web analytics

Asteroides perigosos podem estar escondidos na chuva de meteoros Táurida, de novembro

Acadêmicos europeus dizem que as Táuridas são “uma fonte real de rochas espaciais que apresentam perigo em potencial” para a Terra.

A chuva anual de meteoros Taurídeos é um dos realces no calendário dos observadores do céu.  Mas os restos do cometa que causou esta maravilha natural podem estar escondendo asteroides gigantescos, os quais são grandes o suficiente para aniquilar continentes inteiros.

Teme-se que um asteroide não detectado poderia espreitar a Terra – com consequências devastadoras.

A chuva de meteoros terá seu pico no começo de novembro.

Esse é um alerta feito por uma equipe de acadêmicos do Instituto Astronômico da Academia Tcheca de Ciências, que tem estudado de perto os Taurídeos.

A cada ano, no final de outubro e novembro, os céus da Terra são iluminados com estrelas cadentes, quando a Terra passa através dos restos deixados para trás pelo cometa Encke.

Contudo, os astrônomos tchecos alegam que os asteroides chamados 2015 TX24 e 2005 UR são “membros diretos” de um “ramo” não descoberto dos Taurídeos.

 

Ambas rochas espaciais foram colocadas na lista de “perigos potenciais” pela União Astronômica Internacional, e acredita-se que tenham entre 200 e 300 metros de diâmetro.

Os astrônomos Tchecos temem que rochas até maiores possam estar escondidas entre os Taurídeos.

A equipe escreveu:

Encontramos um ramo potencial de perigo a cada poucos anos, o que pode explicar porque o número de estrelas cadentes vistas durante as chuvas de meteoros é muito maior em alguns anos do que outros.

É muito provável que o novo ramo contenha também objetos numerosos ainda não descobertos de decâmetros, ou tamanhos ainda maiores.

Já que asteroides com centenas de metros apresentam uma ameaça ao solo, mesmo se eles sejam intrinsicamente fracos, o perigo de impacto aumenta significativamente quando a Terra encontra o novo ramo de Taurídeos a cada poucos anos.

Maiores estudos levando à uma melhor descrição desta fonte real de objetos potencialmente perigosos, que podem ser grandes o suficiente para causarem dano regional ou mesmo continental, são assim extremamente importantes.

A pesquisa está apresentada num trabalho que foi publicado no Arxiv.

Recentemente a NASA avistou cinco asteroides que farão uma aproximação da Terra neste ano – com o primeiro passando em julho.

Tem sido alegado que o misterioso “Evento de Tunguska“, na Rússia, foi causado por um meteoro originário dos Taurídeos, mas recentemente os cientistas russos contestaram esta alegação.

n3m3

Fonte

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh