web analytics

Mistério quase resolvido: Amigo de Bruno Borges é preso por omitir informações

Começando em março passado, foram publicados alguns artigos aqui no OVNI Hoje sobre o desaparecimento de Bruno Borges, cujo  mistério mobilizou o Brasil. A notícia foi publicada aqui, pelo fato de Bruno alegar estar em contato com seres extraterrestres. (Detalhes aqui)

Agora, uma nova notícia foi publicada no site da Revista Galileu, trazendo novidades sobre o caso.  De acordo com a revista, Marcelo Ferreira, de 25 anos, foi detido pela Polícia Civil do Acre ontem, 31 de maio, por falso testemunho.

Marcelo é amigo de Bruno e omitiu da polícia que possuía contratos elaborados por Bruno, dando a Marcelo diretos sobre os lucros das vendas dos livros que foram deixados pelo rapaz.  Ainda segundo o site da revista, um rack e uma cama que pertenciam a Bruno foram encontrados na casa de outro amigo, Mário Gaoite.

Os móveis teriam sido retirados por Marcelo para que Bruno colocasse em seu quarto a estátua de dois metros de Giordano Bruno e cobrir as paredes de mensagens, deixando 14 livros criptografados. Após, Bruno desapareceu.

 

Os contratos foram encontrados pelo delegado Alcino Júnior, da Polícia Civil do Acre, após cumprir um mandato de busca e apreensão na casa de Marcelo Ferreira. Nos documentos estava declarado que Bruno deixava parte do dinheiro das vendas dos livros para Marcelo, outra parte para Mário, e outra ainda para Eduardo Borges, primo de Bruno.  Isto fez com que o delegado prendesse Marcelo por falso testemunho.

Pelo que foi reportado, o objetivo das buscas era o de encontrar pistas para descobrir o paradeiro de Bruno, ou qualquer outra informação que sustentasse a tese de que o desaparecimento dele teria sido um plano arquitetado. O que fez o delegado desconfiar que era uma armação, foi o fato de Bruno ir até o cartório pouco antes de sumir, para registrar os documentos.

O delegado afirmou para o portal G1:

O contrato mostra que há prazo para divulgação desses livros, prazo para publicação, destinação de porcentagem para quem o ajudou, no caso, essas três pessoas que o ajudaram de imediato.

Ainda foi informado no artigo que Gabriela Borges, irmã de Bruno, fez uma postagem no Facebook dizendo que a família tinha conhecimento da existência dos documentos. Ela escreveu:

Desde o dia do desaparecimento soubemos do contrato, e isso nunca nos disse muita coisa a respeito. Até porque, para que os planos do Bruno deem certo, ele precisa de dinheiro. Afinal, não dá pra construir hospitais e ajudar quem precisa só com amor no coração…

Certamente, desde o início não parecia ser um caso de abdução alienígena, voluntária ou não, mas sim um desaparecimento voluntário por Bruno Borges.

A curiosidade agora está em saber o que os livros contêm. De acordo com a família, assim que forem decifrados, os livros serão publicados.

n3m3

Fonte das informações

Colaboração: Osnir Stremel Jr.

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh