web analytics

Sinal de vida alienígena? Metanol é encontrado ao redor da lua Encélado de Saturno

Pela primeira vez metanol é encontrado ao redor da lua Encélado de Saturno, e isto pode ser um indicador de que há vida abaixo da crosta gelada daquele satélite natural.

Mas, infelizmente, os cientistas ainda não pensam diretamente nesta possibilidade.

Veja:

lua Encélado de Saturno

Jatos d’água emanado da lua Encélado, de Saturno. Crédito: NASA

Cientistas encontraram uma grande quantidade de moléculas de metanol em torno da lua Encélado, de Saturno, pela primeira vez. Esta descoberta tem implicações significativas para a caça à vida alienígena. Os cientistas têm estado interessados ​​em Encélado, já que os jatos ricos em água foram encontrados espirrando de seu pólo sul.

A sonda Cassini da NASA havia descoberto os jatos ricos em água. A Cassini passou pelos jatos e tirou amostras de compostos orgânicos. No entanto, o radiotelescópio IRAM de 30 metros na Sierra Nevada espanhola foi usado para a descoberta mais recente. Ele revelou uma quantidade maior do que o esperado da molécula de metanol em torno de Encélado.

Uma molécula de Encélado foi detectada usando um telescópio terrestre pela primeira vez. Acredita-se que os jatos de Encélado se originem em água que escapa de um oceano subterrâneo através de rachaduras na superfície gelada daquela lua.

Esses jatos eventualmente alimentam o anel E, o segundo anel mais externo de Saturno. Quantidades similares de metanol foram encontradas nos oceanos da Terra.

A nova descoberta sugere que o material ejetado de Encélado empreende uma jornada química complexa, uma vez expulso no espaço.

Emily Drabek-Maunder, da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, disse:

Recentes descobertas de que as luas geladas em nosso sistema solar externo poderiam hospedar oceanos de água líquida e ingredientes para a vida provocaram possibilidades excitantes para sua habitabilidade.

Mas neste caso, nossas descobertas sugerem que o metanol está sendo criado por reações químicas adicionais, uma vez que o jato é ejetado para o espaço, tornando improvável que seja uma indicação para a vida em Encélado

A equipe sugere que a quantidade inesperadamente grande de metanol pode ter duas origens possíveis: uma nuvem de gás expulsa de Encélado foi presa pelo campo magnético de Saturno, ou o gás se espalhou mais para o anel E de Saturno.

Em ambos os casos, o metanol foi amplamente aumentado em comparação com as detecções nos jatos.

Dave Clements, do Imperial College de Londres, disse:

As observações nem sempre são diretas. Para interpretar nossos resultados, precisamos da riqueza de informações que Cassini nos deu sobre o ambiente de Encélado.

Este estudo sugere que um grau de cautela deve ser tomado ao relatar sobre a presença de moléculas que podem ser interpretadas como evidências para a vida.

Emilly Drabek-Maunder também disse:

Este achado mostra que as detecções de moléculas em Encélado são possíveis usando instalações terrestres.

No entanto, para entender a química complexa nesses oceanos subterrâneos, precisaremos de mais observações diretas por futuras sondas  espaciais que voam através dos jatos d’água de Encélado.

(Fonte)

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh