web analytics

Estados Unidos se prepara para uma Guerra Espacial, que pode afetar a Terra

A Força Aérea dos Estados Unidos está implementando várias reformas, inclusive a criação de novos postos para brigadeiros de 3 estrelas. O propósito daquele país é o de estar adequadamente preparado para uma eventual guerra espacial. As várias mudanças incluem a reestruturação e formação de um centro de comando de guerra espacial. Em outras palavras, ficarem prontos para a Guerra nas Estrelas.

Guerra Espacial

Agora, à medida que a China e a Rússia tentam agressivamente desafiar a superioridade dos EUA no espaço com programas espaciais militares ambiciosos, a disputa por poder ameaça desencadear um conflito que poderia paralisar a infraestrutura planetária com base no espaço. E embora isto poderia começar no espaço, tal conflito facilmente daria início à uma guerra na Terra.

Esta nova medida surge no meio de críticas de vários legisladores, os quais alegam que o existente ramo militar não está apropriadamente pronto para lutar no espaço, uma área que atrai as ambições não somente dos Estados Unidos, mas também da Rússia e da China. Curiosamente, em 2007, a China testou um míssil anti-satélite e destruiu com sucesso um de seus satélite climáticos que estava orbitando a Terra. Esta foi uma mensagem ao mundo de suas novas capacidades, tornando-se assim uma grave preocupação para os militares nos EUA.

 

Este é o National Space Defense Center, o novo nome para o centro de comando de guerra espacial do Pentágono.

De acordo com o Brigadeiro Jay Raymond, chefe do Comando Espacial da Força Aérea, o novo posto terá capacidades organizacionais, de treinamento e de equipamentos, para superar os desafios que possam surgir no espaço.  A Força Aérea trabalha em conjunto com o Gabinete Nacional de Reconhecimento, a fim de criarem um projeto espacial comum, conhecido como “war domain“, ou “domínio de guerra”.

De acordo com a Defense One, o novo brigadeiro “virá ao trabalho todos os dias focando nisto: assegurar-se que podemos organizar, treinar e equipar nossas forças para superar os desafios neste domínio”, – Brigadeiro Jay Raymond, diretor do Comando Espacial da Força Aérea.

Também houve a mudança de nome do comando espacial do Pentágono (de “Inter-Institutional Center of Joint Space Operations” [Centro Inter-Institucional de Operações Espaciais Conjuntas] para “Center of National Space Defense” [Centro de Defesa Espacial Nacional]). A reorganização espera que os projetos espaciais ganhem uma força maior para competirem como os recursos orçamentários de outros projetos terrestres…

Curiosamente, a ideia de guerra no espaço não é nova. Temendo um lançamento de armas nucleares soviéticas desde a órbita terrestre, os Estados Unidos começaram a testar armamentos anti-satélite no final da década de 1950.  Até mesmo foram testados bombas nucleares no espaço, antes dos armamentos nucleares orbitais serem banidos pelas Nações Unidas, no Tratado do Espaço em 1967. (Fonte)


E o que é que isto tem a ver com os alienígenas?

Na verdade, tem tudo a ver. Como já foi comentado várias vezes aqui no OH, alguns delatores alegam que os Estados Unidos já possuem um programa espacial há muito tempo, com tecnologia super avançada, inclusive mantendo contato com civilizações alienígenas.

Se isto for verdade (e não há absolutamente nada comprovando definitivamente que seja), poderia significar que esta ação dos militares estadunidenses seria somente uma forma de começar abrir ao mundo o fato de que trilhões de dólares foram desviados nas últimas 5 décadas para os projetos negros, que poderiam ter sido investidos em toda essa possível infraestrutura.

Por outro lado, esta notícia também pode estar provando que o alegado projeto espacial sofisticado nunca existiu e que agora é que eles estão começando com algo.

Há também a possibilidade de que estamos entre um e o outro cenário, onde os Estados Unidos já possuem uma infraestrutura secreta não divulgada ao público, a qual foi construída usando esse recurso financeiro que desapareceu em projetos negros, mas que não é tão sofisticada quanto alguns delatores dizem, a qual poderia ou não estar mantendo contato com ETs.

Temos aqui três cenários, mas nunca saberemos ao certo qual deles reflete a realidade. 

Quanto a questão alienígena, é fácil chegar à conclusão de que, se for verdade aquilo que foi dito a respeito dos OVNIs pelas testemunhas militares, políticas e civis, bem como em determinados relatos encontrados nos documentos liberados pelas dezenas de agências governamentais no mundo todo – e não há porque duvidar disso – então também não há porque duvidar de que os extraterrestres ficarão de olhos abertos para quaisquer atividades belicosas no espaço, podendo potencialmente interferir nessas questões.

Vivemos em tempos interessantes. Fiquemos de olhos abertos.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh