web analytics

A Anomalia do Mar Báltico contém minerais que a natureza não produz, diz cientista

E quando você achava a Anomalia do Mar Báltico (anteriormente conhecida como o OVNI / OSNI do Mar Báltico) já havia sido esquecida, aqui está mais um artigo sobre o estranho objeto:

Mergulhadores conseguiram pegar uma amostra da assim chamada anomalia, e testes de laboratório descobriram que ela contém limonita e goethita.  Um geólogo disse que estes materiais são “metais que a natureza não pode produzir sozinha”. Além disso, os mergulhadores dizem que “qualquer coisa elétrica lá – como também o telefone por satélite – para de funcionar quando estão acima do objeto”.

A Anomalia do Mar Báltico é talvez uma das descobertas subaquáticas mais misteriosas dos anos recentes.

A ‘anomalia’ foi detectada em 19 de junho de 2011, pelo ‘Ocean X Team’ (sueco), durante um mergulho no Mar Báltico, entre a Suécia e a Finlândia, enquanto procuravam por um velho navio naufragado.  Desde que a anomalia foi encontrada, incontáveis teorias emergiram tentando explicar o que o misterioso objeto seria.

A Anomalia do Mar Báltico tem por volta de 3 a 4 metros de espessura, e aproximadamente 60 metros de diâmetro, estando posicionada num tipo de pilar de 8 metros de altura, e está localizada à uma profundidade de 85 a 90 metros.

Um ano após descobrirem o objeto, a equipe decidiu explorar mais a anomalia, e clarificar o mistério por detrás do assim chamado OVNI submergido. Porém, o grupo acabou voltando com mais perguntas do que respostas.

Stefan Hogeborn, um dos mergulhadores do Ocean X, disse em 2012:

Não posso explicar o que vi. Fui lá procurando por respostas, mas voltei com ainda mais perguntas.

Durante minha carreira de 20 anos como mergulhador, a qual inclui 6.000 mergulhos, nunca vi nada assim. Normalmente rochas não queimam.

O mergulhador Peter Lindberg, disse numa declaração à imprensa:

Escutamos muitos tipos diferentes de explicações, desde uma espaçonave de Gorge Lucas – o Millennium Falcon – até um tipo de ‘rolha’ para o mundo interno, como se lá deveria ser o inferno, ou algo assim.

Ao longo dos poucos anos, a descoberta gerou todos os tipos de teorias.

Embora alguns digam que ela poderia ser os restos de um meteorito ou um navio de guerra, vários canais de imprensa e ovniólogos acreditam que se trata de um disco voador.

Os mais céticos, por outro lado, acreditam que toda a pesquisa seja uma farsa que faz parte de uma campanha viral de marketing, ou seja, uma propaganda para o Ocean X tentar levantar dinheiro que os ajudaria em outros projetos relacionados à procura por tesouros perdidos.

Curiosamente, após o Ocean X ter trazido uma amostra da anomalia para a superfície, teria sido encontrado limonita e goethita na amostra. O geólogo israelense Steve Weiner disse que esses materiais são “metais que a natureza não pode reproduzir sozinha”.

 A anomalia do Mar Báltico

Uma renderização artística da anomalia pelo talentoso artista alemão Hauke vagt – http://vaghauk.deviantart.com/

Além disso, se os metais não são estranhos o suficiente, Stefan Hogerborn disse que seus equipamentos param de funcionar quando eles se aproximam a 200 metros da anomalia. Ele disse:

Tudo que é elétrico lá – e o telefone por satélite também – para de funcionar quando estamos acima do objeto.

E então, nos afastamos uns 200 metros, e ele começa a funcionar novamente, e quando retornamos acima do objeto, ele não funciona.

Pete Lindeberg disse:

Passamos por coisas que eu realmente não podia imaginar, e tenho sido o mais cético na equipe a respeito dessas diferentes teorias.

Eu estava meio que preparado para encontrar uma rocha, ou precipício, ou afloramento, ou pilha de lama, mas não era nada assim, então para mim, tem sido uma experiência perdida, devo dizer.

Dennis Åsberg, membro da equipe, disse:

Estou cem por cento convencido e confiante de que encontramos algo que é muito, muito, muito singular.

Então, se for um meteorito ou um asteroide, ou um vulcão, ou uma base, digamos, de submarinos da Guerra Fria que foi fabricada e colocada lá – ou se é um OVNI…  Bem honestamente, tem que ser algo.

Contudo, outros especialistas – como Fredrik Klingberg e Martin Jakobsson – discordam e sugerem que a composição química das amostras lembram aquelas de nódulos que não são incomuns no leito marinho, e que os materiais encontrados, inclusive a limonita e a goethita, podem sim ser formados pela natureza.

O professor de geologia Volker Brüchert sugere que a Anomalia do Mar Báltico provavelmente seja um depósito glacial. As geleiras que se formaram próximas ao Mar Báltico teriam transportado esta formação de seu local de origem. De forma similar a numerosas rochas que são encontradas nos topos de muitas montanhas.

Contudo, ninguém ainda explicou porque os aparelhos elétricos/eletrônicos param de funcionar ao serem aproximados da anomalia.  Ou se já descobriram, não contaram para ninguém.

n3m3

Fonte

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh