web analytics

Novo telescópio australiano encontra misteriosos sinais alienígenas, somente 4 dias após ser ligado

Somente quatro dias após terem ligado pela primeira vez o Grupo de Telescópios Pathfinder, também conhecido como ASKAP (sigla em inglês), foi interceptado um conjunto de raras e misteriosas ondas de rádio, conhecidas como Rajadas Rápida de Rádio (Fast Radio Bursts), originárias da constelação de Leão.

Acredita-se que os enigmáticos sinais de rádio, que duram somente alguns milissegundos, originam de bilhões de anos-luz de distância da Terra, mas especialistas não têm a mínima ideia do que os causa.

Uma das teorias, é claro, diz que podem ser alienígenas.

telescópio encontra misteriosos sinais alienígenas

ASKAP. Foto: Pete Wheeler (UWA/ICRAR)

Usando somente oito das antenas parabólicas do telescópio, os cientistas da Organização de Pesquisa Industrial e Nação Científica (CSIRO), Universidade Curtin, e do Centro Internacional para Pesquisa em Rádio Astronomia (ICRAR) conseguiram captar a nova rajada.

O telescópio – que consiste de 36 antenas parabólicas idênticas, cada uma medindo 12 metros em diâmetro, trabalhando em conjunto como um único instrumento, com uma área total de coleta de aproximadamente 4.000 metros quadrados – pode enxergar 240 graus quadrados por vez, utilizando somente oito de suas antenas.

As novas Rajadas Rápidas de Rádio, batizadas pelos especialistas de FRB170107, foram extremamente intensas, o que as tornaram tão fáceis de serem captadas.

Os cientistas estão convencidos de que ao usarem as antenas adicionais no telescópio ASKAP, eles também serão capazes de descobrir outras rajadas. O Dr. Keith Bannister disse:

Podemos esperar em encontrar uma a cada dois dias, quando usarmos as 12 parabólicas, nosso número padrão neste momento.

De acordo com os especialistas, as novas rajadas originaram da beirada da constelação Leo, e parecem ter viajado através do espaço por seis bilhões de anos, antes de chegarem ao ASKAP na velocidade da luz.

Mas isto é precisamente o que torna as rajadas tão misteriosas. Sua intensidade e distância significa que a energia evolvida no processo é enorme, o que torna difícil sua explicação.

O Dr. Ryan Shannon (CSIRO, Universidade Curtin and ICRAR), que analisou a intensidade e posição da rajada disse:

Tornamos um problema difícil ainda mais difícil.

O Dr. Marshall, Chefe Executivo da CSIRO disse que a detecção das rajadas de rádio foi um sinal do potencial do ASKAP:

A rádio astronomia tem uma longa história de inovação em comunicações à alta velocidade, e esta capacidade única está incrustada no ASKAP – desde o receptor até o processamento de um sinal – tornado-o um instrumento singularmente poderoso para a astronomia.

Então, o que seriam estes misteriosos sinais?

 

Uma opção é ALIENÍGENAS

Um novo estudo alega que os misteriosos sinais, que originam de galáxias distantes, poderiam ser evidência de exploradores do espaço, localizados a bilhões de anos-luz da Terra.

Especialistas do Centro Harvard-Smithsoniano para a Astrofísica acreditam que transmissores de energia solar, usando a luz solar incidente em uma área duas vezes o tamanho do nosso planeta, poderiam gerar energia que é detectável por longas distâncias – como por nós na Terra.

Avi Loeb, teórico do Centro Harvard-Smithsoniano para Astrofísica, disse:

As rajadas rápidas de rádio são extremamente intensas, dadas suas curtas durações, e originam a grandes distâncias, e não identificamos uma possível fonte natural com segurança.  Uma origem artificial vale a pena ser contemplada e conferida.

Além disso, eles adicionaram que um super sistema de refrigeração a água poderia ajudar um aparelho de tal tamanho a aguentar o calor extremo, assim funcionando normalmente.

Mas por que construir tal instrumento, imaginam os especialistas?  Eles argumentam que o uso mais plausível de tal energia seria para impulsionar vela de luz interestelares.  A quantidade de energia envolvida seria suficiente para empurrar uma carga de um milhão de toneladas, ou aproximadamente 20 vezes o maior navio de cruzeiro na Terra.

Para saber mais detalhes sobre a teoria de que estas rajadas de energia estejam energizando naves espaciais alienígenas, clique aqui.

n3m3

Fonte

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh