web analytics

A procura por transmissões de alienígenas encontra 11 sinais significativos

A Breakthrough Listen, uma iniciativa para encontrar sinais de vida inteligente no Universo, encontrou 11 eventos classificados como sendo os mais altos em significância, bem como resultados de suas análises…  Além disso, a iniciativa submeteu para publicação (20 de abril) num periódico importante de astrofísica, a análise de 692 estrelas estudadas durante seu primeiro ano de observação no Telescópio Green Bank, abrangendo todos os tipos espectrais.

transmissões de alienígenas

Até agora a Breakthrough Listen adquiriu vários petabytes de dados utilizando o Rádio Telescópio Green Bank (GBT), no estado a Virgínia Ocidental (EUA), o Descobridor de Planetas do Observatório Lick no Monte Hamilton – Califórnia, e o Rádio Telescópio Parkes na Austrália.  A equipe do projeto, no Centro de Pesquisa SETI (BSRC), da Universidade da Califórnia em Berkeley, projetou e construiu um canal de análise que pode fazer uma varredura por bilhões de canais de rádio à procura de sinais únicos que possam indicar a presença de tecnologia desenvolvida por civilizações fora do nosso sistema solar. Um resumo dos dados para os 11 eventos classificados como mais altos foram liberados, bem como um resumo dos resultados da análise completa. Os dados estão disponibilizados no http://breakthroughinitiatives.org/OpenDataSearch

O diretor do BSRC Andrew Siemion, disse:

Os primeiros resultados científicos da Breakthrough Listen agora estão disponíveis para o mundo revisar. Embora a pesquisa ainda não tenha detectado um sinal convincente vindo de uma inteligência extraterrestre, estamos somente no começo. O trabalho que foi completado até agora fornece uma plataforma de lançamento para análises completas e mais profundas que estão por vir.

 

A análise dos dados

O básico para a procura de assinaturas de tecnologia extraterrestre é muito simples. Os sinais artificiais podem ser distinguidos dos processos naturais através de características como a banda de frequência estreita; comportamento espectral irregular, pulsante, ou padrões de modulação; bem como sinais de bandas de frequências largas com características anormais.  Contudo, a tecnologia humana emite sinais (conhecidos como interferência de frequência de rádio) similares aos que estão sendo procurados.  Isto significa que os algoritmos devem ser projetados a fim de assegurar que os sinais estejam vindo de um ponto fixo relativo às estrelas ou outros alvos que estão sendo observados, e não de interferências locais (incluindo satélites em órbita terrestre).

A equipe do Centro de Pesquisa SETI Breakthrough Listen examinou dados de 692 estrelas da primeira lista alvo do GBT, consistindo de três observações de cinco minutos por estrela, intercaladas com observações de cinco minutos de um jogo de alvos secundários.  Ao analisar os canais de frequência que alcançaram o limiar, bem como uma procura pela variação Doppler, foram identificados canais onde a emissão de rádio foi vista para cada alvo.  Esta técnica levantou milhões de sinais, dos quais a vasta maioria certamente são interferências das frequências de rádio de tecnologia humana.  Onze eventos foram salientados acima do limiar do canal, mas maiores detalhes da análise indicaram que seriam improváveis de serem fontes artificiais extraterrestres.

Para cada amostra de estrela, a equipe procurou através de bancos de dados completos, procurando por canais de rádio onde os eventos ocorreram somente em uma ou numa pequena porção de posições no céu. Embora estas estrelas tenham uma “impressão digital” de rádio única, isto não é evidência convincente de que elas possuem planetas habitados por civilizações extraterrestres. Contudo, a procura por sinais que estão localizadas no céu, e parecem ser anormais de alguma forma, fornece uma maneira excelente de selecionar alvos para observações posteriores.

A equipe BSRC continua a desenvolver cada vez mais algoritmos sofisticados, e planeja liberar análises de atualização dos dados do Listen a cada seis meses, aproximadamente.  A equipe de Berkeley também procura um engajamento contínuo e expandido, com o processamento de sinais para ajudar a garimpar pelos dados na procura por evidências e sinais vindos de civilizações extraterrestres.

n3m3

Fonte

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh