web analytics

Coisas que a NASA não queria que soubéssemos

É compreensível que a NASA possa ser um pouco sigilosa. A National Aeronautics and Space Administration nasceu na Guerra Fria. Seus primeiros anos foram despendidos numa corrida espacial com a Rússia, para ver quem poderia ser o primeiro a chegar na Lua.

No final a NASA venceu a corrida (assim alegam), mas isso não fez com que eles ficassem menos sigilosos. Ao longo dos anos, a NASA permaneceu com a boca fechada sobre o que estava acontecendo e o que exatamente aconteceu naquelas missões espaciais. Ainda, as histórias vazaram através dos funcionários da NASA, astrônomos observadores, teóricos da conspiração e dos próprios astronautas – histórias sobre estranhas descobertas no espaço e na Lua, sobre possível tecnologia alienígena e um enorme acobertamento sobre avistamentos de OVNIs.

Aqui estão somente alguns poucos eventos bizarros da NASA, acobertamentos e vazamentos que eles não queriam que soubéssemos. Se vaga-lumes do espaço, prédios na Lua e criaturas do espaço em Nevada realmente não existem, por que a NASA seria tão sigilosa a respeito disso?

 

10. Vaga-lumes espaciais

Astronauta John Glenn.

John Glenn se tornou o primeiro estadunidense a orbitar o planeta em 1962, como parte da missão Mercury-Atlas 6.  Mas por maior que tenha sido este feito, a viagem de John Glen foi melhor lembrada pelos entusiastas de OVNIs, devido aos seus “vaga-lumes”.

Enquanto voava sobre a Austrália, Glenn notou algo estranho flutuando ao redor da janela da cápsula Friendship 7. Ele disse ao controle de missão da NASA:

Estou dentro de uma grande massa de pequenas partículas que estão acesas, como se fossem luminescentes… elas se parecem com estrelas.

E quando Glenn bateu na janela, os ‘vaga-lumes’, como ele os chamou, pareceram sair voando para longe. A missão de controle temeu que as anomalias fossem parte do escudo de calor da cápsula, mas isto foi um alarme falso.

A missão não estava sendo transmitida ao vivo, assim a história dos vaga-lumes inicialmente foi considerada uma lenda urbana. Mesmo assim, a história vazou.  E quando o próximo estadunidense no espaço, Scott Carpenter, também viu os ‘vaga-lumes’, a NASA estava pronta com uma explicação – partículas de gelo da condensação do conversor de calor da cápsula. Até sua morte em dezembro de 2016, Glenn nunca confirmou essa explicação. (Partículas de gelo luminescentes que se espantam quando alguém bate na janela.)

 

9. Música na Lua

A NASA criou o costume de descartar qualquer estranha ocorrência no espaço. Enquanto pilotava a cápsula espacial Apolo 10 ao redor do lado oculto da Lua, o astronauta Eugene Cernan começou a escutar… música. “Vocês escutam isso?”, ele disse para o controle de missão da NASA. Acontece que eles também escutavam.  Nas transcrições, somente liberadas em 2008, Cernan descreveu o ruído como um estranho som de assobio comparável com “música do tipo espacial”.  Embora várias teorias sobre alienígenas surgiram, nenhuma explicação imediata foi dada pela NASA.

E então, ocorreu novamente.

Em seu livro de 1974, Carrying The Fire (Carregando o Fogo), Michael Collins, astronauta da Apolo 11, escreve que quando escutou a música espacial enquanto orbitava a Lua, a NASA de repente tinha uma explicação, dizendo que tinha a ver com “Interferência entre os rádios VHS do Módulo Lunar e do Módulo de Controle”. (Interferência que só acontece quando se está no lado oculto da Lua.)

 

8. Luzes brilhantes, grande mistério

Manter segredos na era moderna se tornou mais difícil para a NASA. Com transmissões ao vivo disponíveis das missões dos Ônibus Espacial, ocorrências estranhas raramente permanecem como  sendo segredos por muito tempo. Tal foi o caso com a missão STS-115 do Ônibus Espacial Atlantis em 2006.  Encarregado de ajudar a construir a Estação Espacial Internacional, o ônibus espacial estava a um dia de voltar para casa, quando o comandante Brent Jett notou “algum tipo de estrutura refletiva” do lado de fora do ônibus espacial. Ele disse para o controle de missão:

Não se parece com nada que já vi fora deste ônibus espacial, com certeza.

Preocupado que o objeto poderia ser um pedaço crítico do Ônibus Espacial, a NASA tomou os controles da câmera, revelando não somente um, mas três objeto brilhantes no céu. Quando a informação chegou à imprensa de que os astronautas haviam visto algo estranho, a NASA ficou procurando por uma explicação.  Eles ordenaram uma inspeção do Ônibus Espacial – presumindo que os objetos poderiam ter se desprendidos da nave – mas não acharam nada. Ao retornar à Terra, outra inspeção foi ordenada, mas nada foi encontrado além de um impacto de um ‘micro meteoro’. Então, seria lixo espacial? (E depois eles continuam dizendo que nunca viram nada anormal no espaço.)

 

7. Há alienígenas na Lua?

Embora não tão popular quanto a teoria da conspiração sobre os “Pousos Lunares Forjados”, há muitos que continuam vendo algo alienígena nas fotos da Lua. O proponente mais conhecido desta teoria é Ken Johnston, ex-funcionário da NASA que diz ter sido encarregado de destruir fotos da Lua após as missões na década de 1970.  Aparentemente, ele não era muito bom no seu trabalho. Johnston alega ter mantido algumas fotos incriminadoras da presença alienígena na Lua. Johnston, que dá palestras extensivamente, diz que a NASA e o governo dos EUA têm alterado as fotos da Lua para eliminarem as estruturas alienígenas antigas. todavia, suas fotos granuladas da NASA não são tão convincentes também, mostrando padrões anômalos na superfície que poderiam ser fenômenos naturais.

Johston também alega que tecnologia alienígena foi encontrada na Lua e que já foi adaptada para o uso humano. A NASA, como sempre, diz não saber nada sobre alienígenas e que este não é seu negócio.

 

6. Gordon vê alienígenas

Gordon Cooper.

Ninguém teve que convencer o Major Gordon “Gordo” Cooper de que os alienígenas existiam, quando ele se tornou um dos astronautas originais da missão Mercury. Como ele admitiu posteriormente, Cooper havia visto OVNIs desde 1951.

Em sua missão orbital solo de 1963, ele teve um encontro imediato que foi transmitido pela rede NBC.  Cooper disse ao controle de missão da NASA que estava vendo um objeto verde brilhante se aproximando dele rapidamente. O objeto era mesmo real o suficiente para ser captado por radar. Porém, ao retornar para a Terra, Cooper não foi permitido de falar a respeito do incidente e foi dito aos repórteres que não perguntassem sobre isto.

Embora Cooper continuaria sua carreira pilotando a missão Gemini 5, o silêncio forçado pareceu incomodá-lo.

Nos anos posteriores, Cooper falaria sobre este incidente, bem como sobre outros encontros com OVNIs que estavam sendo acobertados pela NASA.  Ele até mesmo falou nas Nações Unidas sobre o tópico. Cooper disse:

Autoridades temem que as pessoas pensem que ‘seja lá o isto que for’ é algum um tipo de invasores horríveis. Assim a senha ainda é: temos que evitar o pânico a todo custo.

 

5. O OVNI que parecia como uma lata de cerveja

OVNI de McDivitt?

O astronauta James McDivitt nunca falou muito sobre seu encontro imediato durante a missão Gemini 4, de 1965.  Ele nem mesmo se incomodou em acordar seu colega astronauta Ed White quando viu o OVNI fora da cápsula da janela.  De acordo com McDivitt, o objeto parecia como “uma lata de cerveja com um lápis atravessando seu meio.  Ele viu o objeto por perto de 30 segundos, e tirou fotos.

Mas quando ele retornou para a Terra, a foto que a NASA alegou ter sido o OVNI não era a mesma. As fotos reais que McDivitt tirou simplesmente desapareceram. Um pouco suspeito, não?  Porém, quando as fotos surgiram mais tarde, McDivitt disse ter concluído que se tratava meramente de reflexos dos parafusos da cápsula. (Essa é muito boa, não?… Reflexos de parafusos.)

 

4. Brilho na Lua

Cratera Aristarchus.

Como se a tripulação da Apolo 11 já não tivesse o que pensar a respeito de sua missão, logo que chegaram na Lua em 1969, uma mensagem veio do controle da missão – “olhem a Cratera Aristarchus”.

Aparentemente, os astrônomos na Terra haviam notado por mais de um século que a cratera brilhava intensamente.  O brilho da cratera foi instantaneamente confirmado por Neil Armstrong, que caracterizou a cratera como sendo “consideravelmente mais iluminada” do que se redor. Foi então que a conversação ao vivo por rádio foi cortada – por um total de 89 segundos. Uma ‘jóia’ para teorias da conspiração!

Chamado de Fenômeno Lunar Transiente, a NASA mais tarde descartaria o evento como nada mais do que “poeira refletiva”. Porém, os 89 segundos de silêncio nunca foi explicado. Mas isso não parou o público, nem alguns ex-funcionários do alto escalão da NASA, de alegarem um acobertamento.

 

3. Astronauta Edgar Mitchell descreve os alienígenas como “pessoas pequenas que se parecem estranhas para nós”

Astronauta Edgar Mitchell.

As pessoas acham que a NASA está nos passando toda a informação sobre OVNIs. Ela não está, mas um astronauta está. Esqueça os documentos vazados, aqui está a coisa real. O astronauta Edgar Mitchell, membro da tripulação da Apolo 14, disse repetidamente que está pessoalmente ciente de encontros alienígenas acobertados pela NASA.  Ele disse ao The Telegraph em 2008 ter conversado com fontes na NASA, as quais descreveram os alienígenas como “pessoas pequenas que se parecem estranhas para nós”. Ele disse:

Acontece que tenho sido privilegiado o suficiente para ter conhecimento do fato que temos sido visitados neste planeta e que o fenômeno dos OVNIs é real.

Sobre o acobertamento, um porta-voz da NASA desmereceu os comentários de Mitchell da forma que comumente o fazem, dizendo: “A NASA não está envolvida em qualquer tipo de acobertamento sobre a vida alienígena neste planeta, ou em qualquer lugar do Universo”.

 

2. Dificuldades técnicas criam um acobertamento?

Teóricos da conspiração alegam que a NASA está censurando a filmagem da Estação Espacial Internacional. A controvérsia começou em julho passado quando, de acordo com telespectadores da transmissão do vídeo ao vivo, um objeto voador não identificado se aproximou da Terra, o qual ficou na frente das câmeras da estação espacial. Mas logo que se aproximou da estação espacial, o sinal da câmera foi supostamente cortado. Soa como algo familiar? Veja o número 4.

O mesmo sinal teria sido cortado três vezes mais tarde, e mais duas vezes desde então, quando objetos se aproximam da estação.

NASA não respondeu às acusações de que eles estão acobertando alienígenas, exceto para dizer que o negócio deles não são os OVNIs. (Na verdade, a NASA recentemente fez uma declaração a respeito dessas alegações. Veja aqui.)

 

1. Por todo o “Twitterverso”

a NASA não queria que soubéssemos

OVNI de Scott Kelly.

O astronauta Scott Kelly – que despendeu um ano na Estação Espacial Internacional – aparentemente não sabia nada sobre os supostos acobertamentos de filmagens de OVNIs pela NASA.  E ele nunca foi acusado de cobrir as lentes das câmeras da estação espacial.  Na verdade, enquanto despendendo seu tempo no espaço em 2015, ele enviou uma mensagem no Twitter para seus seguidores com uma foto que tirou de algo parecido com um OVNI.

Kelly enviou a foto da Índia, estando a mais de 320 quilômetros acima da Terra, com uma simples mensagem: “Dia 233. Era uma vez uma #estrela (#star) acima do Sul da Índia. #BoaNoite (#GoodNight) do @estação_espacial (@space_station)! #AnoNoEspaço (#YearInSpace)

Os caçadores de OVNIs foram rápidos em apontar a anomalia na parte superior direita. É um objeto no formato de charuto que parece ter luzes nas pontas.

Mas teria o próprio Kelly notado o objeto em sua foto antes de ter enviado a mensagem no Twitter?  Ainda assim, os fãs de OVNIs acham que o astronauta estava enviando uma mensagem não tão sutil de que não estamos sós.

 

E estes são somente alguns dos fatos que a NASA não gosta de conversar a respeito, ou no mínimo se esquivar.   Se formos considerar todos os fatos, temos centenas de pessoas – tais como militares, autoridades do alto escalão e inclusive ex-funcionário da própria agência – dizendo que há uma presença extraterrestre na Terra, enquanto uma agência dizendo que não.  Quem está mentindo: as centenas de indivíduos, ou uma agência espacial?

n3m3

Fonte

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh