos.

Por um período, a partir de 1981, a fonte da história estava empregada como operador de radar em uma instalação militar na ilha de Chipre (RAF Akrotiri). Em 16 de agosto, um veículo desconhecido, descrito como “enorme”, foi rastreado aproximando-se da ilha em à uma altitude superior a 30 mil pés e à uma velocidade de cerca de 1.400 quilômetros por hora. Inicialmente, acreditava-se que se tratava de um avião convencional, embora fosse um tamanho inegavelmente extraordinário. Porém, esta conclusão inicial foi rapidamente desmontada, quando o OVNI pairou completamente no céu acima de RAF Akrotiri por cerca de uma hora. Aqueles que o viram descreveram-no como sendo de uma cor branca brilhante, de formato triangular e tendo por volta de 213 metros de comprimento.

Curiosamente, o informante – que compartilhou sua história comigo em 12 de janeiro de 1993 – revelou que em algum momento antes do incidente ocorrer, o Ministério da Defesa emitiu o que me foi descrito como um “completo recolhimento” de aviões militares na área, no caso de algo incomum e extraordinário ser visto no céu – o que certamente era. Alegadamente, uma grande quantidade de fotografias do objeto foram obtidas. Elas, e o livro de registro da estação, foram entregues no dia seguinte a um homem e uma mulher do Ministério da Defesa, os quais haviam voado de Londres. Todos os envolvidos no caso curioso foram lembrados de que assinaram a Lei dos Segredos Oficiais do governo britânico. É interessante notar que, logo depois, de acordo com o informante, uma reunião foi realizada em uma instalação militar do Reino Unido, chamada Royal Air Force Lakenheath, localizada no município inglês de Suffolk. Dentre aqueles que participaram da reunião secreta, especificamente para discutir o evento, estavam representantes do Ministério da Defesa britânico e do Escritório de Investigações Especiais da Força Aérea dos EUA.

Não há dúvida de que a parte mais desconcertante da história gira em torno da alegação de que o Ministério da Defesa parecia ter conhecimento prévio de que o OVNI apareceria nos céus sobre Chipre. À luz disso, perguntei ao cara que me relatou a história se ele tivesse pensado na possibilidade de o objeto não ser um OVNI, mas sim algum tipo de aeronave secreta e altamente avançada de um meio terrestre – em vez de extraterrestre. Dado o fato que a nave pairou por sobre a base por cerca de três quartos de hora e tinha cerca de 213 metros de comprimento, ele pensava que esse cenário era altamente improvável. Mas ele admitiu que não tinha resposta sobre o modo como o Ministério da Defesa sabia que a nave poderia aparecer. Depois do livro A Covert Agenda ter sido publicado, Mark Birdsall, o editor da revista Eye-Spy, informou-me que recebeu uma história quase idêntica anos antes. Talvez, à luz de tudo o que precede, logo saberemos mais sobre o que estava acontecendo nos céus de Chipre no período 1981-1982

(Fonte)

…ou não!

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh